Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 01 Agosto |
Santo Afonso Maria Ligório
home icon
line break icon

Confiar os filhos a parentes incrédulos: regras a seguir

Shutterstock / David Pereiras

Edifa - publicado em 17/07/20

O despertar da fé das crianças não é feito apenas pelos pais. Os outros membros da família, incluindo os avós, também são chamados para fazer parte desta missão. Mas o que fazer quando eles não acreditam em Deus ou criticam a Igreja? Como manter uma distância justa, sem inimizade ou ser pisoteado, preservando boas relações familiares?

“A propósito, Patricia, eu esqueci completamente de levar as crianças para a igreja no domingo. Elas estarão com você na próxima semana!” Esse anúncio de sua mãe, com um tom deliberadamente casual, exaspera Patricia. “Parece que só tenho direito uma vez em duas. Ela promete acompanhar as crianças à missa e finge esquecer. Não me sinto respeitado nas minhas decisões”. Patricia é filha de uma família com tradição cristã, mas seus pais se distanciaram gradualmente em relação à fé. “Meu pai diz que é ateu hoje em dia e minha mãe não é mais praticante”, confessa. “Devo minha influência cristã aos meus avós e aos escoteiros. Para meus pais, tudo isso foi uma perda de tempo”. Como a única conversa da família, ela se casou com um católico convencido e ficou permanentemente ancorada na fé. “Um abismo se abriu entre nós e o resto da família por causa de nossas convicções religiosas e do que elas envolvem na vida cotidiana. É muito doloroso”, menciona.

É difícil transmitir fé quando os avós a perdem ou nascem num ambiente ateísta. Sob essas condições, como manter uma distância adequada ao mesmo tempo que o carinho entre as gerações?

Os feriados religiosos sem fé

Louise se converteu aos 18 anos e se tornou a única católica praticante da família, junto com sua mãe que frequentava a igreja muito ocasionalmente. “Os relacionamentos foram realmente complicados com a chegada dos filhos, porque nossas formas de considerar a educação divergem totalmente”, lembra ela. Quanto aos pais de Bernard, eles são cristãos não praticantes e são muito críticos em relação com a Igreja. “Embora sempre tenham acolhido aos nossos filhos com muito amor, em várias ocasiões eles discutiram com os mais velhos por seus compromissos cristãos e os advertiram contra nossas posições”, explica Bernard. “Essa interferência em nossa educação me incomoda muito. Não fiquei sem dizer isso, mas a discussão foi intensa”.

Viver os feriados religiosos com os avós longe da fé pode ser um sofrimento. Durante as férias de verão, o feriado do Dia da Assunção, que pode cair num dia da semana, é objeto de comentários: “Como?! Que você vai na missa de novo? Duas vezes por semana! E eu queria levar as crianças ao zoológico”. A diferença é mais clara inclusive no Natal, principalmente se os avós se recusarem a ir à missa de Natal e se preocuparem apenas com presentes. “As crianças estão na frente de uma montanha de presentes”, diz Louise. “É difícil manter o senso de Natal. Tentamos passar as outras festas litúrgicas sem eles, pois são menos familiares, para que possamos vivê-las profundamente”. As crianças testemunham essas divergências. “Tentamos aos poucos explicar as razões”, diz Patricia. “Todo mundo nos perguntou por que o vovô nem foi à missa. Ver meu pai tão longe da fé os deixa tristes, porque sentem muito carinho por ele”.

Definir regras estritas

Como e em que condições a distância adequada é mantida sem ser hostil ou permitir que eles passem por você? A questão é conseguir navegar entre coerência educacional e preocupação com a relação netos / avós. As crianças precisam dos avós para a educação porque eles representam suas raízes. Eles são as pessoas que guardam todas as histórias familiares, lembranças e genealogia. Freqüentemente, na falta de fé, transmitem valores humanos, como uma sensação de esforço, um gosto por um trabalho bem feito e abrem a mente da criança para milhares de coisas que os pais não têm tempo para abordar.

Portanto, teremos que esclarecer uma série de condições que queremos que sejam respeitadas para deixar os netos com os avós. Algumas situações exigem limites muito firmes. Por exemplo, exigir respeito mútuo. Os avós não devem criticar os valores dos pais e vice-versa. Outra condição que é importante lembrar claramente: a missa de domingo. Evite abordar assuntos raivosos na frente das crianças. Seria ruim para eles participarem de uma briga de família entre as pessoas que amam.

O melhor barômetro para saber se as coisas correram bem em relação à estadia com os avós são as crianças. Elas contam o que fizeram, o que aprenderam e os pais percebem bem se foram felizes.

A oração, como sempre, uma ajuda essencial

No meio dessas divergências familiares, é conveniente extrair força de onde quer que seja. A oração é, como sempre, uma ajuda essencial. “A conversão dos meus pais é uma intenção que carregamos profundamente na família”, diz Patricia. Quanto aos filhos de Sarah, eles rezam todos os dias “para que seus avós encontrem o Nosso Senhor”, revela Sarah. Com essas armas, uma situação que parecia bloqueada entre os avós e a família de seus filhos às vezes pode evoluir pouco a pouco. “Recentemente, vi meus pais chocados depois de uma discussão com meus filhos mais velhos”, lembra Louise. “Eles perceberam que não são coagidos em suas convicções, mas que sua fé é pessoal. Sugeriram algumas perguntas”.

Na família de Sarah, as conversões de sua irmã e depois da cunhada tocaram seus pais. O testemunho de perdão praticado em seu parceiro e entre seus filhos também os surpreende. “Em nossa casa, nunca aprendemos a perdoar. Agora vejo que algo está se movendo dentro dela e perguntas estão sendo feitas. Eles são mais respeitosos, mesmo que ainda não entendam nossa escolha”, confessa Sarah. E Louise acrescenta: “Muitas vezes a fé é transmitida através dos avós. No nosso caso, é o contrário: os netos testemunham diante da geração mais velha!”

E então não deveríamos começar a nos olhar? Essa é a atitude que Bernard escolheu recentemente, seguindo seu caminho de fé. “Durante muito tempo, fiquei orgulhoso em minhas posições, quase provocativamente. Agora, entendi que não era necessário entrar naquele jogo estéril de querer convencer a qualquer preço. Com esse contra-testemunho, existe o risco de afastar o Nosso Senhor dos meus pais que já estão envelhecendo. Nossos relacionamentos são mais gentis. Agora, resta apenas testemunhar e oferecer à eles todo o amor possível”.

Florence Brière-Loth

Tags:
FamíliaFilhos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais