Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Agosto |
Bem-aventurado Gabriel Maria de Benifayó
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Santa Antusa 

Monja († Séc. VIII)                                

priest-praying.jpg

P Deliss / GODONG

Com o nome de Antusa (Anthusa), há cinco santas, todas orientais dos primeiros séculos do cristianismo; três também são mártires.

A mais famosa é Santa Antusa de Constantinopla, princesa imperial filha de Constantino V Coprônimo. No entanto, ligada a ela está a quase contemporânea Santa Antusa, que é comemorada nesta data.

Antusa nasceu no início do século VIII, provavelmente em Onoriade (província da Anatólia na costa do Mar Negro). Seus pais chamavam-se Estratégio e Febronia, e por muitos anos ela viveu na solidão de acordo com os ensinamentos do monge eremita Sisínio.

Mais tarde, fundou dois mosteiros na região em que morava, um para homens em Mantineion, perto de Claudiópolis, com uma igreja dedicada aos Apóstolos e outro para mulheres, construído em uma ilhota no lago próximo de Efteni-Göl, com uma igreja dedicada a Nossa Senhora. O mosteiro masculino foi agregado ao feminino e entre os discípulos estava também São Romano.

O Concílio de Hieria de 754 condenou o culto de imagens sagradas e o imperador Constantino V Coprônimo (741-775), que com rigor persecutório, quis impor a decisão do Concílio. Os monges foram mais atingidos do que os outros religiosos e isso rendeu a Constantino V um apelido insultuoso por parte dos oponentes (Coprônimo, de kópros, esterco).

Até Antusa também foi acusada de venerar imagens ao recusar a apostasia dos iconoclastas, por isto foi severamente espancada e enviada para o exílio.

Reza a lenda que quando a Imperatriz Irene, esposa de Constantino V, deu à luz à gêmeos, um menino e uma menina, depois de um parto difícil e perigoso, Antusa, que tinha previsto o resultado feliz da gravidez conturbada, recebeu grandes honras de parte da Imperatriz, que colocou seu nome na menina recém-nascida. 

Antusa foi liberada da perseguição e tornou-se famosa em todo o Império, retornou para seu mosteiro e depois da realização de muitos milagres, entregou sua alma a Deus na segunda metade do século VIII, por volta de 777.

Ela é celebrada tanto no Oriente quanto no Ocidente em 27 de julho.

Descubra outros santos clicando aqui
PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais