Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

As pessoas comuns podem alcançar a oração de contemplação?

Casal rezando em frente a cruz

Momentum studio | Shutterstock

Peter Cameron - publicado em 08/08/23

"A oração é muitas vezes reduzida a regras rígidas e rápidas; é mapeada, rotulada e regulamentada, até se tornar difícil acreditar que ela é a linguagem do coração"

Muitas vezes, supomos que a oração de contemplação é reservada aos místicos ou religiosos enclausurados em mosteiros. Mas não é assim. Como disse o padre dominicano inglês Bede Jarrett em seu livro “Meditations for Layfolk” (Meditações para Leigos), “a contemplação é essencial a todos aqueles que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus”.

O Catecismo da Igreja Católica fala da contemplação como “um olhar de fé, fixo em Jesus” (cf. nº 2715). Contemplar é focar em Jesus, o que exige uma renúncia a si mesmo. A contemplação “volta o olhar aos mistérios da vida de Cristo” para obter o “conhecimento interior de nosso Senhor”, que aprofunda o amor e o desejo de segui-lo.

O pe. Jarrett observa que “A oração é muitas vezes reduzida a regras rígidas e rápidas; é mapeada, rotulada e regulamentada, até se tornar difícil acreditar que ela é a linguagem do coração”. Essa deturpação da oração retira delas todos os “toques pessoais” e toda a contemplação. No entanto, “contemplar é olhar”, e, por isso, o sacerdote nos assegura que “contemplar é perfeitamente simples”.

Ele nos orienta com método: direcionar o nosso olhar para algum mistério da fé, como a Santíssima Trindade, ou a cruz, ou a Eucaristia, ou a Santíssima Virgem Maria. E explica:

“A minha mente, iluminada pela verdade da Revelação que a Igreja me ensinou, se fixa em algum mistério ou em alguma parte de um mistério. Tento pensar no seu significado profundo. Chego então ao extremo de todo o meu conhecimento e espero diante da Verdade. Lentamente, enquanto observo, os detalhes, inimagináveis, despercebidos, vão aparecendo, emergindo nas sombras”.

O pe. Jarrett conclui:

“Isto é a contemplação: a verdade nua e nua, clareando a alma que se alegra em vigiar silenciosa aos pés de Cristo. Então, com profunda confiança, observo e ouço a Voz de Deus”.

Tags:
EspiritualidadeOração
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia