Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 11 Abril |
Santo Estanislau de Cracóvia
home iconEspiritualidade
line break icon

O método de Santo Inácio de Loyola para reconhecer os sinais de Deus

young woman park

Shutterstock

Edifa - publicado em 14/01/21

Às vezes, buscamos desesperadamente uma indicação do Senhor e pensamos que não podemos encontrá-la. Porém, os sinais de Deus não são tão difíceis de decifrar...

Um sinal é sempre um “sinal de alguma coisa”. O trabalho da inteligência e da fé consiste, portanto, em voltar do sinal à realidade revelada pelo sinal. Desta forma, a Criação nos envia seu Criador. A Imitação de Jesus Cristo especifica que “não há criatura, por menor que seja, por mais humilde que seja, que não revele a bondade de Deus”. Portanto, os sinais desse amor estão por toda parte! Você só precisa saber percebê-los.

A ausência de um “sinal” é um “sinal” que fala alto

Os acontecimentos da vida são também “sinais” da Providência divina. A filósofa Simone Weil disse que Deus estabelece uma “linguagem convencional” com seus amigos. Cada acontecimento na vida é uma palavra desta linguagem. O significado comum de todas essas palavras é: “Eu te amo”. Simone Weil nos dá este exemplo: um homem bebe um copo d’água; a água é o “eu te amo” de Deus. Ele fica dois dias no deserto sem encontrar nada para beber; a secura da garganta é o “eu te amo” de Deus. Deus não tem palavras para dizer à sua criatura: “Eu te odeio”, mas certamente é mais fácil ouvir “eu te amo” de Deus naquele providencial copo d’água do que decifrar sua ternura oculta quando a língua gruda no palato…

Às vezes, na monotonia do dia a dia, podemos parecer um motorista procurando desesperadamente uma placa de saída na rodovia: “Abri a Bíblia e me deparei com essas palavras …” “Fiz uma novena para descobrir o que Jesus queria de mim, e recebi este sinal …” Mas a ausência de um “sinal” é realmente um “sinal” que fala muito alto! É assim que Deus confirma que devemos perseverar nas nossas tarefas e não procurar seguir sinais imaginários … Vivendo o “sinal” da realidade repetitiva da vida, certamente encontraremos o reino de Deus – Cristo, com a alegria e a paz de sua presença (Rm 14,17).

Para reconhecer bem o sinal, é preciso chegar à “indiferença”

A nossa humilde vida quotidiana é marcada por “piscadelas” de Deus, “sinais” do seu amor pessoal, delicado e atento por nós. Estes sinais suscitam a nossa gratidão e o nosso louvor: o sorriso de uma criança, a alegria do nosso esposo ou esposa, uma leitura … O “sinal” mais marcante é o da Eucaristia que comunica a vida divina e contém, na pobreza das aparências, ao Autor da graça: o próprio Jesus!

O sinal de saída também pode aparecer. Esses sinais costumam ter um duplo aspecto: um chamado do coração e uma confirmação externa na realidade. Para poder perceber bem o sinal, é necessário chegar ao que Santo Inácio de Loyola chama de “indiferença”: uma liberdade interior que depois se torna vontade de servir a glória de Deus, a seu modo e não segundo os seus gostos. Também é aconselhável buscar o conselho de uma pessoa iluminada. E, finalmente, é preciso saber, na oração, esperar a hora de Deus agir. O Senhor nos guia com sinais simples e fáceis de decifrar … para corações simples!


Sanctuary of St. Ignatius Of Loyola

Leia também:
Um tour pelo Santuário de Santo Inácio de Loyola na Espanha


IGNATIUS LOYOLA

Leia também:
A extraordinária trajetória de vida de Santo Inácio de Loyola, fundador dos jesuítas

Padre Nicolas Buttet

Tags:
Deus
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais