Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Atriz italiana diz que foi pressionada a abortar para ganhar papel

Ornella Muti

Leo Medvedev/Лев Леонидович Медведев, CC BY-SA 4.0, através da wiki Wikimedia Commons

Ornella Muti em imagem de 1995

Francisco Vêneto - publicado em 14/07/23

Ornella Muti, porém, se recusou a eliminar a vida da própria filha

Francesca Romana Rivelli é uma atriz italiana conhecida pelo nome artístico de Ornella Muti. Famosa em seu país, ela contou, em recente entrevista ao site italiano Oggi, que sofreu assédio para perpetrar um aborto em troca de um papel num filme.

Durante a entrevista, Ornella falou da sua trajetória no cinema e na televisão, iniciada aos 14 anos. Quando tinha 18, ela se tornou mãe solteira após tomar uma corajosa decisão contra os “conselhos” que estava recebendo para abortar.

“O aborto era ilegal na Itália, mas no exterior poderia ser realizado facilmente. Até o meu agente de cinema na época me recomendou porque eu tinha que participar de um filme. Essas foram as palavras dele. Então eu tinha que fazer um aborto para poder atuar num filme? De jeito nenhum! Decidi continuar com a gravidez até o fim. E foi a melhor decisão da minha vida!”.

A artista deu ainda um testemunho sobre a sua relação com a filha, Naike:

“Sinto sempre a necessidade de estar perto dela. Ela é muito dedicada a mim: cuida de muita coisa do meu trabalho, por exemplo. Quando ela nasceu, eu não era jovem só na idade, mas principalmente na cabeça. Talvez seja por isso que eu ainda tenho algumas características infantis”.

A brava decisão de dizer sim à vida quando as circunstâncias pressionavam pelo contrário, porém, exigiu da então jovem e inexperiente mãe um elevado grau de consciência e responsabilidade.

Tags:
AbortoTestemunhoVida
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia