Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 03 Março |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Existe algum bom motivo para não passar o Natal com a família?

CHRISTMAS-FAMILY

Monkey Business Images I Shutterstock

Mathilde de Robien - publicado em 25/12/23

A Aleteia analisou possíveis pretextos que impediriam as pessoas de passar o Natal em família e encontrou caminhos para evitar essas desculpas

Quando se tem a graça de ter uma família, reunindo três ou mesmo quatro gerações, o Natal continua a ser uma grande oportunidade de reunião e aproximação sob o signo da alegria, da paz e do amor. Alegria porque somos chamados a celebrar o nascimento de Cristo (e não celebramos sozinhos), paz porque Jesus na sua vinda é proclamado “Príncipe da Paz” (Isaías 9,5) e amor porque o Salvador o derrama no coração de seus filhos. 

Porém, acontece que algumas pessoas são exigentes e dão mil e um motivos para não comemorar o Natal em família. Existiria pelo menos um válido? Um comercial alemão de 2015 retratava de forma comovente a solidão de um avô na véspera de Natal, que não encontrou outra forma de reunir a família a não ser enviar o seu próprio anúncio de morte. Um convite para rever suas prioridades. 

Aqui está uma lista de oito desculpas ruins (que não funcionam!) utilizadas para quem não quer passar o Natal em família.

1
Meus sogros (ou pais) não são católicos

Se você é um católico convicto, pode ser realmente frustrante passar o Natal em uma família para quem o nascimento de Cristo é menos importante do que o cardápio da véspera de Ano Novo ou a quantidade de presentes debaixo da árvore. No entanto, o que provavelmente é importante para seus pais ou sogros é reunir os filhos e netos neste momento. Um mínimo de empatia para com eles fará com que você esqueça o seu desejo pessoal de celebrar o Natal como você o imaginou e, finalmente, dar-lhes o melhor presente que eles esperavam. Além disso, nada impede que você os convide para irem à Missa. Nesta véspera de Natal, talvez o seu lugar seja precisamente ao lado deles, porque sem querer você oferece-lhes um magnífico testemunho do que o Natal significa para você.

2
Meus sogros (ou pais) são muito católicos

Quatro Missas em dois dias, bênção em cada refeição, oração familiar antes de dormir, um caldo simples na noite do dia 24! Pronto! Você não aguenta mais, seus pais (ou sogros) são definitivamente “católicos demais”, e demais é demais! Por que pressionar o modo como os outros vivem a sua fé? Abrace o seu jeito de ser cristão e tudo ficará bem! Ninguém o obrigará a levantar-se para a Missa da Madrugada, nem ninguém o culpará por não comparecer à oração familiar. E menos ainda se isso os privar da sua presença no dia de Natal.

3
Impossível, estamos confusos

Pode ter se passado meses ou anos desde a última vez que você falou com seu pai, mãe, irmão ou irmã, e você não consegue imaginar passar o Natal com eles nem por um segundo. Porém, o Natal não é conhecido pela sua trégua, mesmo em meio aos campos de batalha? Pensemos no Menino Jesus proclamado Príncipe da Paz. Este não é o momento de reconciliação? Se não for o Natal, então quando? O Natal é uma ótima desculpa para dar o primeiro passo, então aproveite a oportunidade e não espere até o próximo Natal!

4
É muita bagunça, muito barulho e as crianças aprontam todas

Não é fácil estar solteiro no meio de uma celebração familiar. Tem gente, barulho, perturbação, talvez você até tenha que deixar o quarto para os sobrinhos, uma injustiça cruel. Você sonha com uma véspera de Natal calma e tranquila e uma manhã onde não passamos horas desembrulhando presentes e ficando estupidamente extasiados. Pode ser um fracasso novamente este ano, mas console-se dizendo a si mesmo que esta família, por mais barulhenta que seja, é sua, que nenhuma família é perfeita e que você tem seu lugar entre esses pais sem constrangimentos e esses filhos entusiasmados. Mesmo que nem sempre demonstrem, todos precisam de você. E você não precisa passar a semana lá!

5
Neste ano, planejamos outra coisa

Projeto familiar há muito planejado, você estará sob os coqueiros na véspera de Natal, uma experiência incrível que você esperava há meses. Neste caso, pensamos realmente nos nossos entes queridos que podem estar sozinhos? A vantagem do Natal é que a data é sempre a mesma, não como a Páscoa, que nunca sabemos quando vai cair. Portanto, é fácil organizar-se se quiser estar presente no dia de Natal. Uma viagem ao exterior com seus filhos é uma viagem. Natal, não.

6
Eles moram muito longe

É claro que a distância geográfica exige um esforço adicional. Principalmente com crianças ​​no carro. Mas se você não acumular todas essas milhas neste Natal, quando o fará? E algumas horas de viagem não custam caro se comparadas à união familiar e à alegria de estarmos juntos. Outra solução seria encontrar um local que fosse a meio caminho para todos. Não há mais desculpas para não vir!

7
O parto está previsto para 26 de dezembro

Este é um medo legítimo de um casal que espera o nascimento de um filho e que não quer ficar a quilômetros da maternidade nos dias anteriores ao parto. Neste caso, talvez seja hora de fugir da tradição familiar para celebrar o Natal em um local mais acessível à gestante. Da mesma forma, se os familiares estão doentes ou hospitalizados, o Natal é uma oportunidade para nos aproximarmos deles.

8
eu trabalho no dia 24

Muitos trabalham no dia 24 de dezembro. Mas se alguns são de fato essenciais naquela noite para os seus pacientes, para os seus clientes ou para o bom funcionamento da empresa, outros têm a possibilidade de optar por tirar um dia de folga ou sair mais cedo do que o habitual. Discernimento necessário para que o trabalho não seja uma má desculpa.

Tags:
FamíliaNatal
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia