Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong

9 dicas para resistir à tentação da gula

GREED-WOMAN-CAKE

Voyagerix / Shutterstock

Edifa - publicado em 07/10/19

A gula é um vilão que pode facilmente trazer à tona outros demônios (e ainda alguns quilinhos a mais!). Aqui vão alguns remédios que nos ajudarão a vencer esse “pecadinho”, que não verdade não é tão “inho” assim

1. Pensar sobre as suas motivações

Pare um pouco e se pergunte: “Por que eu vou comer isso?”; “Qual bem eu quero me proporcionar?”. Será que estamos escolhendo a comida segundo o bem que ela fará a nossa saúde ou apenas segundo nosso desejo? Como sabiamente constatou São João Cassiano (teólogo cristão francês), “aquilo que é prazeroso nem sempre é bom”. O prazer não é um sinal de que aquilo que comemos ou bebemos é bom, sobretudo quando utilizamos o alimento ou bebida de forma exagerada, distorcendo o seu real objetivo.

2. Encontrar no alimento um dom de Deus

Family-Praying-Eating
© De Monkey Business Images-shutterstock

“Portanto, quer vocês comam, quer bebam, quer façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus” (1 Cor 10, 31). Vamos nos acostumar a agradecer sempre antes e depois de cada refeição. 

3. Reeducar o seu corpo

O homem de hoje precisa reaprender a escutar o seu corpo e a não priorizar unicamente o prazer. É fácil perceber quando passamos do estado de satisfação ao de ‘prazer excessivo’, que quer dizer que comemos demais. Nosso corpo tem uma certa sabedoria, ele mesmo sabe dizer ‘pare’. Não é tão bom quando saímos da mesa sem aquela sensação de peso?

4. A conversa

É possível prolongar o prazer pela lembrança do prato delicioso, mas que aquele ótimo jantar não ocupe o lugar de toda a nossa conversa! O excesso pode também estar presente na nossa memória. Por outro lado, existe o mau hábito de reclamar que a comida é pouca, que não foi servida em grande quantidade. A temperança começa pelo fato de aceitar o conteúdo do seu prato.

5. A renúncia

Women - Rejecting-Junk food
© Cat Box - Shutterstock

Não sonhe: é impossível aprender a se controlar sem um mínimo de renúncia. Saberemos quem é o mestre em casa – nossa vontade ou nosso prazer – apenas no dia que aprendermos a dizer não a certos prazeres. Se o jejum é tão difícil durante a Quaresma, é porque não estamos acostumados a nos privar no resto do ano. Algumas ações que podemos tomar regularmente são: escolher um prato que gostamos mais ou menos, renunciar a repetir um prato que achamos delicioso ou, renunciar a alguns alimentos que nos trazem muito prazer.

6. A atitude na mesa

Greed-Eat a lot-Cake
© Africa Studio - shutterstock

Um padre disse uma vez: “Se você quer saber se um homem tem intimidade com Deus, olhe para ele à mesa. Se ele estiver atento a todos, tenha certeza de que ele está junto a Deus. Mas se ele pensa apenas em encher o estômago, se ele se serve antes de todos os outros, se só quer contar as suas histórias sem ouvir as do próximo, se prefere procurar a companhia dos grandes do que estar em comunhão e convivência com todos, podemos duvidar da profundidade de sua comunhão com o Senhor”. Cuidado para não se tornar uma pessoa assim.

7. Através de atos

Basta revisar em você todos os tipos de gula e aí tomar a direção contrária. Por exemplo, podemos definir com antecedência um horário específico para as refeições ou, decidir parar de “beliscar” quando chegarmos em casa à noite ou durante a preparação do jantar.

8. Trate a causa

O prazer do paladar é uma compensação. “Nós não podemos viver sem prazer”, disse Aristóteles. Mas comer é o prazer mais imediato. Nós podemos ajudar a nós mesmos a comer menos buscando o prazer em outras coisas, isto é, diversificando as nossas fontes de consolo.

9. Medite o exemplo de Cristo

MĘŻCZYZNA Z BIBLIĄ
Alexander Michl/Unsplash | CC0

Santo Inácio nos convida a contemplar a forma como Jesus se alimentava. Peguemos o exemplo dele e não esqueçamos que comer é antes de tudo, estar junto. Estar é partilhar, partilhar é amar e amar é Jesus.

Padre Pascal Ide e

Luc Adrian

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
PecadoVirtudes
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais