Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 24 Setembro |
home iconEspiritualidade
line break icon

Para aqueles que lutam com impulsos suicidas

WOMAN SHOWING GRATITUDE

fizkes | Shutterstock

Edifa - publicado em 20/04/21

Abra o seu coração ao Senhor. Ele também conheceu a tragédia da solidão, de ser abandonado pelos amigos, de ser desacreditado

Como não ficar chocado ao saber sobre um suicídio? Há algo terrível que ronda este ato, e a dor dos que estão próximos é ainda agravada pelo profundo mistério que normalmente cerca o ato. Mesmo que o assunto seja difícil, é extremamente necessário falar sobre ele, e trazer um duplo ponto de vista. Primeiro é preciso trazer o ponto de vista de quem ouve a notícia. Em seguida, precisamos falar para aqueles a quem possa surgir a ideia do suicídio. Temos que falar sobre o suicídio, apesar do risco que corremos ao abordar assuntos tão delicados. Mas não podemos fingir que o assunto não existe. Se não o abordarmos, outros o farão, e talvez com muito menos cuidado e respeito. 

Só Deus sabe o que se passa no coração do nosso próximo

Quando ouvimos a notícia de um suicídio, devemos primeiro nos abster de qualquer julgamento. Nunca saberemos o que pode estar se passando na vida, no coração, na mente daquele que toma a terrível decisão de acabar com a própria vida. Não sabemos que angústia ele experimentou, ou que sopro de desespero pode tê-lo invadido de repente, ou que desafio ele precisava enfrentar, esperando talvez, como num sonho, poder acordar no final. Devemos rezar sempre para que o Senhor envie a cada um de seus pequeninos o seu anjo consolador no momento das grandes tentações. E é por isso que na “Ave Maria” pedimos à Virgem Maria que reze por nós na hora da nossa morte, porque precisaremos nesse momento (e durante toda a nossa vida) da ajuda firme de um anjo, como aconteceu com o próprio Senhor Jesus Cristo (Lc 22,43).

É um grande mistério o da relação do homem com Deus e, da mesma forma, o homem diante de sua morte. Todo mundo está sozinho neste momento, e ninguém pode se orgulhar de conhecer o coração do homem e saber o que se passa dentro dele. Muitas vezes somos os infelizes espectadores de dramas que nem sequer conhecemos. Outras vezes sentimos felicidade ou preocupação. É por isso que devemos orar incansavelmente uns pelos outros, porque só Deus sabe o que se passa no coração das pessoas que encontramos em nosso caminho.

Confie em Deus mesmo que você não veja por quais caminhos ele o conduz

Se a Igreja condena absolutamente o suicídio e o classifica entre os pecados mais graves, não é por acaso. Isso porque a revelação bíblica nos ensina que toda a vida humana é um presente de Deus e que não somos donos do tempo de nosso nascimento ou de nossa morte. Esta não é uma proibição simples, que foi feita apenas como uma forma de cautela. É realmente uma proibição, mas que não esconde o outro lado do Apocalipse: Deus tem um amor especial por cada um de nós. Quando o profeta Isaías recebe de Deus a palavra para o seu povo: “Vós sois valiosos aos meus olhos!” (Is 43, 4), ele anuncia o que o Senhor Jesus confirmará definitivamente: Deus zela por cada um de nós com um amor particular. A cada um ele reserva uma atenção especial, da qual não podemos ter ideia, nós que somos tão inconstantes em nossas amizades e amores.

O que mais precisamos é nos lembrar de quanto amor somos amados e de quanto precisamos confiar em nosso Deus, embora não possamos ver os caminhos que ele está nos conduzindo. Quando Jesus disse “Reze sem cessar!”, não quer dizer outra coisa senão “Pense sempre que seu Deus é um Pai que zela por você. Pois, se ele zela pela relva dos campos que é tão simples, e pelos pássaros do céu que são tão pequenos, quanto mais zela por vocês que são seus filhos amados. Devemos primeiro buscar a amizade com Deus. E todo o resto nos será dado”.

O que todo mundo precisa é de alguém com quem conversar. Não para fofocar superficialmente, mas para estabelecer um diálogo coração a coração. Quem encontra este amigo pode se considerar o mais feliz de todos os homens. A solidão é insuportável às vezes. O homem não foi feito para viver sozinho. Ele precisa de calor humano. A necessidade de comunidades verdadeiras e fraternas é vital e até elementar, pois sem elas, a porta para o desespero está aberta.

Nossas perspetivas são frequentemente muito realistas

Também nos esquecemos de que nosso destino é eterno. Não pensamos o suficiente sobre o que Cristo tantas vezes nos diz, a saber, que o tempo que nos é dado na terra é um tempo de preparação para a outra vida: esta durará um momento eterno, em Deus. Essa escolha depende de nós. Não devemos estragar nossas chances. Claro que Deus é misericordioso, mas ele não pode ir contra a nossa decisão de ficar sem ele para sempre. Pôr termo à própria vida, consciente e voluntariamente , é decidir colocar-se definitivamente fora da presença divina. Não haveria nada pior! Seria um erro pensar que pondo fim aos seus dias na terra você precipitaria sua entrada no céu. Porque não somos mestres do nosso próprio tempo. Estamos nas mãos paternais de Deus. Só ele sabe o que precisamos.

Por outro lado, nosso horizonte é terreno e nosso bem-estar, puramente material. Nós disseminamos, por meio da publicidade, um ideal de sucesso padrão sem o qual a vida não vale mais, dizem eles, ser vivida. É imposto um modelo inalcançável. Quando o horizonte é assim limitado, o futuro assim bloqueado, o homem é levado ao desespero. Não ter sucesso na terra nos condena a ser “inexistente”. A vida na terra é apenas o primeiro passo de uma grande aventura. Nosso horizonte é o paraíso. E o céu é estar com Deus. Essa é a promessa que Jesus nos fez de compartilhar sua vida divina com o Pai por toda a eternidade. Não há maior urgência para nós do que não faltar a este encontro.

A tentação do suicídio é a de duvidar deste destino eterno, de pensar que podemos acabar com as angústias da vida ou com uma grande tristeza que não suportamos apagando tudo de uma vez. O que equivale a pensar que não existe nada além e que a morte poderia ser uma solução. Isso só seria verdade se a morte fosse realmente um ponto final. Mas quem pode ter certeza? O Senhor nos diz o contrário. Quando promete ao ladrão que morre ao seu lado que estará com ele no paraíso (Lc 23, 43), ele confirma o que sempre disse: “Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Não fora assim, e eu vos teria dito; pois vou preparar-vos um lugar. Depois de ir e vos preparar um lugar, voltarei e vos tomarei comigo, para que, onde eu estou, também vós estejais. E vós conheceis o caminho para ir aonde vou.” (Jo 14, 1-4).

Para todos aqueles que têm pensamentos sombrios

Se o pensamento de suicídio vem à sua mente porque você está muito triste ou as preocupações lhe pesam muito, abra o seu coração ao Senhor. Ele também conheceu a tragédia da solidão, de ser abandonado pelos amigos, de ser desacreditado, de não ter mais esperanças humanas. E por fim, ele se abandonou nas mãos do Pai. Ele confiou nele absolutamente. Ele permitiu que ele o guiasse quando estava passando pelo mais terrível sofrimento. Pois ele sabia que o Pai Celestial não abandona seu filho, que o consola, que o apóia.

Pense no Céu, pense no lugar que o Senhor reservou para você junto a ele e que ele lhe dará quando chegar a sua hora. Clame à Virgem Maria. E em vez de pensar em si mesmo sem cessar, desvie sua visão de si e observe os outros. Eles precisam de você , eles podem estar esperando que você demonstre um sorriso, um gesto, uma presença, uma simples e verdadeira palavra… Levante seus olhos, não olhe mais para a terra, mas para o céu. Seu coração é grande, muito maior do que você pode imaginar, e ele foi feito para Deus. É feito para a eternidade e uma eternidade feliz. Você vai se sentir pleno na hora que o Senhor escolheu para você.  

Alain Quilici

Tags:
MortePecadoSuicídio
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Reportagem local
Milagre do sangue de São Januário volta a ser registrado em Nápol...
2
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
3
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel presta uma homenagem eletrizante a Maria
4
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
5
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
6
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
7
Oração católica para pedir chuva
Reportagem local
Existe oração católica para pedir chuva? Sim, e aqui vai ela
Ver mais