Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 25 Junho |
São Guilherme de Vercelas  
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São Pedro de Capitólias

Mártir (†715)

MAN

Public Domain

Santo do dia

Distante cerca de 100km de Damasco, se encontrava o vilarejo de Capitólias; nele viveu São Pedro, que segundo uma antiga passio escrita supostamente por São João Damasceno, era um cristão casado e pai de três filhos. Aos 30 anos de idade, sentiu o chamado para a vida eremítica e após obter a permissão da esposa, se retirou para um eremitério da região, fora da cidade. Conforme a espiritualidade da época, reforçada por um ambiente hostil ao cristianismo, Pedro desejava ardentemente tornar-se mártir, mas aos sessenta anos e doente, suas esperanças começavam a se enfraquecer. Segundo o relato da passio, Pedro fez uma última tentativa para abraçar a coroa da vitória: por meio de um servo mandou vir importantes expoentes dos muçulmanos da cidade com a finalidade de ditar-lhes o testamento; fez na verdade uma profissão pública de sua fé crista, coisa proibida pelas autoridades muçulmanas. As autoridades, embora contrariadas, não decidiram matá-lo imediatamente, pois como estava muito doente creram que a morte viria a qualquer momento. Mas, milagrosamente, Pedro se restabelece, sai de seu eremitério e começa a proclamar sua fé nas praças da cidade: desta vez, Pedro foi preso e foi levado à presença do Califa Walid I. No dia 4 de janeiro de 715, Pedro chegou na residência do califa e foi instado a apostatar da fé cristã para que assim se salvasse da morte certa. Apesar do pedido, Pedro se manteve firme. Foi condenado e reenviado para Capitólias: ali, diante de toda população e de sua família, começou a sofrer o suplício. Teve primeiro sua língua arrancada. No dia seguinte foram cortados seu pé e sua mão direitos; após um dia sofrendo dores atrozes, os carrascos se aproximaram e cortaram seu pé e sua mão do lado esquerdo; em seguida seus olhos foram queimados por um ferro em brasa. Nessa triste situação, foi colocado sobre uma maca e transportado por todas as ruas da cidade para que servisse como exemplo para a população. Finalmente, São Pedro – assim como o príncipe dos apóstolos – será pregado numa cruz e deixado agonizar por cinco dias; ao terminar sua vida, seu corpo foi transportado para um forno e queimado até ficar reduzido a cinzas. O suplício, que havia iniciado no dia 10, assim terminara no dia 13 de janeiro de 715

Descubra outros santos clicando aqui
PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais