Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Dicas engraçadas e lúdicas para fazer seus filhos amarem o terço

PRAY

Herlanzer|Shutterstock

Edifa - publicado em 07/10/20

No dia 7 de outubro, a Igreja celebra Nossa Senhora do Rosário e por isso, todo o mês de outubro é dedicado a esta oração. Como então ensinar seus filhos a amar o rosário?

No respeito pela liberdade dos filhos de Deus, a Igreja propôs e continua a oferecer aos fiéis algumas práticas de piedade com particular insistência. Entre elas estão a recitação do rosário”. Durante o mês de outubro, conhecido como “mês do terço”, é oportuno recordar o convite de São João Paulo II que lembrou o que escreveu o Papa Paulo VI em 1974: “Não há dúvida de que o Rosário da Virgem Maria deve ser considerado uma das melhores e mais eficazes “orações em comum” que a família cristã é convidada a rezar”.

Na verdade, o terço é uma oração muito simples. Ele consiste em meditar sobre a vida de Jesus, junto a Maria, através da recitação dos mistérios (dez “Ave Maria” precedidas de um “Pai nosso” e seguidas de um “Glória ao Pai”). Portanto, é uma forma de oração adequada a todos, adultos e crianças e particularmente adequada para a oração familiar. Mas como descobri-lo ou redescobri-lo em família?

Um mistério bem rezado dura apenas cinco minutos

Um dos aspectos mais desconcertantes do terço é precisamente a sua simplicidade. É uma oração que não é extraordinária nem sensacional, que não requer um aprendizado complicado. Por isso, o terço é por excelência a oração dos pobres e das crianças.

Longe de ser uma divagação, ele é a repetição incansável e maravilhada do nosso amor por Deus, por meio de Maria. A recitação do rosário, repetindo sempre as mesmas palavras, nos lembra que o valor da nossa oração não está naquilo que dizemos. Assim, aquele que ora por nós é o Espírito Santo. Portanto, quando oramos, não nos é pedido que procuremos dizer coisas complicadas ou extraordinárias, mas simplesmente que estejamos disponíveis, abertos à ação do Espírito Santo em nós.

Não impor orações intermináveis

Não devemos esquecer que não recitamos o terço “porque temos que fazê-lo”, para que nos livremos dele. Isso não faz sentido. Claro, não se trata de impor orações intermináveis ​​às crianças, ou pelo menos que elas não se sintam assim. Mas o rosário, como qualquer oração, supõe que paremos realmente, que paremos de correr para nos apoiarmos em Deus.

De fato, a oração do terço pressupõe silêncio e paz interior, mostrando que se está disposto a abandonar verdadeiramente nas mãos de Deus as suas preocupações e todos os seus compromissos. Além disso, no plano estritamente prático, lembremo-nos de que um mistério bem rezado dura apenas cinco minutos. Algo simples, mesmo para os mais novos.

Dicas lúdicas para evitar a monotonia e a rotina

As crianças ficam felizes por ter um terço e por aprender a contar com as “Ave Marias”. É fácil encontrar terços bonitos e baratos que permitem às crianças ter sempre o seu rosário à mão. Tal como costumava fazer a pequena Bernadette de Lourdes, que por mais simples que fosse, sabia de cor a oração do rosário.

Para evitar a monotonia e a rotina, podemos variar a forma de recitar o terço através de uma oração de diálogo familiar, a qual os menores aprendem a conduzir facilmente e por isso se sentem orgulhosos. Portanto, pode-se fazer uma breve meditação baseada em uma passagem do Evangelho antes de cada mistério. E também escolher um mistério para cada dia ou para a semana inteira. Assim como recolher as intenções antes de cada dezena ou mesmo cada “Ave Maria”. E pode-se também ilustrar os mistérios através de desenhos exibidos no cantinho de oração etc.

Livros e subsídios

Existem muitos livros, para todas as idades, que ajudam a descobrir e meditar os quinze “Mistérios do Rosário”. Assim, esses livros sobre o terço podem ser usados ​​antes ou durante a oração, para orientar a meditação no início de cada dezena, por exemplo.

As gravuras fornecidas nos livros infantis podem ajudar as crianças a visualizar cenas do Evangelho e concentrar sua atenção. E você também pode colocar no cantinho de oração uma grande imagem representando o mistério ou os mistérios do rosário a serem meditados naquele dia.

Mas por que orar a Maria?

Por que pedir à Virgem Maria que ore por nós em vez de se dirigir a Deus diretamente? Porque ela é a Mãe de Cristo e nossa Mãe. Pois ela anuncia e prefigura a Igreja. Na sua pessoa, a Igreja suplica ao Pai que está nos céus, implora ao Filho, e se submete ao Espírito que ela invoca.

Então, rezar à Virgem Maria, colocando-a como intermediadora de todos os nossos pedidos, não nos faz diminuir a distância entre Deus e nós, mas nos ajuda a reconhecer a impotência da nossa fé e a onipotência da Fé da Igreja. Esta Igreja que Deus desejou como Esposa de seu Filho e tal qual ousamos crer quando olhamos para Maria, que é a sua fonte, seu modelo e a sua antecipação.


MANO, ROSARIO, PREGHIERA

Leia também:
Como rezar o terço? Um guia ilustrado


CHILDREN, PRAY, ROSARY

Leia também:
Por que Deus nos deu o Terço? De onde ele surgiu?

Christine Ponsard 

Tags:
OraçãoTerço
Top 10
Ver mais