Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 03 Dezembro |
São Francisco Xavier
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Israel em guerra: casal católico batiza bebê às pressas ao soarem os alarmes

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Guerra Israel e Hamas

EYAD BABA / AFP

Mísseis lançados de Gaza são interceptados pelo Domo de Ferro, sistema de defesa israelense, em 8 de outubro de 2023

Francisco Vêneto - publicado em 27/10/23

Hussam e Chiara haviam batizado o primeiro filho, Giovanni, na pandemia; agora, batizam a pequena Marta em plena guerra

O árabe-israelense Hussam Abu Sini e a italiana Chiara Pezzulich, ambos residentes em Israel, correram para batizar a filha neste último 19 de outubro, dia em que soaram os alertas de mísseis na cidade de Haifa, onde moram, a 40 quilômetros da fronteira com o Líbano.

“A guerra acelerou tudo”, resumiu Hussam à agência católica CNA.

A pequena Marta, de 4 meses, é a segunda criança do casal. Seu primeiro filho, Giovanni, foi batizado durante a pandemia. Hussam complementa:

“Com o Giovanni nós já tínhamos entendido que o importante não era tanto a festa, que certamente é linda, mas sim o sacramento”.

O casal passava férias nas proximidades de Jerusalém, com familiares e amigos, tanto israelenses quanto palestinos, quando os terroristas do grupo Hamas atacaram Israel na fatídica manhã de 7 de outubro. Desde então, o casal vem rezando o Ângelus todos os dias com esses mesmos amigos e com outros que participam online, diretamente da Itália natal de Chiara. Essa oração diária, testemunham, os ajuda a corroborar a sua esperança e a sua paz.

“A única esperança está na Igreja. Por isso queríamos que a nossa filha fizesse parte dela o mais rápido possível. Na Igreja aprendemos e acreditamos que podemos sofrer a cruz, mas a vida não termina com a morte: Cristo venceu a morte! Nele colocamos a nossa certeza e confiamos a Ele a nossa filha”.

O batismo de Marta foi celebrado na igreja de São João Batista, em Haifa. A Santa Missa foi celebrada em hebraico, árabe e italiano.

“Só na Igreja pode acontecer algo assim: ouvir estas línguas na mesma celebração, juntos, longe de todas as contradições que existem da porta para fora”.

Hussam, que nasceu em Nazaré, conheceu Chiara na Itália, onde havia ido estudar medicina. E é para lá que eles decidiram que Chiara viajará com os filhos caso a situação piore em Israel. O marido, no entanto, ficará em Israel.

“Sou médico, quero ajudar aqui”.

A fé católica lhe dá forças diante dos riscos que ele sabe que corre:

“Não posso deixar de pensar no que pode acontecer enquanto estou longe deles. Confio na presença de Cristo entre nós. Todo o drama da vida permanece: o medo, o coração batendo forte… Mas, com Cristo, a própria vida tem mais sentido, mesmo quando as coisas não estão bem”.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
BatismoGuerraTerra Santa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia