Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 19 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Padre envia mensagem perfeita a comunidade paroquial em crise

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Padre pregando

PeopleImages.com - Yuri A | Shutterstock

J-P Mauro - publicado em 15/09/23

A paróquia foi alvo de vândalos e o sacerdote forneceu instruções decisivas para motivar as boas intenções da comunidade

No dia 5 de setembro de 2023, a Igreja da Sagrada Família em Grand Blanc, nos Estados Unidos, foi cruelmente vandalizada. Um indivíduo não identificado conseguiu entrar na igreja, onde profanou objetos sagrados. Diante desse momento de dor para a comunidade, o Pe. Joseph Krupp, pároco local, enviou uma mensagem à comunidade via Twitter.

A mensagem longa explicava aos fiéis o que tinha acontecido e delineava os passos que a paróquia pretendia tomar após o ataque. Ele explicou que alguém havia entrado na igreja no meio da noite e quebrado muitas coisas, e que o prejuízo material ainda não havia sido calculado.

Ele observou, no entanto, que uma imagem do vândalo foi capturada por câmeras da igreja, deixando à polícia uma pista a seguir. Além disso, ele compartilhou outras boas notícias, com um pouco de humor: 

Há mais boas notícias:

 1. Nada do que ele quebrou não pode ser substituído;

2. Ele não conseguiu entrar na nossa escola;

3. A cerveja que ele pegou no salão era muito, muito velha e íamos jogá-la fora;

4. Nenhum dos danos foi permanente ou fez com que não pudéssemos viver a nossa missão.

Pe. Krupp observou, no entanto, que tem havido um aumento alarmante de casos de vandalismo contra igrejas católicas nos últimos dois anos: 

“A minha tese na universidade foi sobre a história dos católicos neste país e posso dizer-vos que as igrejas católicas estão a ser vandalizadas e profanadas a um ritmo que não víamos desde os dias anteriores à Guerra Civil. Parece que isso faz parte da nossa vida agora e vamos lidar com isso com graça, misericórdia e dignidade.”

O sacerdote reconheceu o fato de a comunidade paroquial católica querer fazer algo para ajudar. O pastor, então, deu uma excelente orientação ao seu rebanho, oferecendo uma série de sugestões sobre como os católicos poderiam se envolver no esforço para amenizar as incertezas após tal violação de um espaço sagrado. 

Em primeiro lugar, Pe. Krupp apelou à congregação para rezar e convidou-os a assistir a uma missa em que todos pediram a Deus que perdoasse o criminoso e curasse qualquer dano espiritual causado:

“Oraremos por aqueles que fizeram essas coisas e os amaremos. Quaisquer que sejam os seus motivos, se é que eles teve algum, essas pessoas são nossos pacientes, não nossos inimigos, e é nosso dever como amantes de Jesus agir como Jesus agiu. Para ser claro, devo lembrar a todos nós que esta não é uma opção que Jesus nos oferece, é uma ordem que Ele nos dá”.

Descobrir que a sua paróquia foi vandalizada é desanimador e pode parecer fora de controle. Pe. Krupp, no entanto, retomou o controle com a sua mensagem decisiva, em que explicou a situação e envolveu a sua comunidade com formas tangíveis de direcionar os seus esforços e boas intenções. 

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia