Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São Antão

Abade (†356)   

ANTHONY

Public Domain

São Antão

Passadas as grandes perseguições do império romano ao cristianismo, foi surgindo uma nova forma heroica de santidade: começava o grande movimento espiritual do monaquismo que, ao longo dos séculos, conhecerá uma rica transformação nos modos em que homens e mulheres buscaram seguir o Cristo e se tornar “um” (monos; daí o termo “monge”) com Deus. Um desses homens foi Santo Antão. Ele foi um dos primeiros a buscar na solidão do deserto um caminho para se encontrar com Deus. Santo Atanásio, bispo de Alexandria, foi seu amigo e discípulo, e forneceu uma fonte escrita sobre o que sabemos dele. Antão nasceu em torno do ano 250, numa localidade do Egito. Por volta de seus 20 anos perdeu os pais e teve que administrar o patrimônio da família. Atraído pela mensagem do evangelho – “Se queres ser perfeito, vai, vende todos os teus bens, dá-os aos pobres e terás um tesou nos céus. Depois, vem e segue-me!”; Mt 19,21 – resolveu vender todos os seus bens e se dedicar à vida ascética, à exemplo de Cristo, retirando-se para o deserto. Na solidão, buscando um estilo de vida que o ajudasse a viver sem distrações, rezou para que Deus o iluminasse. Em seguida viu outro monge como ele que se dedicava ao trabalho de entrelaçar uma corda. De vez em quando, Antão percebia que o ancião deixava de entrelaçar a corda, se levantava e rezava; logo depois, voltava novamente ao seu trabalho. Antão compreendeu que era um anjo que Deus havia mandado para que ele seguisse uma vida temperada pelo trabalho e a oração. Alguns séculos depois, essa intuição de Antão estaria na base da regra de são Bento: “Ora et labora” (Reza e trabalha). Após seguir fielmente essa metodologia por alguns anos, Antão começou a sofrer grandes tentações: era jovem e pensamentos obscenos e o desejo de viver uma vida mundana o atormentavam. Após tantos sofrimentos – Atanásio diz que Antão teve visões terríveis de demônios e que enfrentou uma grande aridez espiritual –, o Cristo se revelou ao eremita. Antão perguntou-lhe: “Onde estavas? Porque não apareceste desde o princípio para cessar os meus tormentos?”. Cristo lhe teria respondido: “Antão, eu estava aqui contigo sempre e te ajudava em tua luta…”. Muitos artistas representaram através de pinturas esse aspecto da vida de santo Antão: o homem frágil, que sem a ajuda de Deus facilmente sucumbe às tentações. Após viver cerca de 80 anos na vida contemplativa, Antão morreu no dia 17 de janeiro do ano 356, com mais de cem anos e é considerado o Pai espiritual de todos os monges.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais