Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Julho |
Santo Inácio de Loyola
home iconReligião
line break icon

Natal: descubra os tesouros escondidos no mistério do presépio

NATIVITY SCENE

By PhotoStockPhoto | SHUTTERSTOCK

Edifa - publicado em 22/12/20

O que poderia ser mais familiar e, à primeira vista, mais doce do que um presépio de Natal? No entanto, nós não somos capazes de entender seu significado simbólico completo

Como entrar no mistério do Natal? E como cultivar as graças da Natividade ao longo do ano? A seguir encontre uma entrevista com o Irmão Éric Bidot, capuchinho, guardião do convento francês de Clermont-Ferrand.

Por que, em 1223, São Francisco criou um presépio vivo?

Francisco viveu com Cristo. Ele o viu nos acontecimentos e nos encontros da vida quotidiana, reconheceu-o nos irmãos, especialmente nos mais pobres. Francisco tinha apenas um desejo: encontrar, ver, tocar seu Senhor. No Evangelho, dois mistérios da vida de Cristo trouxeram lágrimas aos seus olhos: a crucificação e a natividade. Francisco se apresenta como um homem “simples”, é artista, poeta, sensível. Para entender o evangelho, ele precisava vê-lo, tocá-lo, experimentá-lo.

Como as pessoas reagiram?

Mesmo se não temos nenhum vestígio do que Francisco disse durante seu sermão, diz a lenda popular que as pessoas ficaram tão tocadas que saíram com os fios de palha, a ponto de não sobrar nem um só. Além disso, sua maneira de falar sobre Jesus despertou fé e fervor. Tendo a pensar que Francisco pregava sobre a humildade de Deus: como o Deus três vezes santo, criador do universo, senhor do tempo e da história, pôde fazer-se homem, e nascer tão pobre? O presépio revoluciona a imagem que poderíamos ter de Deus: um Deus que se humilha para a nossa salvação.

Como entrar na contemplação deste mistério?

Concordemos em deixar-nos levar e ser tomados pelo mistério que se vive diante de nossos olhos. Coloquemo-nos na escola da humildade de Deus. Para aplaudir o maior milagre da história, precisamos encontrar nossa criança interior. Devíamos ficar chateados com o presépio, pois nossos berços nunca serão bonitos o suficiente. Devemos tentar torná-los ícones reais e contemplá-los com admiração por tão grande mistério!

É importante que, no presépio, sejam representadas as atividades ordinárias e concretas das pessoas de ontem e de hoje, imersas na vida cotidiana. Por que não adicionar médicos, operários da construção, fazendeiros, comerciantes, aos personagens tradicionais? No presépio, toda a criação é convocada: o cosmos, os elementos naturais, o pequeno e o grande deste mundo. Deus se faz homem para renovar e reconciliar toda a criação por dentro.

É este o cerne da mensagem do presépio?

O presépio é um mistério de simplicidade. Percebamos verdadeiramente que os pastores – as primeiras testemunhas do nascimento do Salvador – estavam entre os mais pobres e os mais desprezados dos judeus de seu tempo. Se tivéssemos coração e mãos de pobres, facilmente entraríamos no júbilo da contemplação deste grande mistério.

No Natal, a presença do Emanuel (“Deus conosco”) revela-nos a simplicidade do Amor. Deus é simples. Somos nós que nos complicamos com o nosso pecado. Na manjedoura, Deus está lá. Mistério que ecoa a exclamação de Santo Agostinho: “Tarde demais eu Te amei! Eis que estavas dentro, e eu, fora – e fora Te buscava, e me lançava, disforme e nada belo, perante a beleza de tudo e de todos que criaste. Estavas comigo, e eu não estava contigo… seguravam-me longe de ti as coisas que não existiriam senão em ti. ”

Como você cultiva a graça do Natal ao longo do ano?

Permitindo que Deus transforme todos os nossos relacionamentos: nosso relacionamento com ele, com nós mesmos e com os outros. Esta não é uma técnica psicológica, mas uma verdadeira conversão espiritual. E para isso só existe um caminho: a oração pessoal. Sem ela é impossível viver da graça do Natal. É um pedido exigente, mas é a verdade. Todos os dias, Deus só pede para renascer em nós, para nos dar a paz e a alegria do Natal. Não uma fachada de paz e alegria entusiasmada, mas uma paz profunda e a alegria de saber que se é amado. Não temos pelo menos cinco minutos por dia para que Deus se encarne em nós?

Correndo o risco de soar provocativo, uma pergunta: por que Deus se encarnou?

Para nos dizer que todo homem é filho e filha de Deus! Para nos revelar a verdadeira face de Deus e, ao mesmo tempo, restaurar nosso relacionamento com o Pai no céu. “Deus se fez homem para que o homem se tornasse Deus”, dizia Santo Irineu no século II. Jesus, sendo verdadeiro Deus e verdadeiro homem, reconcilia o homem na sua pessoa com Deus e conduz o homem à sua dimensão verdadeira e plena. Encarnando-se, o Verbo Eterno revela a onipotência da sua bondade, da sua misericórdia e da sua ternura. Em Jesus, ele se faz muito próximo, muito pequeno para não nos assustar. A manjedoura, como a Eucaristia, é a revelação de um Deus que se faz servo de cada homem para nos anunciar toda a sua força de amor. Como diz uma das canções de natal mais antigas: “Da manjedoura à crucificação, Deus nos revela um grande mistério”.


Cãozinho presépio

Leia também:
Cãozinho abandonado se abriga no presépio, comove cidade e volta a viralizar


POPE

Leia também:
Por que o Papa Francisco e Bento XVI amam tanto o presépio?

Entrevista por Emmanuel Pellat

Tags:
Natalvida crista
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
3
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais