Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Papa condena queima de um Alcorão na Suécia

Pope Francis Audience June 28 2023

Antoine Mekary | ALETEIA

#image_title

I. Media - publicado em 04/07/23

Em frente à mesquita de Estocolmo, durante as celebrações do Eid, um ativista iraquiano refugiado na Suécia rasgou e depois queimou páginas do Alcorão em protesto

“Qualquer livro considerado sagrado por seus fiéis deve ser respeitado, por respeito a seus fiéis”, disse o Papa Francisco em uma entrevista ao meio de comunicação dos Emirados Árabes Unidos Al Ittihad, publicada em 3 de julho de 2023. Ele disse que estava “irritado e enojado” com a queima de um Alcorão na Suécia em 28 de junho.

Em frente à mesquita de Estocolmo, durante as celebrações do Eid, um ativista iraquiano refugiado na Suécia rasgou e depois queimou páginas do Alcorão em protesto na última quarta-feira. Ele estava pedindo que o texto sagrado do Islã fosse proibido em seu país.

Perguntado pelo jornalista dos Emirados sobre o incidente, o Papa disse que “a liberdade de expressão nunca deve ser usada como desculpa para desprezar os outros”.

No restante da entrevista, o pontífice relembrou sua viagem anterior aos Emirados Árabes Unidos, que ocorreu em fevereiro de 2019. Foi durante essa viagem que o pontífice assinou, com o Grande Imã de Al-Azhar, o Documento sobre a Fraternidade Humana para a Paz Mundial e a Coexistência Comum, um texto que defende a cooperação das religiões em favor da paz.

Na entrevista, o pontífice também elogiou o trabalho do governante dos Emirados, Sheikh Mohamed bin Zayed, em seu país e em todo o mundo, em favor da paz e da educação.

Um resumo da entrevista foi transmitido pelo Vatican News, a plataforma oficial da Santa Sé.

Tags:
MuçulmanosPapa FranciscoPerseguição
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia