Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 15 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Cristiano Ronaldo faz o sinal da cruz em jogo na Arábia Saudita

Cristiano Ronaldo podczas meczu w barwach Al-Nassr

ABDULLAH MAHDI | AFP

Reportagem local - publicado em 18/08/23

A Arábia Saudita ocupa a 13ª posição entre os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos

Cristiano Ronaldo é um jogador de futebol português mundialmente famoso. O craque já ganhou dezenas de prêmios e troféus ao longo de sua carreira de 31 anos, tendo defendido times de Portugal, Inglaterra, Espanha e Itália.

No início deste ano, ele se transferiu para o Al-Nassr, clube da Arábia Saudita. Em partida válida pelas semifinais da Copa dos Campeões de Clubes Árabes, o jogador marcou o gol que levou o time à final da competição.

Durante a comemoração, o astro português fez o sinal da cruz. Isso não é uma surpresa em si, porque ele se declara devoto e já compartilhou sua fé católica várias vezes. Não haveria nada de espetacular nisso, não fosse pelo fato de ele ter feito este gesto cristão na Arábia Saudita, um país muçulmano. O clube saudita Al-Nassr, no qual ele joga, enfrentava o Al Shorta, do Iraque. 

Segundo relatório da Portas Abertas, a Arábia Saudita ocupa a 13ª posição entre os 50 países da Lista Mundial da Perseguição 2023.

Vida difícil para cristãos na Arábia Saudita

No relatório, organização Portas Abertas afirma :

“A maioria dos cristãos na Arábia Saudita são trabalhadores migrantes da Ásia e da África. Eles são frequentemente explorados e mal pagos, e enfrentam discriminação por causa de sua etnia, mas também por causa de sua fé cristã. Há também cristãos de outras partes do mundo. Os cristãos estrangeiros são severamente restringidos em compartilhar sua fé cristã e em se reunir para o culto público. Aqueles que o fazem correm o risco de detenção e deportação.”

Os muçulmanos que se converteram à fé em Cristo têm de esconder sua afiliação à igreja. A Portas Abertas elucida:

“Apesar dos riscos, o pequeno número de cristãos sauditas está aumentando lentamente e alguns estão compartilhando corajosamente sua fé cristã na internet e nos canais cristãos de TV via satélite. Isso levou a sérias repercussões de suas famílias e das autoridades.”

Talvez o gesto simples, mas corajoso, do jogador de futebol português tenha o efeito de aumentar a coragem dos seguidores de Cristo tanto na Arábia Saudita quanto no Iraque.

Tags:
CristianismoPerseguição
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia