Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

quarta-feira 14 agosto
Santos Domingos Ibáñez de Erquicia e Francisco Shoyemon

Mártires dominicanos (†1633)

JESUS
Compartilhar

A história da evangelização do Japão começa com a chegada de São Francisco Xavier no ano de 1549, a partir dessa data, outros missionários entraram no Japão e começaram a obter numerosas conversões. Em 1600 o Xogum Tokugawa Yeyasu começou uma dinastia ligada ao seu nome a partir daí, movimentações de caráter político levaram ao fechamento, em 1640, das fronteiras do Japão para todo o mundo ocidental. Em pouco tempo, a comunidade cristã que, segundo algumas estimativas, contava com cerca de 300 mil cristãos por volta de 1600, começou a definhar e a quase desaparecer no território japonês em virtude as encarniçadas perseguições que o regime do xogunato levou adiante. É, portanto, no contexto de perseguição que se colocam os Santos Domingos e Francisco. Domingos nasceu em Régil, uma aldeia pertencente à diocese de San Sebastián, na região do norte da Espanha. Nasceu no início de fevereiro do ano 1589. Com apenas 15 anos entrou na Ordem Dominicana, fazendo sua profissão no ano de 1605. Em 1611 sabe-se que foi enviado para as Filipinas, onde foi incorporado à Província dominicana do Rosário. Trabalhou primeiro em algumas regiões das Filipinas e professor no Colégio Santo Tomás de Manila. Em 1623 partiu para o Japão em missão com o coirmão Lucas do Espírito Santo e outros missionários. Já havia perseguição aos cristãos no Japão, de modo que, por dez anos, Domingos trabalhou anunciando o evangelho, catequizando e administrando os sacramentos de maneira clandestina. Em seus trabalhos chegou até Tóquio, onde viveu durante dois anos. Em 1629 rumou para Nagasaki, mas com o aprofundamento da perseguição, em 1632 se retirou e se escondeu nas grutas e montanhas das cercanias. As autoridades, ao saber de sua presença na região, começaram a caçá-lo, até que um cristão apóstata, revelou seu paradeiro. Preso, foi convidado a abjurar a fé cristã. Diante de sua negativa, começou a ser submetido a torturas: frequentemente ficava pendurado de cabeça para baixo com a cabeça imersa numa fossa cheia de excrementos. Numa dessas sessões, ficou pendurado por cerca de 30 horas, vindo a falecer no dia 14 de agosto de 1633. Seu corpo foi queimado e suas cinzas jogadas ao mar, para evitar qualquer culto em torno de sua pessoa. Francisco Shoeymon era cooperador dominicano. Nasceu no Japão em lugar e data ignorados. Foi durante muitos anos companheiro de Frei Domingos, desempenhando o papel de catequista. Na ocasião da prisão de Frei Domingos, Francisco foi também preso e submetido igualmente às mesmas torturas. Faleceu um dia depois de Frei Domingos. Foram canonizados no dia 18 de outubro de 1987 no pontificado de São João Paulo II.

Descubra outros santos clicando aqui

Adoremos o Senhor, pois foi ele quem nos fez.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó noite, ó treva, ó nuvem,
não mais fiqueis aqui!
Já surge a doce aurora,
o Cristo vem: parti!

Rompeu-se o véu da terra,
cortado por um raio:
as coisas tomam cores,
já voltam do desmaio.

Assim também se apague
a noite do pecado,
e o Cristo em nossas almas
comece o seu reinado.

Humildes, vos pedimos
em nosso canto ou choro:
ouvi, ó Cristo, a prece,
que sobe a vós, em coro.

Os fogos da vaidade
a vossa luz desfaz.
Estrela da manhã,
quão doce vossa paz.

Louvor ao Pai, ó Cristo,
louvor a vós também;
reinais, no mesmo Espírito,
agora e sempre. Amém.

Cântico Is 33,13-16

A promessa é para vós e vossos filhos, e para todos aqueles que estão longe (At 2,39).

Vós que estais longe, escutai o que eu fiz!
Vós que estais perto, conhecei o meu poder!
Os pecadores em Sião se apavoraram,
e abateu-se sobre os ímpios o terror:
'Quem ficará junto do fogo que devora?
Ou quem de vós suportará a eterna chama?'

É aquele que caminha na justiça,
diz a verdade e não engana o semelhante;
o que despreza um benefício extorquido
e recusa um presente que suborna;
o que fecha o seu ouvido à voz do crime
e cerra os olhos para o mal não contemplar.

Esse homem morará sobre as alturas,
e seu refúgio há de ser a rocha firme.
O seu pão não haverá de lhe faltar,
e a água lhe será assegurada.

Glória ao Pai...

Leitura breve Jó 1,21; 2,10b
Nu eu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei para lá. O Senhor deu, o Senhor tirou; como foi do agrado do Senhor, assim foi feito. Bendito seja o nome do Senhor! Se recebemos de Deus os bens, não deveríamos receber também os males?

Para os vossos mandamentos, inclinai meu coração!
Dai-me a vida em vossa Lei!

BENEDICTUS
O Cristo há de ser engrandecido no meu corpo pela vida ou pela morte.
Para mim viver é Cristo e morrer torna-se lucro.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos a Cristo que nos alimenta e protege a Igreja, pela qual deu sua vida; e digamos com fé:

R. Lembrai-vos, Senhor, da vossa Igreja!

Bendito sejais, Senhor Jesus Cristo, Pastor da Igreja, que nos dais hoje luz e vida;
– ensinai-nos a vos agradecer tão precioso dom. R.

Velai com bondade sobre o rebanho reunido em vosso nome,
– para que não se perca nenhum daqueles que o Pai vos confiou. R.

Conduzi a Igreja pelo caminho dos vossos mandamentos,
– e que o Espírito Santo a mantenha sempre fiel. R.

Alimentai a Igreja com a vossa Palavra e o vosso Pão,
– para que, fortalecida por este alimento, ela vos siga com alegria. R.

(Intenções livres)
Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, inflamastes São Maximiliano Maria, presbítero e mártir, com amor à Virgem Imaculada e lhe destes grande zelo pastoral e dedicação ao próximo. Concedei-nos, por sua intercessão, que trabalhemos intensamente pela vossa glória no serviço do próximo, para que nos tornemos semelhantes ao vosso Filho até a morte. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

...isto vos será concedido por meu Pai que está nos céus

Todas as Santas Escrituras nos advertem, para nosso bem, que devemos confessar constantemente nossos pecados e com humildade, não apenas perante Deus, mas também diante de um homem santo e temente a Deus. É isso o que o Espírito Santo, por meio da boca do apóstolo São Tiago nos recomenda: “Confessai-vos, pois, mutuamente os vossos pecados e rezai uns pelos outros, para que sejais curados” (Tg 5,16) [...] e o salmista diz: “‘Confessarei ao Senhor a minha culpa’ e tu perdoaste minha culpa e meu pecado” (Sl 31,5). Estamos sempre feridos pelos nossos pecados; por isso mesmo devemos recorrer sempre à medicina da confissão. De fato, se Deus quer que confessemos os nossos pecados, não é porque ele mesmo não possa conhecê-los, mas é porque o diabo deseja ter do que nos acusar diante do tribunal do Juiz eterno; por isso que quisera que pensássemos mais em desculpá-los do que em acusá-los. Nosso Deus, pelo contrário, por ser bom e misericordioso, quer que os confessemos neste mundo para que no outro não sejamos confundidos a propósito destes. Se os confessarmos, ele se mostrará clemente; se os declararmos, ele os perdoará [...] E nós, irmãos, somos vossos médicos espirituais: com solicitude buscamos curar vossas almas.

São Cesário de Arles
Sermão para o povo, 59
Monge em Lerins, abade e, mais tarde, bispo de Arles (470-542).

Elevemos nossa oração ao Deus que era, que é e que vem!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Santíssimo Deus do céu,
que o céu encheis de cor
e dais à luz beleza
de ígneo resplendor;

criais no quarto dia
a rota chamejante
do sol e das estrelas,
da lua fulgurante.

Assim, à luz e às trevas
limites vós fixais.
Dos meses o começo
marcastes com sinais.

Fazei a luz brilhar
em nosso coração.
Tirai da mente as trevas,
da culpa a servidão.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, único Filho,
reinando com o Espírito
na luz de eterno brilho.

Salmo 126(127)

Vós sois a construção de Deus (1Cor 3,9).

Se o Senhor não construir a nossa casa,
em vão trabalharão seus construtores;
Se o Senhor não vigiar nossa cidade,
em vão vigiarão as sentinelas!

É inútil levantar de madrugada,
ou à noite retardar vosso repouso,
para ganhar o pão sofrido do trabalho,
que a seus amados Deus concede enquanto dormem.

Os filhos são a bênção do Senhor,
o fruto das entranhas, sua dádiva.
Como flechas que um guerreiro tem na mão,
são os filhos de um casal de esposos jovens.

Feliz aquele pai que com tais flechas
consegue abastecer a sua aljava!
Não será envergonhado ao enfrentar
seus inimigos junto às portas da cidade.

Glória ao Pai...

Leitura Ef 3,20-21
A Deus, que tudo pode realizar superabundantemente, e muito mais do que nós pedimos ou concebemos, e cujo poder atua em nós, a ele a glória, na Igreja e em Jesus Cristo, por todas as gerações, para sempre. Amém.

Libertai-me, ó Senhor, ó meu Deus, tende piedade!
Não junteis a minha vida à dos maus e sanguinários.

MAGNIFICAT
Eis como conhecemos o amor de Deus por nós: Ele deu por nós sua vida.
Também nós devemos dar pelos irmãos a nossa vida.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Deus, que enviou seu Filho ao mundo como Salvador e Mestre do seu povo; e peçamos humildemente:

R. Que vosso povo vos louve, Senhor!

Nós vos damos graças, Senhor, porque nos escolhestes como primícias da salvação,
– e nos chamastes para tomar parte na glória de nosso Senhor Jesus Cristo. R.

A todos os que invocam o vosso santo nome, concedei que vivam unidos na verdade de vossa palavra,
– e sejam sempre fervorosos no vosso amor. R.

Criador de todas as coisas, vosso Filho quis trabalhar no meio de nós com suas próprias mãos;
– lembrai-vos de todos aqueles que trabalham para comer o pão com o suor do seu rosto. R.

Lembrai-vos também dos que se dedicam ao serviço do próximo,
– para que nem o fracasso nem a incompreensão dos outros os façam desistir de seus propósitos. R.

(intenções livres)

Concedei a vossa misericórdia aos nossos irmãos e irmãs falecidos,
– e não os deixeis cair em poder do espírito do mal. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Mateus 18,15-20.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se o teu irmão te ofender, vai ter com ele e repreende-o a sós. Se te escutar, terás ganhado o teu irmão.
Se não te escutar, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda a questão fique resolvida pela palavra de duas ou três testemunhas.
Mas se ele não lhes der ouvidos, comunica o caso à Igreja; e se também não der ouvidos à Igreja, considera-o como um pagão ou um publicano.
Em verdade vos digo: Tudo o que ligardes na terra será ligado no Céu; e tudo o que desligardes na terra será desligado no Céu.
Digo-vos ainda: Se dois de vós se unirem na terra para pedirem qualquer coisa, ser-lhes-á concedida por meu Pai que está nos Céus.
Na verdade, onde estão dois ou três reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles».

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.