Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 24 Outubro |
São José Lê Dang Thi
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

Quem são os santos inocentes hoje em dia e como falar sobre eles?

HOLY INNOCENTS

Public Domain

Edifa - publicado em 28/12/20

A recordação da trágica morte das crianças menores de dois anos em Belém nos coloca diante de uma importante questão: o que fazemos pelos santos inocentes hoje em dia?

Os santos inocentes de hoje em dia são as criancinhas que morrem vítimas do egoísmo e do orgulho dos mais velhos: crianças privadas de amor, privadas de comida, crianças maltratadas ou massacradas em todas as guerras do planeta, crianças vítimas de aborto … Ensinemos aos nossos filhos que não adianta chorar diante das imagens trágicas da televisão: o que vale é rezar e ser artesãos da justiça e da paz onde quer que estejamos. Tenhamos cuidado para não desperdiçar nem comida, nem nosso tempo, nem nosso talento. Vamos espalhar a paz ao nosso redor: se a guerra é contagiosa, a paz é ainda mais. Todos nós podemos reverter a guerra e a miséria, qualquer que seja nossa idade ou nossa posição social. Mais cedo ou mais tarde (muitas vezes muito cedo) nossos filhos vão enfrentar essa realidade e isso nos impõe algumas tarefas.

Primeira tarefa: ensinar informando sobre isso

Tem menos a ver com transmitir conhecimentos do que com transmitir amor. Por isso, os pais estão em melhor posição para falar com seus filhos sobre o assunto, mesmo que eles não sejam biólogos ou médicos. Por esse motivo, todos os cursos de “educação sexual” nunca substituirão uma conversa cara a cara com a mãe e o pai. O essencial para uma criança é entender que ela é uma pessoa única desde o primeiro momento da sua concepção. Explicar os primórdios da vida aos nossos filhos não é dar-lhes um curso de ciências naturais, mas considerar com fascinação o que foi sua própria história. “Eu te abençôo, Senhor, pela maravilha que eu sou!”

Segunda tarefa: estar disponível para responder todas as perguntas das crianças

Se os pais não responderem todas as perguntas dos seus filhos, eles procurarão as respostas em outro lugar. Claro, nem sempre é fácil encontrar uma resposta adequada porque não sabemos tudo e porque algumas realidades são muito duras ou só podem ser explicadas com muito tato. Além disso, as crianças têm a arte de fazer as perguntas mais delicadas no pior momento: enquanto você espera na fila do supermercado, David soletra conscienciosamente a palavra “camisinha” e, em voz estrondosa, pergunta se é chiclete; o Miguel escolhe a noite em que você vai jantar com alguns amigos para lhe contar as conversas muito interessantes que trocam no pátio do recreio … Mas se você esperar até amanhã para ouvir o Miguel ou responder ao David, corre o risco de chegar tarde.

Terceira tarefa: fazer o que puder pelos bebês em gestação e suas mães

É terrivelmente tentador cruzar os braços: “É um caso perdido, é um problema que nos ultrapassa”. É falso. Somos fracos, claro, mas como diz São Paulo “é então que somos fortes”. Nossa força é Jesus Cristo ressuscitado. Cruzar os braços seria como se a morte tivesse derrotado Jesus. Todos podemos rezar e isso não é pouco. Podemos jejuar porque existem “demônios [que] não podem ser expulsos, exceto por meio da oração e do jejum”. Todos nós podemos nos perguntar: o que posso fazer concretamente hoje? Não vamos tentar coisas complicadas. Lembremos as palavras da Madre Teresa de Calcutá: “Não cuido de multidões, mas de uma só pessoa. Se eu olhasse para a multidão, nunca começaria”.

No seio do “povo da vida e pela vida”, resulta decisiva a responsabilidade da família: é uma responsabilidade que brota da sua própria natureza —ser uma comunidade de vida e de amor, fundada sobre o matrimônio — e da sua missão que é “guardar, revelar e comunicar o amor” (São João Paulo II, encíclica Evangelium vitæ,do dia 25 de março de 1995).


SAINT FRANCIS

Leia também:
Igreja Católica e santidade: por que existem os santos?


PHILIP NERI

Leia também:
5 santos que podem ser bons “influencers” para os jovens

Christine Ponsard

Tags:
CriançasSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
2
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
3
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
4
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
5
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
Papa Francisco São José Menino Jesus
Ricardo Sanches
A oração a São José que o Papa Francisco reza todos os dias há 40...
Ver mais