Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 04 Agosto |
São João Maria Vianney
home iconEstilo de vida
line break icon

Relacionamento: o tom usado é tão importante quanto as palavras

RELATIONSHIP,FIGHT

Shutterstock

Edifa - publicado em 24/12/20

Cada palavra tem uma coloração afetiva: gentileza ou intolerância, respeito ou desejo de convencer. É por isso que é muito importante prestar atenção ao tom que você usa com os outros, especialmente com seu cônjuge

“Não suporto mais o jeito como meu marido fala comigo”, uma mãe me disse certa vez. Na verdade, é impressionante ver a importância do tom de voz na vida familiar. Quantos argumentos são realmente alimentados pelo tom. Pude observar dois cônjuges que eram da mesma opinião, mas que brigavam sem parar. O primeiro tinha assumido um tom agressivo ao falar, o que fazia o outro entender o contrário do que ele queria dizer! Isso significa que mesmo o discurso mais relevante será rejeitado se for transmitido em um tom agressivo ou irônico. Como exemplo, digamos que se um parceiro disser agressivamente que 2 e 2 são 4, o outro pode responder: “Isso não é verdade!”. Por outro lado, se ele mantiver delicadamente a ideia de que 2 e 2 são 5, o outro terá a tendência de concordar, mesmo pensando que está errado.

As palavras têm uma coloração afetiva

É uma arte quando é preciso dizer algo difícil ou doloroso, encontrar o tom certo para que o destinatário não sinta como uma censura, mas como uma correção fraterna que busca o bem do outro. Quando falamos com alguém, o que ele/ela percebe primeiro não é o conteúdo da mensagem, mas o tom por trás dela. Porque toda palavra tem uma cor afetiva: gentileza ou intolerância, respeito ou desejo de convencer. E é o tom usado que pode fazer as pessoas admitirem ou rejeitarem o que está sendo dito.

Isso é bem evidente para as crianças pequenas. Se a mãe lhe dissesse em tom aborrecido: “Não sou sua empregada para ficar sempre pegando a colher que você joga no chão!”. Você acha que ele sabe o que é uma empregada? E ainda assim ele entendeu perfeitamente que sua mãe fica com raiva quando ele faz esse gesto. Ele decodifica o tom, não o significado exato das palavras.

“Felizes os mansos!”

Desde muito pequenas, as crianças são marcadas pelo clima familiar. Elas precisam certamente de firmeza, mas também e sobretudo de um ambiente de palavras de tranquilidade porque palavras assim estão imbuídas de ternura e de amor. E isso é uma verdade que permanece mesmo quando os filhos ficam mais velhos. Uma menina de 8 anos disse: “Sabe, mamãe, quando as pessoas veem você, jovem e bonita, elas não imaginam como você fica quando grita!”.

O que é verdade para o relacionamento com os filhos também é verdade para o relacionamento com o cônjuge. A agressão atormenta a vida de casado. Se em um relacionamento um dos parceiros grita por nada, pode ser que eles precisem resolver um problema mais profundo que precisa ser detectado e desenterrado. Então eu gostaria apenas de dizer-lhes: “Muitas vezes estamos errados na medida que pensamos que estamos certos”. Em última análise, nunca devemos esquecer: “Felizes os mansos!”. Existem delicadezas que destroem a maior das agressividades.


RELACJA

Leia também:
Um relacionamento está fadado ao fracasso se um crê e o outro não?


CASAL DIALOGANDO

Leia também:
Relacionamento: como ter uma boa comunicação a dois?

Denis Sonet

Tags:
AmizadeAmorRelacionamento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
4
Pe. Edward Looney
Padre revela: por que sempre levo água benta comigo ao viajar
5
MAN
Reportagem local
Oração da noite para serenar o espírito e pacificar a ansiedade
6
sacerdotes
Reportagem local
Suicídio de sacerdotes: desabafo de padre brasileiro comove as re...
7
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
Ver mais