Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O que fazer se você não quer mais ser solteiro(a)?

Antonio Guillem / Shutterstock
Compartilhar

Você cansou de ficar sozinho e deseja encontrar a sua alma gêmea? Aqui vão algumas dicas que serão muito úteis!

Você já está cheio de hábitos de uma pessoa solteira, você duvida das suas técnicas de “sedução” e não sabe mais lidar com o sexo oposto? Uma ajudinha não vai te fazer mal. Descubra algumas dicas afiadas que te ajudarão a encontrar um amor com um grande “A”.

  1. Desenvolva relações de amizade desinteressadas e perceba as suas atitudes egoístas. “Sim, sim, eu venho à sua festa”, mas interiormente você pensa: “A menos que eu ache algo melhor para fazer”. Outro exemplo: Erik confia todos os seus problemas, especialmente os do coração, a Emily, que mesmo que tente, não consegue impedir de apaixonar-se por ele. Até o dia em que, de surpresa, Erik anuncia: “A propósito, estou noivo com a Mariana”. Erik não compreenderá que Emily, magoada, vai se negar a ir ao seu casamento.
  2. Desenvolva o seu eu interior. Pare de buscar fugas no trabalho ou em noitadas. Busque ficar ao menos uma noite por semana sozinho(a) em casa sem telefonar nem acessar as redes sociais a fim de buscar o equilíbrio interior necessário.
  3. Outros solteiros precisam ouvir o conselho contrário: saia de si e saia de casa; pare de ir todo final de semana apenas para a casa dos seus pais, de justificar a sua solidão e sua mania de fugir dos outros.
  4. Evite ficar muito preso apenas na espiritualidade, por exemplo: “Eu cuido das coisas do Senhor, ele se ocupa de me encontrar um esposo(a)”. Se você estivesse desempregado, o que você faria? Certamente estaria procurando trabalho ativamente. O abandono à providência divina não é um abandono das suas responsabilidades. “Tudo aquilo que puderes fazer, faça. Aquilo que você não conseguir, confie à misericórdia de Deus”, dizia Didache, um cristão do primeiro século. La Fontaine também dizia: “Ajude a você mesmo e o céu te ajudará”.
  5. Pare de imaginar o esposo(a) ideal a partir das qualidades dos seus melhores amigos ou dos membros da sua família. A inteligência de um, a beleza do outro, a espiritualidade do terceiro. Aceite que o outro seja imperfeito. Ao conhecer outros casais você vai parar de idealizar também o casamento. Nós somos feitos para nos arriscar e não para nos guardar.
  6. Reserve um tempo para reler a sua história. Nós não permanecemos solteiros aos 35 ou 40 anos sem nenhuma razão. Isso não quer dizer que a culpa é inteiramente sua. Mas reduzir tudo a um problema da sociedade também não é justo.
  7. Se você passou por dificuldades ou se falhou, especialmente se você percebe que acusou o outro, a tentação é de reprimir todos os sentimentos dolorosos do passado. A única atitude verdadeira e libertadora é tomar consciência do luto a viver e do perdão a ser dado. Isso não é feito em um dia ou sem a ajuda de Deus.
  8. O medo de sofrer novamente, de sair de si e do novo que paralisa o solteiro. Ouse mudar, se abrir a outros grupos, novas relações. Essas pequenas mudanças o preparam para as grandes (o matrimônio).
  9. Por fim, o objetivo de sua vida não é o casamento, por mais bonito que seja, mas a união com Cristo. Ou seja, amar e ser amado. Encontre a Deus para se deixar ser amado e consolado. Por sua vez, dê a si mesmo. Um dia sem ter encontrado mais de um amigo, é uma pena; um dia sem ter amado em nome de Jesus, é um verdadeiro desperdício. “Na noite de nossa vida, seremos julgados pelo amor”, diz São João da Cruz. Quem saberia dizer quando será essa noite?

Padre Pascal Ide

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.