Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco

Como criar os filhos sendo um pai muito ocupado

Father; Son; Goodbye ; Work;

Monkey Business Images I Shutterstock

Edifa - publicado em 19/08/20

Entre reuniões, viagens de negócios e compromissos da comunidade, alguns pais mal conseguem tempo para seus filhos. Como podemos impedir que nossos filhos sofram essas ausências?

Quando um pai é uma figura pública, uma pessoa conhecida ou está muito ocupado com o trabalho, como ele transmite seu modelo educacional aos filhos?

O psicanalista Jacques Arènes ajuda os pais a passar mais tempo com os seus filhos e enfatiza a importância de admitir a diferença, inclusive a sua fragilidade.

Conhecemos o risco de projeção dos pais que não foram capazes de cumprir sua ambição profissional. Isso é verdade para o pai que “teve sucesso na vida”?

Há trajetórias surpreendentes, gênios, vícios de trabalho. Alguns homens vivem seu compromisso como vocação e não entendem que os outros não funcionam da mesma maneira. Eles podem ter um lado muito sufocante. E outro também muito atraente.

Em todos os casos, o pai tomará o cuidado de estabelecer uma barreira entre sua vida pública e sua vida privada, para que ele não seja apenas um homem público aos olhos de seus filhos.

Quando um pai tem uma personalidade forte, como ele pode transmitir suas convicções a seus filhos sem sobrecarregá-los?

Existem inteligências que abrangem muito e pressionam muito pouco ou que deixam de aceitar pontos de vista contraditórios. Podemos ser resolutos e muito determinados e, ao mesmo tempo, atentos à diferença do outro.

Portanto, o problema não é ter uma personalidade forte, mas permitir que o outro tenha seu espaço, com sua fragilidade. Isso é possível quando conhecemos e aceitamos nossa própria fragilidade, se não nos consideramos “vencedores”, se somos capazes de nos questionar.

Não há necessidade de grandes discursos, o pai também transmite através de quem ele é. Através de sua atenção aos outros, cuidando para não denegrir os centros de interesse de seu filho, esforçando-se para permanecer aberto ao diálogo, capaz de responder perguntas sem sempre invocar o argumento da autoridade… Paradoxalmente, ele também transmite muito através da escuta.

Precisamente como passar o tempo ouvindo quando você não vê seus filhos o dia todo? A qualidade do tempo gasto juntos no fim de semana é suficiente?

O acordo que os cônjuges encontram no equilíbrio familiar é essencial. Embora esses momentos estejam restritos, a disponibilidade é essencial. Você pode ser um executivo ocupado e estar disponível. É uma forma de liberdade interior, de disposição mental.

É responsabilidade do pai oferecer um momento em que ele esteja realmente presente. As crianças sentem muito bem a presença do outro. Para alguns homens, a vida não parece interessante além da sua vida profissional.

Dito isto, a quantidade é mínima. E esse mínimo varia de uma criança para outra criança, de acordo com as suas características e idade. Não é necessário oferecer o mesmo à todos: alguns precisam de tempo, enquanto outros precisam ser deixados “sozinhos”.

Cabe aos pais avaliar a situação e explicar: “Vocês são diferentes, vocês não têm a mesma história, cada um tem suas próprias necessidades, etc.”.

Para compensar sua ausência, alguns pais preferem “momentos fortes”, menos frequência, mas mais intensidade. O que você pensa sobre isso?

É necessário que esse tempo intenso tenha um significado, que não seja a invenção de uma cumplicidade que não existe no dia a dia. Que é uma paixão compartilhada e não uma escolha parental unilateral.

Chefe do grupo escoteiro, chefe da associação… Como evitar que a criança sofra tantos compromissos?

Para começar, o casal deve concordar. Se um dos cônjuges é negligenciado em favor dos compromissos do outro, a criança toma consciência desse desequilíbrio. Além disso, existem atividades muito nobres que podem ser uma forma de fuga. Embora nem sempre. Isso é verificado de acordo com o critério de dependência: posso passar sem fazê-lo, posso deixá-lo?

Sempre temos ótimos motivos para ser indispensáveis. Resta ver quem escolhemos em primeiro lugar: nosso compromisso ou nossa família. Uma boa pergunta é: “Se meu filho ou filha precisar falar comigo, estou disposto a cancelar uma reunião?”

E se você não puder cancelar sua reunião?

Se isso não for possível, você pode marcar uma consulta com seus filhos, contanto que seja visto com prazer e não como outra imposição.

Quando um pai que está cheio de trabalho chega a bloquear um horário de disponibilidade na sua agenda para estar com os seus filhos, ele explica seu desejo de oferecer seu tempo para poder estar com eles. E a criança fica sensibilizada por essa vontade.

Mas a chave para o pai continua sendo a flexibilidade e a adaptabilidade. Onde, se não em família, a gratuidade é vivida com alegria?

A criança também é sensível à coerência dos adultos. Se o pai dela gasta tempo sem olhar para a hora de seus vários compromissos e não sabe como encontrar tempo para acompanhar uma filha em suas tarefas escolares, as disfunções falam por si!

Como reagir quando o filho rejeita os valores que estão tentando ser transmitidos a ele?

Algumas crianças são como marcianos para seus pais! Espontaneamente, elas se sentem mais próximas uma da outra simplesmente porque funcionam da mesma maneira. Passamos mais tempo entendendo aqueles que são mais diferentes de nós. Mas é uma oportunidade para dialogar.

Você precisa ser humilde e confessar: “Estou preocupado, não entendo o que você faz, o que você vive, eu não imaginava isso para você”. Talvez seja também uma ocasião para você mesmo se questionar: “O que eu realmente quero para meus filhos? Estou mais preocupado com a aparência externa do sucesso? O que é essencial? Existe apenas uma maneira de conseguir isso?”. 

Que contribuição é específica de um pai para seus filhos?

O pai é um “estranho íntimo”. Ele fornece uma proximidade e uma certa aparência externa. Ele está próximo pelo seu amor, seu carinho, suas brincadeiras, seus incentivos … Ele transmite confiança. Mas também remove as crianças de si mesmas, as convida a correr riscos. Instila nelas o desejo de se destacar e se abrir ao mundo.

Uma última dica para os pais?

Não se sintam culpados! Não se culpe por ficar sem tempo ou se sentir desconfortável com seus filhos. Hoje, os pais geralmente estão mais próximos dos filhos. Eles estão mais interessados ​​em sua vida, em seus estudos.

Eu desejo a eles que saibam como observar o relacionamento que tem com cada um de seus filhos. E que os pais cuidem disso usando meios muito simples: fazendo perguntas, convidando-os para o restaurante ou para o cinema… Esses pequenos momentos compartilhados criam afinidades particulares com cada um!

Entrevista realizada pela Stéphanie Combe 

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
EducaçãoFamíliaFilhospaisPaternidadeTrabalho
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais