Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 14 Abril |
São Telmo
home iconEstilo de vida
line break icon

Como corrigir o nosso cônjuge?

arguing, couple, friend,

By fizkes | Shutterstock

Edifa - publicado em 16/07/20

Um comentário ofensivo, um comportamento desagradável com outras pessoas... Às vezes, nosso cônjuge nos faz sentir envergonhados em público. Ele deveria ser repreendido imediatamente, na frente de todos?

Qual é a atitude correta quando ouvimos nosso ou nossa cônjuge dizer algumas palavras que nos chocam por causa de sua falta de jeito, sua imprecisão, sua violência ou porque tememos o desconforto do interlocutor?

Uma escuta cuidadosa das impressões um do outro

A verdade contra a caridade? Nossa atitude frequentemente revela uma delicadeza na análise do momento, uma preocupação de não ferir o outro.

Mas também o constrangimento, a vergonha de ver o cônjuge num comportamento que não aprovamos.

Como, então, manter unida a propriedade da conversa e a bondade no relacionamento?

Nesse caso preciso, é necessário conversar sobre o assunto em conjunto, com a cabeça calma, depois que ambas as partes reconhecerem o lado excessivo das palavras ditas e pedirem perdão pelas feridas infligidas.

Por exemplo, o marido percebe o impacto de algumas de suas palavras? Ele acha que às vezes pode ser rude e até machucar alguém com o que diz? E ele tenta entender a posição da esposa, a vergonha que às vezes ela sente?

E a esposa, percebe que suas intervenções podem parecer desrespeitosas com o marido? Que ele próprio “fica com a cara no chão” quando recebe uma desaprovação em público?

Uma escuta cuidadosa das impressões de cada um permite, pela segunda vez, ver além do próprio ego ferido.

Sempre ouvimos que não se deve lavar roupa suja em público. Então, por que não fazer os esclarecimentos depois, uma vez em casa, e nunca na frente dos outros?

Cada um será capaz de aprender a ver melhor os limites para não exceder na sociedade. E com o propósito de respeitar o mandamento de Jesus de “amar uns aos outros”.

Marie-Noël Florant

Tags:
CasamentoEstresseFamília
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
PRINCE PHILIP
Cerith Gardiner
11 fatos interessantes sobre o falecido príncipe Philip
2
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
3
DIVINE MERCY
Reportagem local
Como obter indulgência plenária no Domingo da Divina Misericórdia...
4
LOVE AND MERCY FILM
Aleteia Brasil
O filme sobre Santa Faustina e a Divina Misericórdia já está disp...
5
Pe. Gabriel Vila Verde
Reportagem local
Ditadores proibiram missas ao longo da história, recorda pe. Gabr...
6
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel fez o que pode ser considerado um dos maiores discur...
7
Aleteia Brasil
Havia um santo a bordo do Titanic?
Ver mais