Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 19 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Quem pode receber a indulgência plenária pelo Dia Mundial dos Avós

POPE-FRANCIS-AUDIENCE-APRIL-06-2022-Antoine-Mekary-ALETEIA

Antoine Mekary | ALETEIA

I. Media - publicado em 06/07/23

Esta indulgência plenária será concedida de acordo com as condições usuais

No dia 23 de julho de 2023, a Igreja Católica concederá indulgência plenária a todos os fiéis que participarem do Dia Mundial dos Avós e Idosos, e que forem “animados por um verdadeiro espírito de penitência e caridade”. Está confirmado que o Papa Francisco presidirá uma Missa na Basílica de São Pedro nesse dia

Em 2021 e 2022, o Pontífice delegou esta função ao Arcebispo Rino Fisichella, pró-prefeito do Dicastério para a Evangelização.

A decisão de conceder “graciosamente” estes “tesouros celestiais da Igreja” foi estabelecida por um decreto da Penitenciaria Apostólica de 15 de junho e emitido em 5 de julho.

Quem pode receber a indulgência

Esta indulgência plenária será aplicável de acordo com as três condições habituais, afirma o decreto, a saber: “confissão sacramental, comunhão eucarística e oração nas intenções do Santo Padre”. 

A indulgência plenária oferece a remissão total da pena temporal devida pelos pecados já perdoados na confissão. Nesta ocasião, destina-se aos avós, aos idosos e a todos os fiéis que estarão presentes na Missa presidida pelo Papa Francisco na Basílica de São Pedro no dia 23 de julho ou nas diversas celebrações que acontecerão em todo o mundo.

Essa indulgência também pode “ser aplicada como sufrágio pelas almas do purgatório”, afirma o decreto, nos mesmos termos do ano passado.

A indulgência será concedida também aos enfermos, idosos e a todos aqueles que por motivo grave não puderem sair de casa, com a condição de se desapegarem de todo pecado e terem a intenção de cumprir o quanto antes as três condições usuais. Essas pessoas terão que se unir espiritualmente com as celebrações deste Dia Mundial dos Avós, que serão transmitidas por diversos meios de comunicação.

A Igreja Católica concederá também a indulgência plenária aos fiéis que dedicarem tempo suficiente a visitar, estando presente fisicamente ou através dos meios de comunicação, os nossos irmãos e irmãs idosos em necessidade ou dificuldade — como doentes, abandonados ou incapazes.

A primeira vez que o Papa Francisco presidirá

Em janeiro de 2021, o Papa Francisco anunciou a criação deste dia mundial para homenagear os idosos. Agora é celebrado em toda a Igreja no quarto domingo de julho. Este ano deve marcar a primeira participação pessoal do Papa na celebração, que é a única liturgia pontifícia agendada para julho-agosto no Vaticano. 

Em julho de 2021, o Papa decidiu não presidir a celebração devido à sua recuperação após uma cirurgia de cólon três semanas antes. Em 2022, também decidiu não comparecer, para poupar energia para a viagem ao Canadá, que começava no dia seguinte.

Tags:
IdososIgrejaPapa Francisco
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia