Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 24 Julho |
home iconEstilo de vida
line break icon

E se sua ambição se tornasse um ponto forte?

Shutterstock

Edifa - publicado em 15/12/20

Sim, a ambição pode ser uma força, mas desde que seja usada para o bem

A ambição é um ponto forte. Você não acredita em mim? Vou falar de outra forma: “É necessário que nossa ambição nos sirva para aumentar não o nosso ter, mas o nosso ser”. Não é fácil de entender, é verdade. Espere um pouco e você verá que vai entender.

A ambição não é ruim em si mesma

O ter é tudo que possuímos: roupas, brinquedos, livros, música, equipamentos esportivos, dinheiro … Mas é também o que nos faz ter um determinado lugar na sociedade: nosso nome, nossos sucessos passados, nossos diplomas acadêmicos ou esportivos, nossa imagem, definitivamente.

O ser é aquilo que está além: nossa inteligência, nossa cultura, nossos afetos (aqueles aos quais as pessoas tem por nós e aqueles que temos pelos outros), nosso impulso para o que é verdadeiro, o que é belo, o que é bom, nossos esforços em nós mesmos para sermos melhores, o nosso amor pelo Senhor que espera algo de nós…

Aparentemente, estamos longe da caraterologia? Mas estamos perto dela, porque a nossa ambição natural, esse modo de ser inato que pertence ao nosso caráter, pode ser direcionada para o ter (podemos ganhar muito dinheiro, podemos ser campeões mundiais) ou direcionada para o ser (queremos vencer a inveja que sentimos por um amigo).

E os dois aspectos costumam se misturar: queremos aumentar nosso ter para desenvolver nosso ser. Por exemplo: queremos aprender uma língua estrangeira exótica (isso aumentará nosso ter com um diploma muito estranho) para poder trabalhar quase de graça com pessoas que falam essa língua (nosso ser se estenderá no dom generoso de nós mesmos). Portanto, a ambição não é ruim em si mesma. Torna-se má quando se reduz à ganância (em seu caráter primário) que quer acumular cada vez mais bens, ou à ganância (em seu caráter secundário) que não quer dar nem compartilhar nada.

Marie-Madeleine Martinie

Tags:
Dinheiro
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
Atriz Claudia Rodrigues
Reportagem local
Assessora pede orações por atriz Claudia Rodrigues: “está m...
6
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
7
Orfa Astorga
Até que idade é saudável morar na casa dos pais?
Ver mais