Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 17 Abril |
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurado Maurício Tornay

Sacerdote e mártir (†1949)

BIBLE

Public Domain

Maurício nasceu na Suíça em La Rosiére, no dia 31 de agosto de 1910. Seus pais eram agricultores da região e tiveram, ao todo, oito filhos. Maurício era o penúltimo. Viviam em condições modestas, mas com uma fé a toda prova. Dentre seus irmãos, Maurício se destacava por ter um caráter impulsivo e dominante. Todos ajudavam nos afazeres da casa e do campo; para Maurício, o que ele mais gostava era de levar os rebanhos para as pastagens nas montanhas. Recebeu sua primeira comunhão com sete anos de idade. Notavelmente, a partir desse momento, muitos perceberam nele um comportamento novo: era mais dócil e obediente. Todos os dias ele percorria as trilhas das mulas por entre as montanhas e o vale durante uma hora para chegar até a igreja onde se confessava e recebia a comunhão. Começou os estudos em sua aldeia e depois frequentou o ginásio no colégio abacial de Saint Maurice. Amava a literatura francesa, principalmente os autores contemporâneos. Corajoso, chegou a organizar uma greve como protesto dos alunos contra a utilização de uma linguagem inadequada por parte de um professor novo. Continuava a frequentar a missa a recitação do rosário quotidianos. Muitas vezes, seus colegas viam nele um exemplo inspirador. Tanta dedicação resultou na sua admissão, em 1931, à Congregação dos Cônegos de São Bernardo, no convento situado na fronteira entre Suíça e Itália. O desejo de seu coração era se tornar padre religioso de Santo Agostinho, vivendo o mais próximo possível do próprio Santo Agostinho. Concluído o noviciado, Maurício emitiu seus primeiros votos em 1932 e, após três anos, fez sua profissão solene. Em 1936 obteve a permissão de seus superiores para partir como missionário para a China. Ao escrever para seu irmão, dizia do grande desejo que tinha de consumir toda sua vida em favor da missão e a consciência que dali não voltaria jamais. Após um mês de viagem, Maurício conseguiu chegar na missão em Weisi, onde se dedicou ao estudo da língua. Em 1938 foi ordenado sacerdote em Hanói. Em seguida, se tornou formador do seminário de Houa-Lo-Pa, onde esteve à frente por um período de sete anos. Durante esses anos, houve guerra e carestia na região, muitas vezes Padre Maurício deixava de comer para dar sua comida aos seminaristas. Em 1945, recebeu o encargo de pároco numa igreja isolada na região do Tibet, que naquele momento sofria as consequências de uma violenta perseguição contra os cristãos. Antes de partir, pediu que seus alunos rezassem muito por ele, pois tinha plena consciência que ali poderia perder sua vida. De fato, em busca de selar a paz na região, Padre Maurício, após consultar o Núncio apostólico foi tentar a sorte numa conversa direta com o próprio Dalai Lama. Ao saber que o padre cristão iria tentar um acordo com ele, os demais lama tentaram um emboscada: no dia 11 de agosto de 1949, Padre Maurício junto com um empregado que o acompanhava, sobre a colina Choula, numa altitude de 4 mil metros, foram mortos por disparos de arma de fogo. Os dois corpos foram levados depois para cemitério da missão em Yerkalo, onde até hoje são venerados. São João Paulo II beatificou o mártir Padre Maurício Tornay no dia 16 de maio de 1993.

Descubra outros santos clicando aqui
Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
3
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
4
SPANISH FLU
Bret Thoman, OFS
Como o Padre Pio encarou a pandemia de gripe espanhola
5
MARY, CRUSH, SNAKE
Desde la Fe
10 poderosas armas para lutar contra o demônio
6
Frei Jorge e o cãozinho frei Carmelito
Francisco Vêneto
Humanizar os animais não é amá-los, pois desrespeita sua natureza...
7
Aleteia Brasil
Havia um santo a bordo do Titanic?
Ver mais