Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconEstilo de vida
line break icon

Como aceitar o novo irmão: 10 dicas para ajudar as crianças mais velhas

Baby, Brother, Sister,

© Lopolo I Shutterstock

Anna Ashkova - publicado em 29/10/20

Ter que compartilhar o amor e o cuidado dos pais com um novo bebê não é fácil para uma criança. No entanto, várias dicas podem ajudar nesse momento de transição, em que ele vai aprender a receber seu irmão ou irmã mais novo como parte da família

Seus filhos podem ter dificuldades para aceitar o novo irmão. Ciúme, sentimento de ser negligenciado ou mesmo abandonado… Siga os nossos conselhos e eles darão ao irmão ou irmã o melhor acolhimento possível!

1. Envolva seus filhos na sua gravidez… mas não exagere!

CRIANÇAS ABRAÇANDO A MÃE GRÁVIDA
© HQuality I Shutterstock

Não espere até que o bebê nasça para preparar os irmãos para sua chegada! Anuncie sua gravidez e envolva seus filhos nesse tempo novo, mas não exagere. Você pode sugerir que seus filhos conversem com o bebê, toquem em sua barriga quando o bebê se mexer (sem forçá-los se não quiserem) ou pode mostrar as fotos dos ultrassons. Você também pode relembrar de quando os esperava e falar para eles da alegria que sentiu quando eles chegaram. Peça aos seus filhos para ajudá-lo a preparar o quarto do bebê, separar as roupinhas – essa é também a oportunidade de mostrar as roupas que vestiram quando pequenos. Os livros são ótimas ferramentas, especialmente para crianças menores de três anos, para explicar a chegada de um bebê recém-nascido em casa.

2. Compre pequenos presentes

PAI PRESENTEANDO A FILHA
Jose Luis Pelaez | Getty Images

Oferecer um ou mais pequenos presentes para cada uma das crianças “enviados pelo bebê” é uma forma de mostrar a elas que o bebê já as ama e cuida delas também. Assim ele será mais bem aceito pelos irmãos.

3. Não mantenha os irmãos longe de casa no dia do parto

CRIANÇA COM OS AVÓS
Shutterstock

Evite enviar seus filhos para a casa de amigos ou avós no dia do parto. Se possível, é preferível que a avó, o avô, a tia ou a madrinha venham cuidar dos irmãos em casa. Assim, as crianças terão menos impressão de serem “expulsas” de casa.

4. Planeje bem o seu retorno da maternidade

FAMÍLIA COM BEBÊ RECÉM-NASCIDO
pixabay

É melhor voltar da maternidade numa hora que os irmãos estiverem em casa. Deixe-os abrir a porta para você e receber o recém-nascido. Dê a eles o pequeno presente nesse momento. Evite segurar o bebê muito nos braços. Deixe que o seu marido fique com ele por alguns minutos e pergunte a seus filhos sobre o dia a dia deles durante sua ausência. Eles certamente terão muitas histórias para lhe contar.

5. Preste atenção aos comentários das outras pessoas

MENINO TRISTE
Shutterstock

As palavras das pessoas ao nosso redor às vezes podem ser desprovidas da psicologia mais básica: “Ele está com ciúme? “,” Você está feliz por ter um irmão mais novo (ou irmã)?”. E isso pode levar as crianças a “odiarem” ou a suspeitarem coisas ruins de seu novo irmão ou irmã. “Agora você precisa dividir seus brinquedos, filho”; “Você não é mais um bebê, é um rapaz que deve ajudar seus pais”. Crie um ambiente leve trazendo à tona discussões sobre a criança, seu progresso na escola, nos esportes, etc.

6. Não abra sempre os presentes do bebê na frente dos outros filhos

BEBÊ BRINCANDO NO CHÃO
FamVeld - Shutterstock

Tente abrir os presentes de nascimento sem mostrar para os filhos mais velhos. Bem-aventurados aqueles que também pensam em presentear os outros filhos com adesivos, ursinhos, livros, dentre outros!

7. Passe um tempo com seus filhos

PAIS BRINCANDO COM OS FILHOS
Ruslan Guzov - Shutterstock

Esteja disponível para o resto dos irmãos, mostre seu carinho – nunca é demais mostrar o nosso amor! – dedique um tempo a cada um, brinque e saia com eles.

8. Mostre a cada criança que ela é importante

ROZMOWA Z DZIECKIEM
Antonio Guillem | Shutterstock

Lembre-se de falar a seus filhos do amor que você sente: “Nossos corações se alargaram e por isso vamos amá-los ainda mais!”. Você também pode fazer isso num tom de brincadeira: “O nosso bebê vai nos deixar surdos com seu choro, não é?” Isso mostra que nem sempre é o bebê o centro das atenções. Lembre-se de elogiar os mais velhos pelo que fazem de certo, em vez de sempre brigar com eles quando fazem algo de errado.

9. Dê responsabilidades aos mais velhos

PAI E FILHA CUIDANDO DO BEBÊ
© FamVeld I Shutterstock

Envolva seus filhos nos cuidados com o bebê para que eles saibam que têm um papel a desempenhar. Isso fará com que eles se sintam menos excluídos. Por exemplo, crianças mais velhas podem dar mamadeira, lavar as chupetas, olhar como trocar o bebê, ajudá-lo a tomar banho, etc.

10. Aceite uma possível regressão

MENINO CHORANDO AO LADO DO IRMÃO
© Inna Vlasova I Shutterstock

Seus filhos mais velhos podem repentinamente adotar comportamentos que não correspondem mais à idade deles apenas para chamar sua atenção. Por exemplo, eles podem começar a falar como bebês, pedir uma mamadeira ou sua presença para adormecer à noite. Faça de boa vontade, tudo deve ficar bem logo. Assim que os mais velhos perceberem que o bebê não vai roubar o lugar deles no seu coração, a alegria vai ao céu.

Anna Ashkova

Tags:
FamíliaFilhosirmaos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais