Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 15 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Plataforma utiliza inteligência artificial para tornar ensinamentos católicos mais acessíveis

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
robô e humano

Ground Picture | Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 21/08/23

A inteligência artificial foi treinada em mais de 2 mil documentos católicos, mas desenvolvedores fazem um alerta

A Longbeard, uma empresa de tecnologia localizada em Roma e que atende diversas instituições católicas, lançou a ferramenta Magisterium AI. Trata-se de uma plataforma on-line que, segundo a própria empresa, recorre à inteligência artificial para tornar mais acessíveis os ensinamentos da Igreja Católica.

O sistema é parecido com o ChatGPT: o usuário faz suas perguntas (neste caso, apenas sobre o catolicismo) e a ferramenta traz as respostas, que, de acordo com os desenvolvedores, são oriundas de documentos do magistério eclesial.

O site ainda informa que a inteligência artificial é treinada para buscar respostas em 2.140 documentos disponíveis. Entre eles, o Catecismo da Igreja Católica, o Código de Direito Canônico e a Instrução Geral do Missal Romano, entre outros.

Em cada resposta gerada pela inteligência artificial, há referências às fontes para que o usuário possa checar e acompanhar. “Com uma rede em expansão de parceiros de todo o mundo e acesso a fontes exclusivas de conhecimento católico ainda não disponíveis na web, continuamos a aumentar o banco de dados de treinamento do Magisterium AI, ajudando-o a se tornar mais inteligente e útil”, explica o site.

A ideia é que o Magisterium AI seja uma ferramenta útil para explicar conceitos teológicos em linguagem mais acessível aos diferentes tipos de público (estudantes, catequistas, padres etc).

Alerta

A Magisterium AI está operando versão beta, foi feita para uso em inglês, mas também responde perguntas em português, espanhol, francês, alemão, italiano, russo, chinês, holandês e coreano.

Entretanto, os desenvolvedores da plataforma alertam que, embora a plataforma forneça informações valiosas e de credibilidade, “não deve ser o único recurso para alguém que tenta entender os ensinamentos católicos”. Eles ainda acrescentam que “é sempre bom consultar fontes confiáveis, participar de discussões com pessoas especialistas e líderes da Igreja bem formados, e ler fontes primárias como o Catecismo da Igreja Católica”.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos

Tags:
Internet
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia