Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 07 Março |
home iconEstilo de vida
line break icon

Como você quebra o círculo vicioso de brigas entre seus filhos? 

dispute frères et soeurs

© fotosparrow - Shutterstock

Edifa - publicado em 15/01/21

Seus filhos brigam todos os dias? Essas discussões criam uma atmosfera familiar tensa, além de fazer com que todos sintam emoções desagradáveis ​​como a raiva, a decepção e a tristeza? Aqui você encontrará a maneira de encerrar essas brigas diárias

Embora não seja surpreendente ver irmãos brigando, ainda assim é algo desgastante para o sistema nervoso dos pais. Quando atinge um certo nível de intensidade e, sobretudo, de regularidade, a recorrência marca um hábito que se enraíza, um modo de funcionamento do qual logo não terá saída. Mas não devemos desanimar, existem soluções para quebrar este círculo vicioso.

Um diagnóstico para refletir sobre os conflitos do dia a dia

Existem muitas causas possíveis para esses desacordos, e não devemos necessariamente dramatizar demais; além disso, também é bom deixar as crianças administrarem as coisas e encontrarem maneiras de sair da crise. No entanto, também é verdade que este “laissez faire” não pode ser uma posição de indiferença, porque o olhar atento será capaz de aproveitar a oportunidade certa para intervir, o momento certo para fazer as crianças refletirem sobre esses conflitos diários, essa pequena guerra de desgaste que, aparentemente inofensiva, pode à longo prazo enfraquecer os relacionamentos e ferir profundamente os corações.

No momento certo, as palavras pacíficas do adulto poderão expressar a tristeza dos combatentes, que reconhecerão que isso os torna infelizes. Essa tristeza é um sinal de que não sabem de que maneira sair dessa forma de relacionar-se. Eles se estabeleceram nesse modo de expressão porque não conhecem outras formas de agir. Este diagnóstico inicial é muito valioso, porque nos permite expressar que, no fundo, nos amamos – é sempre bom dizê-lo e ouvi-lo – e que gostaríamos que as coisas fossem diferentes.

O amor, mais do que qualquer coisa, um mandamento, e não tanto um sentimento …

Então, podemos aproveitar a oportunidade para explicar aos filhos que se os laços humanos – principalmente aqueles que não escolhemos (não escolhemos nossa família) – podem melhorar com o esforço de todos, vemos que o amor é antes de tudo um mandamento e não primariamente um sentimento. Isso significa que, como família, Deus nos deu a oportunidade de amar uns aos outros de forma divina, e não apenas humana. A experiência mostra que amar uns aos outros num nível humano é difícil. Vivenciamos isso desde muito jovens – o ser humano é fundamentalmente ganancioso e ciumento, discutindo e brigando, às vezes dominante e às vezes dominado. Então você tem que aprender a amar de Jesus. E Ele pode exigir isso de nós porque nos dá o dom de sermos capazes de amar uns aos outros.

Esta consciência que começa na idade da razão é saudável. Com isso, vem um motivo válido para rezar pelos outros. Deus não nos colocou juntos para formar assim uma “família cristã que é boa em todos os sentidos”. Ele nos confiou uns aos outros para que possamos aprender a amar nosso próximo. Desta forma, nossa família é o lugar onde aprendemos a praticar a caridade e a amar de acordo com Deus: um amor que, em última instância, se estende para além da nossa família. Mas, este passo só será possível se percebermos que nosso amor no nível em carne e osso se esgota facilmente e é exaustivo. Felizes os irmãos que aprendem a olhar-se com os olhos da fé!


Brother, Sister, Family

Leia também:
Irmãos e irmãs: como ajudar nossos filhos serem cúmplices (para melhor)

Abade Vincent de Mello

Tags:
Filhos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
3
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
4
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
5
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
6
Santo Sudário
Aleteia Brasil
Manchas do Santo Sudário são do sangue de alguém que sofreu morte...
7
BABY BORN
Reportagem local
Bebê “renasce” após ser batizado por uma médica
Ver mais