Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong

10 caminhos a explorar para melhor se colocar na presença de Deus

KOBIETA W ŚWIETLE

Evgenij Yulkin/Stocksy United

Edifa - publicado em 17/02/20

Não faltam meios para rezar. No entanto, muitos cristãos encontram dificuldades em sua vida de oração. E se estar em oração não fosse tão difícil quanto você pensa? Descubra 10 maneiras simples se colocar na presença de Deus em todas as circunstâncias.

Aprendemos a rezar, rezando. A oração começa a existir a partir do momento em que temos o desejo e começamos a orar. É uma experiência de fé e amor que é vivida no mais profundo do nosso coração. Muito discreta, ela bate à porta, desejando nos acompanhar por toda parte. A única coisa a fazer é: abra a porta! Ela é um dom de Deus que acolhemos através da fé, quando nos fazemos disponíveis onde quer que estejamos. Então, como rezar?

Ele está em mim, eu estou nele, só preciso amá-lo, me deixar ser amada, a todo momento, através de todas as coisas“, escreveu Elisabeth da Trindade. Você ora como você é, como vive, como crê, como ama e como fala com um amigo. Estes são os cinco primeiros caminhos para a oração. Os cinco passos seguintes são suportes para a nossa oração: você ora com seu desejo, seu corpo, a Bíblia, a liturgia e o silêncio.

Reze como você é

mulher introvertida
sun ok/Shutterstock

A melhor forma de rezar é a sua forma, mas para isso é preciso se descobrir. A melhor técnica para isso, se é que existe uma técnica, é a que melhor te ajuda a liberar a oração que existe em seu interior. Você tem uma oração que pertence somente a você e que combina com seu temperamento, seu estado de vida. Você não precisa copiar as orações de outras pessoas. A cada dia essa oração pode ser diferente – um pedido, um louvor, uma súplica ou ação de graças, pode ser falada ou silenciosa. Não importa o que você fala durante sua oração. Você reza a partir daquilo que você é, do que traz em seu coração, da sua idade, com todas as suas alegrias e tristezas, com sua história e sua experiência de vida. Você ora a partir de uma imagem de Deus que é você mesmo, e que é chamada a mudar à medida que você cresce na fé.

Você pode se colocar diante de Deus sabendo que ele te ama como você é. Seja você mesmo! Não é o presente mais belo que você poderia oferecer a Deus? Se aceitando e se amando da forma que você é, é Deus que o aceita e o ama como um Pai cheio de misericórdia.

Reze como você vive

WOMAN,WORKING
Shutterstock

A oração não anda em paralelo com a nossa vida, ela deve estar dentro da nossa vida. E assim como a vida não é perfeita, a oração também não é. Se você ficar esperando pelas condições ideais para rezar, nunca começará. A oração mais bonita é a que você vive hoje, nas mais diversas situações, até mesmo nas situações angustiantes como perder uma prova, pegar um caminho errado na estrada, perder as chaves, viver um grande estresse, passar por uma provação, acompanhar uma criança doente, dentre outras.

A oração se adapta às circunstâncias da sua vida, esteja você na escola, universidade ou trabalho, em casa ou em uma cama de hospital, na estrada ou no trem, pronto para dormir ou ao ar livre, alegre ou triste, com insônia ou trabalhando a noite, ela está lá desde que você se disponha. Invisível aos olhos dos outros, ela abraça todas as áreas da sua vida e exprime ao Senhor sob a forma de pedidos e louvores.

Reze como você crê

smiling girl portrait
By Milos Nakovic/Shutterstock

Diga-me como você ora e eu lhe direi qual é a sua fé! Você reza à medida que você acredita. A oração começa com um ato de fé. É como uma flecha que você lança em direção ao céu. Quanto mais sua fé está viva, mais alto voa a sua oração. Porém, cada um crê em Deus de uma maneira diferente e reza de uma maneira diferente. Se Deus está no centro da sua vida, sua oração também estará.

A ideia que temos da oração é, portanto, condicionada à imagem que temos de Deus. Se ele é um ser distante e ameaçador, a oração será fria e temerosa. Além disso, não desejamos estar por um longo período com um Deus que parece indiferente àquilo que vivemos. Esta imagem de um Deus impassível está em desacordo com os grandes textos bíblicos do Antigo e do Novo Testamento, onde Deus é apresentado como um amante que desposa sua criatura. “Eu a desposarei para sempre, conforme a justiça e o direito, com benevolência e ternura. Eu a desposarei com fidelidade e conhecerás o Senhor.”(Os 2: 21-22).

Reze como você ama

LOVE
Shutterstock | Dragon Images

Rezamos porque somos amados por Deus e desejamos responder por amor. A oração é um diálogo secreto e amoroso que pertence somente a você e a Deus. Ele oferece sua presença sem nenhuma interferência, nem mesmo as nossas fraquezas, que se tornam uma oportunidade de experimentar da sua infinita misericórdia.

Você não reza sempre da mesma forma, mas você sempre rezará da forma como você amar. Rezar é estar na presença de Deus, pensando nele com amor. O beato francês Charles de Foucauld sempre dizia que quanto mais amamos, melhor rezamos.

Em alguns momentos, sentimos na oração uma certa ausência do amor de Deus, mas isso não significa que Deus está ausente. Ele nos conduz por caminhos de secura para nos fazer crescer com mais segurança no amor desinteressado. Tereza de Lisieux é um exemplo eloquente desse amor. Quando ela estava acamada na enfermaria do carmelo, ela não conseguia dormir, e por isso rezava. A irmã Geneviève perguntou o que ela dizia a Jesus. E Teresa a respondeu: “Eu não lhe digo nada, eu a amo”.

Reze como você fala com um amigo

girl authentic smile
By Bricolage/Shutterstock

Rezar é se entreter com Deus, o Cristo, em amizade. Nada nos impede, nesse momento por exemplo, de fechar os olhos e dizer com as nossas próprias palavras que cremos em Deus. “Senhor, eu creio em ti, ensina-me a orar e a te amar. Tu me conheces e me amas como eu sou. Eu te ofereço tudo o que sou e todos aqueles que são queridos para mim. Enviai teu Espírito e permitas que ele dê vida à minha vida. Eu te louvo pelo que tu és e pelo que sou. Obrigado pelo teu amor infinito

Você viu? Não é tão difícil assim! Coloque-se na presença de Deus como um amigo. Basta falar com ele de forma simples e o escutar. Conte para ele tudo o que você tem vivido e o contemple em silêncio, com fé. A oração é escutar a Deus que nos fala através de nossas palavras e nosso silêncio tanto quanto pela sua palavra e seu silencio. Sabendo que somos ouvidos por Deus, encontramos o fio condutor que conecta a nossa vida à dele.

Reze com seu querer

Young girl praying at home
Marie ACCOMIATO/CIRIC

Seu desejo é sua oração, disse Santo Agostinho. Você reza apresentando a Deus não apenas o que você é, mas o que você quer ser. Você se abre ao que Deus deseja para sua vida por estar na presença dele com todo o seu querer. A oração que você recita não é feita apenas com os lábios. Se você repete uma oração que aprendeu ou se reza espontaneamente, o que Deus está olhando é o desejo e o amor que você coloca em sua oração.

Se você acha difícil se recolher para rezar, tem a impressão de estar num vazio e se sua mente vagueia em todas as direções, tente usar o auxílio de uma imagem ou um ícone, um versículo bíblico, uma música, do nome de Jesus que você repete interiormente. Sabia que também é possível rezar a partir de suas distrações, ao invés de tentar afastá-las constantemente?

Você precisa entender o que o ajuda na oração e o tamanho do seu desejo. Talvez você queira fazer muito ou vê Deus como alguém complicado, que é preciso impressionar, satisfazer ou persuadir. Saiba que a oração é como Deus, muito simples. É um olhar de amor, um desejo de estar com Ele, um silêncio pacífico, um suspiro suave. É basicamente descanso, graça, dom.

Reze com o seu corpo

prayING
Andrew Angelov | Shutterstock

Seu corpo pode ser um aliado que expressa e apoia sua oração. Alimente-o bem e dê a ele o repouso que ele precisa. Rezar também é saber como se sentar! Estando bem sentados e imóveis, com a coluna reta, oramos melhor. Uma boa postura ao se sentar ajuda o espírito a se recolher para prestar atenção à presença de Deus. Se, nas grandes tradições, a posição sentada expressa especialmente espera, escuta e meditação, a posição ajoelhada expressa súplica, arrependimento, adoração. Há também a posição das mãos, unidas ou levantadas, e também a postura em pé. Para o cristão, permanecer em pé significa que ele já ressuscitou em Cristo. Cabe a você encontrar a postura que mais lhe convém na oração. E se você cair no sono enquanto reza, não se desespere: “Deus o dá aos seus amados até durante o sono”(Sl 126, 2).

Reze com a Bíblia

Woman Praying rosary
By LightField Studios | Shutterstock

Os cristãos jamais oram no vácuo, eles respondem à palavra de Deus que leem e ouvem, meditam e contemplam, individualmente ou em grupos. A tradição cristã fala de quatro exercícios do homem espiritual que são como quatro estágios da oração: leitura espiritual, meditação, oração, contemplação. Buscamos lendo, e encontramos meditando. Batemos à porta enquanto oramos e entramos enquanto contemplamos.

O método é simples. Tome alguns minutos para se recolher, leia um versículo ou uma cena do Evangelho. Leia devagar em seu coração como se estivesse “mastigando” o texto. Você medita e prova o que lê. Não é mais o seu trabalho, mas o de Deus. Ele pode se manifestar em um silêncio pacífico que invade tudo. Isso acontece muito raramente, sendo nossa oração mais frequentemente próxima das margaridas, mas a oração contemplativa, que é uma atenção amorosa a Deus, não é prerrogativa de monges e monjas. Deus é livre em seus dons!

Reze com a liturgia

KOBIETA W KOŚCIELE
Rawpixel.com | Shutterstock

“Rezo em casa, não preciso ir à Igreja”, dizem alguns. É verdade que não é preciso estar em uma igreja para rezar, pois o coração é o santuário da oração. A staret Silouane (monge e santo ortodoxo do Monte Athos) escreveu que, para quem ora, o mundo inteiro se torna Igreja. Mas o Senhor também nos dá a oportunidade de encontrá-lo na celebração litúrgica.

A liturgia e a oração pessoal não se opõem, mas se interpenetram como fermento na massa. A liturgia e os sacramentos sempre foram considerados lugares privilegiados para o encontro com o Cristo ressuscitado. Por que não ir a essa fonte que abre sua oração a outras pessoas, dando-lhe palavras que a nutrem por dentro? Passamos do “eu” de sua oração pessoal para o “nós” da Igreja: “Oremos ao Senhor”.

A liturgia nos ajuda a ser oração. Através de seus ritos, palavras, gestos, canções, música, a liturgia ensina a orar enquanto oferece uma experiência: o encontro do Ressuscitado que conduz ao Pai, e que doa o Espírito.

Várias formas de oração comunitária podem irrigar a oração pessoal, por exemplo: a celebração da Palavra, a oração carismática, a peregrinação, bênçãos diárias, o terço, a liturgia das Horas, também chamada Ofício Divino.

Reze através do silêncio

Stockfour / Shuttersock

É porque a Deus é Palavra que fazemos silêncio. O silêncio em questão aqui é primeiro interior antes de ser exterior. Portanto, não é tanto a ausência de palavras, mas uma presença amorosa no mistério, uma comunhão com o que é mais sagrado, mais profundo em nós. Pode-se muito bem provar esse silêncio no meio do metrô na hora do rush, ou ser superado por ruídos internos em um mosteiro longe do mundo. A bem-aventurada Maria da Encarnação, uma mística canadense, disse que “o silêncio é uma conversa sagrada na qual se prova o amor”.

O silêncio está para a oração assim como a água está para o peixe, é uma questão vital. Ele faz despertar o coração e nos coloca na presença do mistério de Deus. Um silêncio de espera, simples atenção à Presença, despertando para Deus. Você pode deseja-lo, acolhe-lo, cultivá-lo. Esse silêncio habitado é vivido principalmente na oração interior, também chamada oração contemplativa. O objetivo é sempre o mesmo: a união com Deus, que é presente no centro da alma. “Quando orardes, não façais como os hipócritas, que gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa.” (Mateus 6, 6).

Jacques Gauthier

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
BíbliaDeusLiturgiaOração
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais