Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurado Tshimangadzo Samuel Benedito Daswa

Mártir Sul africano (†1990)

PEACE

Public Domain

É o primeiro mártir da África do Sul. Nasceu no dia 16 de junho de 1946 numa aldeia em Mbahe. É o primogênito de outros quatro irmãos. Com a morte do pai ele, ainda muito jovem, tem que tomar conta da família. Durante esse período tem seu primeiro contato com o cristianismo. O Catequista, Benedito Risimati, consegue atrair para a fé cristã um bom número de pessoas: com elas inicia o catecumenato. Nesse grupo está também Tshimangadzo. Quando chega a hora de perguntar quem desejava receber o batismo, ele foi um dos primeiros a dizer sim. Na escolha do nome novo, Tshimangadzo, em homenagem ao seu catequista, escolhe “Benedito”. Vive sua vida de cristão de maneira simples: trabalha duro na agricultura e, dentro do possível, se mostra sempre solidário com os mais pobres. Além disso, se envolve com a dimensão educativa, assumindo o posto de professor do ensino fundamental. Durante seus fins de semana, frequentemente se vê reunido junto com os jovens para organizar partidas de futebol. Todos o respeitam e o admiram. Atingindo a maturidade, Benedito se casa e tem uma bela família com oito filhos, ajudando sua esposa em tudo. No início de 1990, uma tempestade se abate sobre a região destruindo muitas casas. Muitos chefes tribais, influenciados pelos feiticeiros locais, veem nisso uma maldição que deve ser afastada. Decide-se então lançar sobre a população local um imposto, como forma de recolher dinheiro para as artes mágicas dos feiticeiros. Benedito logo se opõe a esse estratagema, dizendo que sua fé cristã lhe impedia em tomar partido de uma ação como essa. Contudo, a força que os feiticeiros exerciam sobre a população era muito forte: Benedito sofre uma emboscada na estrada. Eram pessoas da população local indignadas com sua atitude. Decidem surrá-lo com pedras e paus para que ele, Benedito, aprenda a não desprezar as tradições locais. Consegue fugir para uma casa próxima, mas percebendo que também os proprietários poderiam sofrer as consequências, decide sair e enfrentar a multidão. Foi brutalizado de modo selvagem: além de sofrer com golpes de paus e pedras, foi queimado com água fervente. Testemunhas disseram que ele rezava enquanto sofria. Antes de morrer, seus assassinos teriam dito: “Vejamos se o seu Deus vem agora ajudá-lo”. Durante seu funeral, todos os padres da região que participaram da celebração usaram paramentos vermelhos: ninguém duvidava que a morte de Benedito tenha sido um verdadeiro e próprio martírio cristão.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
SAINT JOSEPH SLEEPS
Philip Kosloski
Durma em paz com esta breve oração a São José
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais