Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São João Grande

Religioso (†1600)

IGNATIUS OF ANTIOCH

PD

São João Grande

A história de São João Grande é um exemplo maravilhoso do que toque da graça de Deus pode realizar na vida de uma pessoa. Filho de tecelões da cidade espanhola de Carmona, João perde o pai quando tinha apenas onze anos de idade. Com a morte de seu genitor, João decide que o melhor é continuar seguindo a mesma carreira de seu pai e por isso vai até Sevilha para aprender o ofício da tecelagem. Com 17 anos retorna para sua terra natal e inicia a vender panos. João poderia ter seguido sua história trilhando os mesmos passos de sua família, mas Deus tem caminhos misteriosos. Apesar de conhecer bem a qualidade dos tecidos, de um dia para o outro João se vê na necessidade de endossar uma veste grosseira de penitente. Começa a se apresentar não mais com o nome da família – Grande Román – mas com o novo nome de “João Pecador”. Começa a andar pelas estradas e a viver de esmolas; perambulando, vai conhecendo o sofrimento humano, e se sente na necessidade de denunciar, como os velhos profetas do Antigo Testamento, as injustiças de seu tempo. Particularmente João sente profundamente duas situações de sofrimento provocadas pela iniquidade dos homens. Uma dizia respeito aos hospitais que dispensavam pessoas ainda doentes, com a desculpa que já estavam curadas, e a outra, estava relacionada ao abandono das pessoas definidas, na época, como incuráveis – problemas muito atuais, diga-se de passagem. Ao denunciar essas situações, João Pecador vai conquistando a confiança de muitos, que começam a ajudá-lo para o estabelecimento de uma primeira enfermaria dedicada à Nossa Senhora da Candelária. Sua dedicação aos doentes e abandonados produz maravilhas. Por volta de 1574 conhece em Granada um grupo de outros leigos, que como ele, se dedicam ao cuidado dos doentes: são os Irmãos Hospitaleiros, ordem criada pouco tempo antes pelo português São João de Deus. No mesmo instante em que os conhece, João decide se unir a esse grupo de Irmãos. Assim, pela região espanhola da Andaluzia, João Grande vai fundando hospitais até que no ano 1600, explode uma violenta epidemia de peste. Ele não mede esforços para assistir os doentes: vai pessoalmente buscá-los pelas ruas e em suas casas. Sua caridade desmedida para com o outro levou-o a consumir sua própria vida: com apenas 56 anos de idade, João Grande contraiu a peste e morreu santamente entregando seu espírito ao Senhor. Em 1986, São João Paulo II o proclamou santo.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais