Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Julho |
Santo Inácio de Loyola
home iconEstilo de vida
line break icon

Sete dicas para dar graças a Deus em todas as circunstâncias

JOYFUL WOMAN

Shutterstock

Edifa - publicado em 21/12/20

Sensíveis às más notícias, à crise sanitária, aos pequenos e grandes problemas do dia a dia, somos facilmente tentados pela reclamação, indignação ou revolta. E se, no espírito de Natal, desenvolvermos gratidão?

Numa época em que a indignação parece ter a última palavra, porque não rever os nossos caminhos? “A gratidão tem a vantagem de ser um sentimento que se pode escolher para experimentar”, escreve Florence Servan-Schreiber. E se decidirmos por começar? Aqui está uma lista (não exaustiva) de coisas a fazer para aprender a agradecer em todas as circunstâncias.

1. Aprenda a receber elogios, presentes e aceite ser servido

Receber elogios e presentes não é tão fácil pois agradecer é uma atitude interior que não é tão fácil de adotar. Somos capazes de aceitar dos outros o que eles querem nos dar? Existem dois obstáculos para um agradecimento sincero: a desconfiança e a suspeita (de ser manipulado, por exemplo) e a recusa de depender de outrem quando nos consideramos devedores. Um caminho a seguir: reconhecer que não somos autossuficientes, mas que nossa vida e nossa felicidade passam pelo relacionamento e pela troca.

2. Esforce-se para se libertar de ressentimentos, raiva e medos que obstruem a gratidão interior

Gratidão, gratidão, fácil de dizer! Não é uma técnica de grande ingenuidadeque ignora as dificuldades do mundo e a tragédia da vida? Pode parecer impossível, até mesmo ilógico, agradecer em todas as circunstâncias. A gratidão é como uma fonte que pode ser bloqueada pela amargura, raiva, medo. Esses sentimentos, quando resistidos, geralmente apontam para feridas passadas. Às vezes é preciso aproveitar os meios para sair do caminho, acolhendo os obstáculos necessários. E embora nem todos precisem de apoio terapêutico (felizmente!), retiros de cura interior podem ajudar a entregar essas “grandes pedras” a Deus.

3. Superando as reclamações

A reclamação pode ter uma virtude temporária, pois permite estar em contato com a sua dor, sua insatisfação. Mas, a longo prazo, pouco adianta, nem para nós nem para os que nos rodeiam, visto que ao reclamar, nos posicionamos como vítimas. Às vezes, é uma simples recusa em viver, ao contrário da gratidão. “Cheios de gratidão, dizemos sim à nossa existência”, explica Florence Servan-Schreiber. Em primeiro lugar, reconhecemos que vale a pena viver. Aí nos deixamos ser penetrados pelo reconhecimento, o que confirma que a fonte desse bem-estar está, pelo menos em parte, fora de nós”. O salmista não segue o mesmo caminho, que começa com“Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?, para terminar com:Anunciaremos o Senhor pelos séculos vindouros, contaremos a todos os povos sobre sua justiça. Esta é a sua obra!”?

4. Pratique a expressão da gratidão para com os outros

“Não nos faltam oportunidades para ser gratos“, explica o psiquiatra Christophe André em A arte da felicidade (em tradução livre). Como a felicidade, a gratidão exige apenas um pequeno esforço de abertura, atenção e reflexão. Por exemplo, para todas as pessoas que nos ajudaram a nos tornarmos nós mesmos: pais, avós, parentes, amigos, professores. Todas essas pessoas que compartilharam momentos de sua vida conosco,que nos fizeram felizes ou nos ensinaram a nos aproximar, por meio de seu amor e carinho”. Expressar gratidão pode significar convidar essas pessoas para uma ocasião importante, como um casamento, aniversário, aposentadoria, uma mudança de vida. A gratidão é sempre uma questão de troca e de relacionamento.Sobretudo porque ela é contagiosa: “Quem dá graças atrai a graça”, dizia São João da Cruz.

5. Aprenda a contemplar as coisas simples

“Todas as manhãs fico maravilhado e feliz por estar vivo. Eu não me acostumo com isso. “Esta frase da escritora ColetteNys-Mazure, em Celebração do quotidiano (em tradução livre), resume toda uma atitude, que pode tornar-se um hábito:a de“viver na poesia”. “Podemos ser realmente nós mesmos na admiração, no elogio, na gratidão”, ela continua. Ali se expressa o melhor do nosso ser, o que canta, se abre e vai ao encontro daquele que não pode ser nomeado. Afastar-nos de nós mesmos, desapegar-nos dos erros, dos fracassos, entusiasmar-nos com a entrega à beleza que nos salva e nos conduz a ele, ao Deus de bondade e ternura, nossa esperança. Em família, dar graças a Deus em todas as refeições pode ser uma boa maneira de praticar o louvor juntos.

6. Acostume-se com a oração da aliança

Tirada da espiritualidade inaciana, a oração da aliança é uma oração em três etapas que podemos fazer à noite para revisitarnosso dia sob o olhar de Deus em alguns minutos. Primeira fase: dizemos “obrigado” pelos momentos de alegria e consolação, pelos sinais e pelos fatos em que reconhecemos a presença de Deus na nossa vida. Segundo passo: pedimos “perdão”, reconhecemos nossas faltas, nossos pecados, nossas violações, perdão pela forma como ferimos o Amor. Terceiro passo, um “por favor” aberto ao dia seguinte: o oferecemos a Deus e refletimos sobre como, com a sua ajuda, vamos poder dar mais um passo no caminho da santidade. Esta oração é um exercício de gratidão, como atitude anterior a qualquer contrição e a qualquer pedido. É em relação ao que recebemos de Deus que podemos avaliar as nossas faltas e buscar nos corrigir. Essas três fases também podem ser transpostas para a vida quotidiana de casal, que também se nutre da gratidão.

7. Acolher a salvação em cada Eucaristia

Rapidamente esquecemos que “Eucaristia” significa “ação de graças” em grego. Comunicar-se no corpo e sangue de Cristo é dar as boas-vindas à salvação em minha vida novamente. Cada missa é uma oportunidade para dizer “obrigado” pelo sacrifício único de Cristo pela humanidade, sem o qual seríamos condenados à morte. É um presente estonteante! A gratidão é a atitude fundamental dos cristãos: “Quanto a nós, amamos porque Deus nos amou primeiro” (1 Jo 4, 19).

Cyril Douillet

Tags:
EspiritualidadeOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
3
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais