Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

A Assunção já nos faz saborear as alegrias do céu

Wniebowzięcie Najświętszej Maryi Panny

Renata Sedmakova | Shutterstock

Jean-Michel Castaing - publicado em 11/08/23

Entenda por que não há necessidade de esperar a morte para desfrutar da vida eterna

A Assunção de Nossa Senhora não é um mistério para ser visto à distância. Esse mistério diz respeito a todos os homens, no sentido de que é profético do destino final da Igreja, da eternidade que nos é prometida. 

Mas tal mistério também nos dá uma lição para a nossa vida presente. Além disso, a Assunção não é um acontecimento que permanece exterior a nós, para ser contemplado de longe. 

Então, qual é a lição, entre outras, que a Assunção oferece para a nossa existência diária?

Hospitalidade e acolhimento

 Se a Virgem ascendeu ao céu no final da sua existência, é porque se uniu ao Filho de Deus de um modo que nenhuma criatura jamais poderá alcançar. Ora, essa união com o Verbo do Pai, a Virgem realizou-a oferecendo-lhe a hospitalidade do seu coração e do seu corpo. Maria disse “sim” à encarnação do Verbo nela. Tanto que a sua divina maternidade a aproximou do seu divino Filho.

Acolher o Senhor em nossos corações, como fez Maria, já nos faz saborear as alegrias do Céu.

Assim, Jesus não poderia deixar de retribuir à sua mãe a hospitalidade que ela lhe oferecera, acolhendo-a por sua vez na glória celestial que conquistou para nós no dia da Ressurreição, na manhã de Páscoa.

É assim que Aquela que fora para Deus a Porta terrena, passou, no fim da sua existência, pela Porta celeste representada por Jesus.

 Jesus veio até nós por meio de Maria e, por uma “troca de boas ações”, por assim dizer, Maria vai para o Céu, na glória da Trindade, por meio de Jesus. 

O céu está mais perto de nós do que pensamos!

Que lição podemos tirar desta dupla hospitalidade ilustrada pelo mistério da Assunção? É muito simples: acolher o Senhor no coração, como Maria, já nos faz saborear as alegrias do Céu. Não há necessidade de esperar a morte para desfrutar da vida eterna. É por isso que a Assunção é um mistério que pode chegar até nós todos os dias da nossa existência, desde que peçamos ao Espírito Santo que atualize na nossa mente e no nosso coração a graça específica desse mistério. 

Na Anunciação, Maria tornou-se a Porta terrena para a vinda de Deus a nós. Na Assunção, Jesus se torna a Porta Celestial para sua mãe.

Se abrirmos a Jesus a porta do nosso coração, Ele, por seu lado, competirá conosco em hospitalidade, abrindo-nos a porta do Céu! Não é isso que acontece em toda Eucaristia?

Como Bento XVI disse em sua homilia em 15 de agosto de 2011:

“Nesta solenidade da Assunção, olhemos para Maria: Ela abre-nos à esperança, a um futuro cheio de alegria e ensina-nos o caminho para o alcançar: acolher o seu Filho na fé; nunca perder a amizade com Ele, mas deixar-nos iluminar e orientar pela sua palavra; segui-lo todos os dias, mesmo nos momentos em que sentimos que as nossas cruzes se tornam pesadas”.

Tags:
IgrejaNossa SenhoraReligião
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia