Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

quarta-feira 1 abril
São Celso de Armagh

Bispo (†1129)

NARCISSUS
Public domain
Compartilhar

Seu episcopado se desenvolveu na igreja da Irlanda e sua ação foi de grande importância para as reformas eclesiásticas havidas no século XII. Segundo consta, Celso nasceu por volta do ano 1080 numa família nobre; e ainda jovem, no ano 1105, embora fosse um simples fiel leigo, foi eleito bispo de Armagh. É preciso entender que, nessa época, muitas dioceses eram vistas como posse de determinadas famílias da nobreza local; era, portanto, relativamente comum, que membros dessas famílias nobres assumissem o posto de bispo. É preciso dizer também que esse sistema muitas vezes resultou na ruína de igrejas locais, já que havia, por vezes, mais preocupação em usufruir dos bens da diocese, do que propriamente fornecer um cuidado pastoral. Nesse sentido, se poderia dizer que, no geral, a Irlanda do século XII se encontrava abandonada à própria sorte. Deus, no entanto, é aquele que conduz a história. Efetivamente, contrariando a lógica, Celso assumiu a diocese após sua ordenação. Logo demonstrou um zelo pastoral que há muito não se via naquela região. Restabeleceu a disciplina eclesiástica e afirmou os direitos primaciais de sua sede. Começou uma série de visitas pastorais, chegando a convocar um concílio para toda a Irlanda; nele, participaram mais de cinquenta bispos, trezentos padres, três mil clérigos, o rei da Irlanda do Sul e um legado do Papa. Essa foi uma reunião muito importante, pois nela se estabeleceu um rol de decisões em prol da vida do clero e do povo. Além de sua preocupação pela vida interna da Igreja, São Celso se dedicou à vida política, fazendo várias mediações entre famílias de nobres rivais e procurando construir a paz sempre que possível. Fundou também várias escolas. Após uma vida “titânica”, São Celso faleceu em Ard Patrick no dia 1º de abril de 1129. A seu pedido, seu corpo foi sepultado em Lismore. Na Irlanda, sua memória é celebrada no dia 7 de abril.

Descubra outros santos clicando aqui

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.

A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Cântico Jt 16,1-2.13-15

Entoaram um Cântico novo (Ap 5,9).

Cantai ao Senhor com pandeiros,
entoai seu louvor com tambores!
Elevai-lhe um salmo festivo,
invocai o seu nome e exaltai-o!

É o Senhor que põe fim às batalhas,
o seu nome glorioso é 'Senhor'!
Cantemos louvores a Deus,
novo hino ao Senhor entoemos!

Vós sois grande, Senhor-Adonai,
admirável, de força invencível!
Toda a vossa criatura vos sirva,
pois mandastes e tudo foi feito!

Vosso sopro de vida enviastes,
e eis que tudo passou a existir;
não existe uma coisa ou pessoa,
que resista à vossa palavra!

Desde as bases, os montes se abalam,
e as águas também estremecem;
como cera, derretem-se as pedras
diante da vossa presença.

Mas aqueles que a vós obedecem
junto a vós serão grandes em tudo.

Glória ao Pai...

Leitura breve Is 50,5-7
O Senhor abriu-me os ouvidos; não lhe resisti nem voltei atrás. Ofereci as costas para me baterem e as faces para me arrancarem a barba: não desviei o rosto de bofetões e cusparadas. Mas o Senhor Deus é meu Auxiliador, por isso não me deixei abater o ânimo, conservei o rosto impassível como pedra, porque sei que não sairei humilhado.

Foi levado como ovelha ao matadouro; e, maltratado, não abriu a sua boca.
De sua linhagem quem dela cogitou?
Da terra dos viventes foi cortado, por causa da revolta do seu povo.

BENEDICTUS
Se guardardes minha palavra, diz Jesus, realmente vós sereis os meus discípulos;
havereis de conhecer toda a verdade e a verdade haverá de libertar-vos.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos o Autor da nossa salvação, que quis renovar o ser humano em si mesmo, para que as coisas antigas passassem e tudo se fizesse novo. Apoiados nesta esperança viva, roguemos:

R. Senhor, renovai-nos com o vosso Espírito!

Senhor, que nos prometestes um novo céu e uma nova terra, renovai-nos sem cessar por vosso Espírito Santo,
– para que gozemos eternamente da vossa presença na nova Jerusalém. R.

Concedei-nos colaborar convosco para infundir no mundo o vosso Espírito,
– e atrair mais eficazmente para a cidade terrena a justiça, a caridade e a paz. R.

Ensinai-nos a corrigir nossa fraqueza e negligência,
– e a procurar de todo o coração os bens eternos. R.

Livrai-nos, Senhor, de todo o mal,
– e preservai-nos do fascínio da vaidade, que obscurece a mente e oculta os verdadeiros valores. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus de misericórdia, iluminai nossos corações purificados pela penitência. E ouvi com paternal bondade aqueles a quem dais o afeto filial. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Se, pois, o Filho vos libertar, sereis verdadeiramente livres
Prerrogativa dos filhos de Deus é, portanto, a liberdade: também esta faz parte da herança deles. Toca-se aqui num argumento a que vós, jovens, sois particularmente sensíveis, porque se trata de um dom imenso posto pelo Criador nas nossas mãos. Mas é um dom que precisa de ser usado bem. Quantas falsas formas de liberdade conduzem à escravidão! [...] “Foi para a liberdade que Cristo nos libertou”. A libertação operada por Cristo é libertação do pecado, raiz de todas as escravidões humanas. Diz São Paulo: “Tendo sido escravos do pecado, obedecestes de coração à norma de doutrina a que fostes entregues, e, libertos do pecado, vos tornastes servos da justiça”. A liberdade é, por conseguinte, um dom e, ao mesmo tempo, um dever fundamental de todo o cristão: “Vós não recebestes um espírito de escravidão...”, adverte o Apóstolo. Importante e necessária é a liberdade exterior, garantida por leis civis justas, e com razão nos alegramos porque hoje cresce cada vez mais o número dos Países onde se respeitam os direitos fundamentais da pessoa humana, ainda que isto tenha custado não raro um alto preço de sacrifícios e de sangue. Mas a liberdade exterior – embora valiosa – só por si não pode bastar. Nas suas raízes deve haver sempre a liberdade interior, própria dos filhos de Deus, que vivem segundo o Espírito, e que são guiados por uma reta consciência moral, capaz de escolher o verdadeiro bem. “Onde está o Espírito do Senhor há liberdade”.
São João Paulo II
Mensagem aos jovens por ocasião da VI Jornada Mundial da Juventude, 1991, n.5
Primeiro papa polonês da história (1920-2005)

Vinde e adoremos o Senhor que se entregou por nós!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
A abstinência quaresmal
vós consagrastes, ó Jesus;
pelo jejum e pela prece,
nos conduzis da treva à luz.

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém.

Salmo 26(27)

Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo,
atendei por compaixão!
Meu coração fala convosco confiante,
e os meus olhos vos procuram.
Senhor, é vossa face que eu procuro;
não me escondais a vossa face!

Não afasteis em vossa ira o vosso servo,
sois vós o meu auxílio!
Não me esqueçais nem me deixeis abandonado,
meu Deus e Salvador!
Se meu pai e minha mãe me abandonarem,
o Senhor me acolherá!

Ensinai-me, ó Senhor, vossos caminhos
e mostrai-me a estrada certa!
Por causa do inimigo, protegei-me,
não me entregueis a seus desejos!
Porque falsas testemunhas se ergueram
e vomitam violência.

Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver
na terra dos viventes.
Espera no Senhor e tem coragem,
espera no Senhor!

Glória ao Pai...

Leitura Ef 4,32–5,2
Sede bons uns para com os outros, sede compassivos; perdoai-vos mutuamente, como Deus vos perdoou por meio de Cristo. Sede imitadores de Deus, como filhos que ele ama. Vivei no amor, como Cristo nos amou e se entregou a si mesmo a Deus por nós, em oblação e sacrifício de suave odor.

Não há maior prova de amor, que dar a vida pelo amigo.
Ninguém tira a minha vida, eu a entrego livremente.
A mesma coisa que vos fiz, vós deveis fazer também.

MAGNIFICAT
Por que quereis matar o homem que falou só a verdade?

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Aclamemos o Deus todo-poderoso e previdente, que conhece todas as nossas necessidades, mas quer que busquemos, antes de tudo, o seu reino. Rezemos, dizendo:

R. Senhor, venha a nós o vosso Reino e a sua justiça!

Pai santo, que nos destes Jesus Cristo como Pastor de nossas almas, assisti os pastores da Igreja e o povo a eles confiado,
– para que não falte ao rebanho a solicitude dos seus pastores nem aos pastores a obediência de suas ovelhas. R.

Aumentai a caridade dos cristãos, para que ajudem os doentes com amor fraterno,
– e socorram neles o vosso próprio Filho, Jesus Cristo. R.

Fazei que ingressem na vossa Igreja os que ainda não crêem no Evangelho,
– para que, pelo exemplo das boas obras, a façam crescer na caridade. R.

Dai a nós pecadores a contrição sincera das nossas culpas,
– e a reconciliação perfeita convosco e com a vossa Igreja. R.

(Intenções livres)

Concedei a vida eterna aos nossos irmãos e irmãs que morreram,
– para que vivam eternamente na vossa presença. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Ave Maria, gratia plena; Dominus tecum: benedicta tu in mulieribus, et benedictus fructus ventris tui Iesus. Sancta Maria, Mater Dei ora pro nobis peccatoribus, nunc et in hora mortis nostrae. Amen.
(Tradução)
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, Bendita sois Vós entre as mulheres, e Bendito é o fruto de vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São João 8,31-42.
Naquele tempo, dizia Jesus aos judeus que tinham acreditado nele: «Se permanecerdes na minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos,
conhecereis a verdade e a verdade vos libertará».
Eles responderam-Lhe: «Nós somos descendentes de Abraão e nunca fomos escravos de ninguém. Como é que Tu dizes: "Ficareis livres"?»
Respondeu Jesus: «Em verdade, em verdade vos digo: Todo aquele que comete o pecado é escravo.
Ora, o escravo não fica para sempre em casa; o filho é que fica para sempre.
Mas se o Filho vos libertar, sereis realmente homens livres.
Bem sei que sois descendentes de Abraão; mas procurais matar-Me, porque a minha palavra não entra em vós.
Eu digo o que vi junto de meu Pai e vós fazeis o que ouvistes ao vosso pai».
Eles disseram: «O nosso pai é Abraão». Respondeu-lhes Jesus: «Se fôsseis filhos de Abraão, faríeis as obras de Abraão.
Mas procurais matar-Me, a Mim que vos disse a verdade que ouvi de Deus. Abraão não procedeu assim.
Vós fazeis as obras do vosso pai». Disseram-Lhe eles: «Nós não somos filhos ilegítimos; só temos um pai, que é Deus».
Respondeu-lhes Jesus: «Se Deus fosse o vosso Pai, amar-Me-íeis, porque saí de Deus e dele venho. Eu não vim de Mim próprio; foi Ele que Me enviou».

Boletim
Receba Aleteia todo dia