Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Fevereiro |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

A bela carta de São João Paulo II às crianças que esperam pelo Natal

Jakarta Indonesia Indonesia December 24 2019 Christmas Eve at St Yohanes Bosco Church Sunter Jakarta Indonesia

Greg PW | Shutterstock

Philip Kosloski - publicado em 22/12/23

A carta foi escrita em 1994, por ocasião do Ano da Família

Crianças de todo o mundo aguardam ansiosamente a chegada do dia de Natal e a celebração do aniversário de Jesus.

Embora a maioria das crianças esteja ansiosa para desembrulhar os presentes, também existem muitas outras tradições de Natal que capturam a sua imaginação durante esta época especial do ano.

São João Paulo II recordou este momento de antecipação numa carta que escreveu às crianças em 1994 :

“Dentro de poucos dias, celebraremos o Natal, festa muito sentida por todas as crianças no seio de cada família. Neste ano, sê-lo-á ainda mais, porque é o Ano da Família. Antes que ele termine, desejo dirigir-me a vós, crianças do mundo inteiro, para partilhar convosco a alegria desta sugestiva ocorrência.”

Em vez de se concentrar nos presentes que se tornaram uma parte central da celebração moderna do Natal, São João Paulo II recordou as tradições que muitas crianças têm de recriar o presépio:

“Parece que estou a ver-vos: andais a preparar o presépio, em casa, na paróquia, em cada canto do mundo, reconstruindo o clima e o ambiente em que nasceu o Salvador. É verdade! Durante o período natalício, a gruta com a manjedoura ocupa o lugar central na Igreja. E todos se apressam a ir em peregrinação espiritual até lá, como os pastores na noite do nascimento de Jesus. Mais tarde, será a vez dos Magos chegarem do Oriente distante, seguindo a estrela até ao lugar onde foi colocado o Redentor do universo.”

São João Paulo II até relembrou as próprias boas lembranças das tradições da infância na época do Natal:

“Queridas crianças, escrevo-vos a pensar no tempo – já lá vão muitos anos – em que também eu era menino como vós. Também eu vivia, então, a atmosfera feliz do Natal, e quando brilhava a estrela de Belém corria ao presépio, junto com os da minha idade, para reviver o que sucedeu há 2000 anos, na Palestina. Nós, crianças, manifestávamos a nossa alegria sobretudo com o canto. Como são belos e comoventes os cânticos natalícios, que, segundo a tradição de cada povo, se alternam à volta do presépio! Como são profundos os pensamentos neles contidos, e sobretudo quanta alegria e ternura neles se exprime ao Deus-Menino, que veio ao mundo na Noite Santa!”

De muitas maneiras, São João Paulo II aponta para a beleza do Natal visto pelas lentes de uma criança. Como adultos, muitas vezes perdemos de vista a alegria do Natal e não o vivenciamos com qualquer sentimento de admiração.

Ao nos aproximarmos do Natal, que possamos nos aproximar do Presépio como uma criança, olhando com carinho para o Menino Jesus dormindo pacificamente no feno.

Para ler a íntegra da carta, clique aqui.

Tags:
CriançasJoão Paulo IINatal
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia