Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 23 Fevereiro |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Como corrigir o nosso cônjuge?

arguing, couple, friend,

By fizkes | Shutterstock

Edifa - publicado em 16/07/20

Um comentário ofensivo, um comportamento desagradável com outras pessoas... Às vezes, nosso cônjuge nos faz sentir envergonhados em público. Ele deveria ser repreendido imediatamente, na frente de todos?

Qual é a atitude correta quando ouvimos nosso ou nossa cônjuge dizer algumas palavras que nos chocam por causa de sua falta de jeito, sua imprecisão, sua violência ou porque tememos o desconforto do interlocutor?

Uma escuta cuidadosa das impressões um do outro

A verdade contra a caridade? Nossa atitude frequentemente revela uma delicadeza na análise do momento, uma preocupação de não ferir o outro.

Mas também o constrangimento, a vergonha de ver o cônjuge num comportamento que não aprovamos.

Como, então, manter unida a propriedade da conversa e a bondade no relacionamento?

Nesse caso preciso, é necessário conversar sobre o assunto em conjunto, com a cabeça calma, depois que ambas as partes reconhecerem o lado excessivo das palavras ditas e pedirem perdão pelas feridas infligidas.

Por exemplo, o marido percebe o impacto de algumas de suas palavras? Ele acha que às vezes pode ser rude e até machucar alguém com o que diz? E ele tenta entender a posição da esposa, a vergonha que às vezes ela sente?

E a esposa, percebe que suas intervenções podem parecer desrespeitosas com o marido? Que ele próprio “fica com a cara no chão” quando recebe uma desaprovação em público?

Uma escuta cuidadosa das impressões de cada um permite, pela segunda vez, ver além do próprio ego ferido.

Sempre ouvimos que não se deve lavar roupa suja em público. Então, por que não fazer os esclarecimentos depois, uma vez em casa, e nunca na frente dos outros?

Cada um será capaz de aprender a ver melhor os limites para não exceder na sociedade. E com o propósito de respeitar o mandamento de Jesus de “amar uns aos outros”.

Marie-Noël Florant

Tags:
CasamentoEstresseFamília
Top 10
Ver mais