Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 25 Julho |
Santa Glodesinda
home iconEstilo de vida
line break icon

“Eu me sinto indigno do Senhor”: o que devo fazer?

Sad - Woman - Complaining

© Antonio Guillem

Edifa - publicado em 02/12/19

Às vezes temos dificuldade em testificar da nossa Fé, como se inconscientemente tivéssemos vergonha desta Fé e do nosso amor por Deus. Nos sentimos indignos de ser amados por Deus, pois não podemos lhe dar de volta. O que fazer quando este sentimento nos invade?

Diante do Infinito, nos sentimos muito pequenos e, diante deste Amor puro e total, nos sentimos indignos. Mas a indignidade cristã é cheia de humildade e confiança. Ela é pacífica e alegre. Não temos nada a provar, nada a merecer: Deus nos ama, ponto final! Isto é o que sentimos cada vez que a graça de Deus nos toca. Mas a experiência de conversão, ou naquelas etapas em que sentimos que algo está acontecendo no fundo de nós mesmos, o primeiro sentimento é uma espécie de estupor.

Como Isabel que acolhe Maria durante a Visitação: “Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?” (Lc 1,43). A liturgia também a devolve no nosso coração cada vez que vamos à comunhão: “Não sou digno de vos receber… ». Mas também pode haver uma armadilha do diabo: quanto mais tentamos ser dignos, menos chegamos lá, e mais Deus parece estar se afastando. O que fazer quanto a isso? Deixar que isto aconteça?

Três coisas que o Senhor nos pede para fazer

É o Espírito Santo que nos faz filhos na maternidade de Maria. Na infância do nosso amor humilde, o pai reconhece a voz do amado, em quem ele colocou toda a sua benevolência. Ele valoriza as nossas respostas despretensiosas. Nossa primeira resposta, muito esquecida, é pensar em dizer “obrigado”. À graça, devemos responder com ação de graças.

A segunda é simplesmente oferecer o que podemos. Nossa boa vontade, nossa fidelidade nas pequenas coisas, mil oportunidades para amar um pouco.

A terceira, preciosa aos olhos do Senhor, é a oferta daquilo que nos faz sofrer – a começar por este desejo doloroso de dar mais testemunho d’Aquele que nos ama e é tão pouco amado.

Padre Alain Bandelier

Tags:
Espiritualidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
7
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
Ver mais