Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 12 Junho |
Santo Antônio de Lisboa
home iconEstilo de vida
line break icon

Como promover a autonomia do filho sem oprimi-lo?

Child; laces; shoes; autonomy

© Juice Flair I Shutterstock

Edifa - publicado em 26/11/20

A versão menino modelo do século XXI? Esperto, autônomo, cada vez mais rápido e cada vez mais preparado! Mas não devemos esquecer que a autonomia, valor educativo fundamental, deve respeitar o ritmo de cada um

“Meu filho é muito autônomo, escolhe seus filmes ou suas leituras e vai para a cama sozinho à noite!”, diz com orgulho Adèle, mãe de Gaspard, de 4 anos de idade. Mas então você lembra do seu menino ou menina de 7 anos lutando para amarrar os sapatos.

Faz mais de quarenta anos, o discurso sobre a educação colocou a autonomia na vanguarda de todos os objetivos educacionais. E os pais têm se esforçado para tornar seus filhos autônomos.

Portanto, a “autonomia” está na moda. Basta dar uma olhada nas revistas de educação para se convencer disso: não existe piedade com aqueles que não são autônomos.

Essa ideia também parece completamente natural aos pais: “Nossos filhos enfrentam um mundo complexo, devem saber como se virar sozinhos o mais rápido possível”, confessa uma mãe.

Mas e se a famosa autonomia estiver se tornando uma máscara para nosso individualismo?

Autonomia do filho e confiança

Assim como os idosos, dos quais nossa sociedade hiperativa teme depender, os mais jovens, por sua vez, são condenados a não se estabelecerem por muito tempo nesse estado próprio de juventude. E, no entanto, é nesse vínculo de interdependência que se constrói a relação mãe-filho. É essa proximidade íntima que marca o maternalismo e define seus primeiros anos pela palavra segurança. Porque a segurança de amanhã cresce na dependência de hoje. Uma dependência da qual a criança só pode sair aos poucos. Se você quiser queimar essas etapas, corre o risco de deixar os jovens pessimistas e tristes. Então, autônomos, para quê?

Por que não colocar as coisas no seu devido lugar na realidade familiar, ajustando-se ao ritmo dos filhos, às suas necessidades e às suas próprias possibilidades? Mesmo que isso signifique rever algumas exigências diminuirem e se distanciar das normas anunciadas: 7 anos para amarrar o cadarço, 8 anos para ir comprar pão na esquina…

Se seu filho não se conforma com as regras, preste atenção em tudo o que ele é capaz de fazer e que não consta em nenhum manual de educação. Ele lê uma história para sua irmã antes de dormir? Ele lida com o humor como ninguém? Ele faz jogos de palavras? Ele conforta seus amigos?

A inteligência afetiva, o sentido de relacionamento, esta capacidade de participação na vida familiar: são muitos os sinais de que os nossos filhos crescem no seu próprio ritmo na família. Sinais também daquele sopro que Deus coloca em cada um e que marca a sua singularidade. Em última análise, é importante construir uma relação de confiança e consciência mútua com nossos filhos, a única fonte de verdadeira autonomia. E pior para os cadarços!


mother, son, baby, cry,

Leia também:
Como ajudar as crianças a superarem a angústia da primeira separação?


TEENAGER DISCUSSING WITH PARENTS

Leia também:
Crise da adolescência: sofrimento ou oportunidade para a família?

Anne Gavini

Tags:
EducaçãoFilhos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
Poderoso filme de 1 minuto sobre casamento rende prêmio a cineast...
2
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
3
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
4
Histórias com valor
Após coma, menino deixa a mãe aterrorizada ao dizer que conheceu ...
5
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
6
PRAYER
Michael Rennier
4 coisas que sua família perde ao ficar sem ir à igreja
7
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da noite
Ver mais