Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 29 Novembro |
Santa Iluminada  Virgem († séc. IV)  
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Santa Eutrópia 

Mártir († c. s. III)      

Benedykt XVI odmawia różaniec

VINCENZO PINTO/AFP/EAST NEWS

Papież Benedykt XVI prowadzi modlitwę różańcową w Sanktuarium Matki Bożej w Fatimie, 12 maja 2010 r.

O Sinaxário é uma compilação de hagiografias da Igreja Ortodoxa e da Igreja Católica Oriental que corresponde, grosso modo, aos martirológios da Igreja Católica Romana.

Santa Eutrópia é citada por sinaxários orientais, às vezes discordantes. Segundo as versões mais coerentes Santa Eutrópia era uma piedosa mulher cristã de Alexandria. Viveu, provavelmente em meados do século III, na época de uma das muitas perseguições a cristãos que foram mortos por sua fé. Ela costumava visitar os cristãos presos que esperavam pelo martírio e atendia às suas necessidades.

Um dia, Eutrópia foi acusada de ser cristã. Foi presa e levada diante do prefeito de Alexandria, que à época chamava-se Apeliano. O nome deste magistrado romano é conhecido apenas através da Ata do mártir Santo Epímaco que tendo ido para Alexandria na época da perseguição de Décio (249-51), foi julgado por Apeliano. Assim, tomando a Ata de Epímaco como base, pode-se estabelecer que Eutrópia pereceu na perseguição aos cristãos decretada pelo imperador Décio.

Diante de Apeliano Eutrópia se recusou a renegar sua fé e, depois de confessar sem medo a Cristo, foi levada para ser torturada.

Inicialmente, eles a penduraram pelos braços a um teto e arranharam seu corpo com garras de ferro. Logo após queimaram-na com tochas acesas. No entanto, a chama parecia-lhe um orvalho refrescante, como ela confessou, e aqueles que testemunharam isto, entre os quais estavam soldados, afirmaram que viram ao seu lado um homem admirável que a refrescava. Submetida à tortura de arranhões e fogo, ela se voltava para o carrasco exclamando: “Seu fogo é muito frio!”

Depois de enfrentar ainda mais tormentos, foi jogada na prisão. No dia seguinte, foi novamente levada perante Apeliano e zombou de seus ídolos. Ele então mandou cortar a língua de Eutrópia e ordenou que fosse decapitada. 

Assim, a bem-aventurada entregou sua alma nas mãos de Deus e recebeu dele a coroa do martírio.

Descubra outros santos clicando aqui
PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais