Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 23 Janeiro |
São Vicente Pallotti
home iconEstilo de vida
line break icon

O que fazer quando seu marido trabalha muito

© wavebreakmedia / Shutterstock

Edifa - publicado em 17/01/20

Fim de semana cancelado, horários tardios, falta de disponibilidade e de escuta. Tal é a vida diária dos casais onde um dos cônjuges trabalha muito. Sugestões para mudar a sua atitude ou a do outro para aprender a dedicar mais tempo à família

Muitos maridos jáouviram as amargas reprovações das suas esposas: “Vocênunca estápresente… O que importa éo teu trabalho, os teus ficheiros, o teu negócio, a família vem em segundo lugar… Sinto que estás aborrecido comigo… etc.». E a resposta érápida : “Não pensa que estáa exagerar? E em primeiro lugar, se eu trabalho, para quem é? De todos os modos, dentro de alguns anos ficarámelhor… Éum período em que tenho de aguentar… éisso”. Neste caso, como em tantos outros, éimportante que cada parceiro faça um esforço de empatia ditado pelo amor: tentando entender o funcionamento do outro, seus sentimentos, sua maneira de conceber a vida como um casal.

O “nós dois” da mulher

Vocêtem que entender a imensa expectativa que uma mulher tem do casamento. Para a grande maioria delas, a felicidade deve começar nesse dia. A mulher estáansiosa por isso. Ela fala apaixonadamente do “nós” àsua metade: “Nós dois vamos falar… Nós os dois faremos um caloroso ninho para os nossos pequenos… Nós dois vamos rezar juntos”. “Nós os dois!” uma palavra mágica, carregando uma esperança louca. “, uma palavra mágica, carregando uma esperança desmesurada. Tanto que às vezes énecessária a presença contínua da pessoa amada, e qualquer separação édifícil de suportar. Mesmo quando ela trabalha, ela não corta o fio que a liga ao marido, aos filhos, àcasa e nunca deixa de pensar naqueles que ela ama.

Se háalgum momento em que ela tem muitas expectativas, éo fim de semana e édomingo – o dia do seu “senhor”! Quando era jovem, ela gostava daqueles domingos quando conheceu seu futuro marido, e quando ele a deixava no domingo ànoite, ela pensava que quando se casasse, ele seria totalmente seu. Agora, precisamente este famoso domingo se tornou um dia em que ele prefere fazer bricolagem o acabar o seu trabalho. Na verdade, como éque ela não se poderia sentir como se tivesse sido enganada?

O “modo de funcionamento” do marido

Em geral, um homem sente menos necessidade do que sua esposa da presença permanente de seu ente querido (exceto quando ele se sente como um mal-amado). Uma presença cíclica pode lhe satisfazer. Menos unificado que a esposa, ele compartimenta mais a sua vida, podendo ser absorvido inteiramente pela ocupação do momento. Se ele estáno escritório, não estáem outro lugar… e uma chamada da esposa não lhe traz necessariamente um grande prazer. Quando ele estácom amigos, ele desfruta da boa companhia, sem pensar a cada segundo em quem o espera em casa.

Éclaro que a esposa estáconsciente de que seu marido tem obrigações profissionais imperativas ou uma grande necessidade de relaxamento (como ela também pode ter), mas o que a irrita éque às vezes ela tem a impressão de que “ele gosta isto” (mais do que ela), que ele não sofre com a ausência dela, que ele não sente falta dela. Assim na medida em que cada um se esforça para compreender o outro, as soluções podem ser facilmente encontradas.

E se todos fizessem um pequeno esforço?

O homem pode, por exemplo, fazer uma anotação no seu diário dos espaços de tempo reservados para o casal, dando àsua esposa um presente de tempo de presença. Ele também pode lhe explicar que alguns dias ele preferiria estar em casa do que no escritório. E algumas noites, ele pode fazer uma surpresa e chegar cedo do trabalho, ou oferecer um fim de semana romântico num lugar encantador, compensando suas ausências com momentos de total disponibilidade e atenção.

Por seu lado, a esposa não deve questionar o amor do marido porque este trabalha demais. No final, éesse sentimento de não ser amado ou menos amado que muitas vezes faz com que a esposa não goste desse trabalho, que étão exigente como uma rival. Équando ele estános seus braços que a mulher pode julgar o amor do marido por ela, porque nesse momento ele éinteiramente dela, e seria um erro o rejeitar (para o castigar por suas ausências!) ou o amuar falando com ele sobre suas preocupações profissionais.

Também não se deve esquecer que o que os cônjuges fazem separadamente, não devem deixar de fazer “em nome” do “nós” conjugal. São João Crisóstomo explicou que quando os cônjuges cristãos são separados para avançar, cada um àsua maneira, para a sua tarefa, eles são como a Trindade que nunca se torna menos profundamente unida no trabalho de cada um.

Denis Sonet

Tags:
CasamentoFamíliaTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
2
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
3
Aleteia Brasil
5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar
4
Aleteia Brasil
O testemunho de São Sebastião, o soldado mártir do Império Romano
5
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
6
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
7
Daniel Neves e Nossa Senhora dos Rins
Francisco Vêneto
Nossa Senhora dos Rins e a devoção de um menino que pede a graça ...
Ver mais