Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

quarta-feira 18 julho
Bem-aventurado Alfonso Tracki

Presbítero e mártir (†1946)

CHURCH NOTRE-DAME DU BOURG
By Pecold | Shutterstock
Compartilhar

Em Cracóvia, diante de uma multidão imensa de fiéis, São João Paulo II canonizou a primeira rainha da Polônia: era o dia 8 de junho de 1997, dia destinado a entrar para a história dessa nação. Nascida no ano de 1374 na cidade de Buda (a atual Budapeste, capital da Hungria), Edviges estava prometida desde a idade de 4 anos em casamento, como era o costume da época. Desde sua infância ela havia sido habituada a ler as Sagradas Escrituras, o Saltério e alguns textos dos Padres da Igreja. Também meditava as Paixões dos Santos e outras obras de escritores eclesiásticos. No dia 18 de fevereiro de 1386, casou-se com o Duque lituano Ladislau Jagelo, que lhe prometeu receber o batismo cristão, juntamente com toda a sua nação. Essa união representou a queda do último baluarte do paganismo na Europa e a unificação da Polônia. Desse modo, é lícito dizer que esse casamento mudou a história da Europa. Com a via aberta para a evangelização desses povos, Edviges se preocupou logo e fundar centros de estudo para a formação de novos padres que pudesse evangelizar a região da Lituânia. Sempre seguindo essa intenção, e com a permissão do Papa Bonifácio IX, ela fundou a primeira Faculdade de Teologia da Polônia. Tanta importância a rainha dava a essa obra, que deixou em testamento suas joias e alguns bens pessoais para que fossem aplicados no incremento dessa faculdade. Por ocasião do Jubileu do ano santo de 1390, com o desejo de aproximar todos os seus súditos – poloneses, lituanos e rutenos – dos frutos espirituais da Igreja, mas consciente das dificuldades que seu povo enfrentaria, caso tivesse que ir em peregrinação até Roma, pediu e obteve do Papa Bonifácio IX a graça de celebrar o Jubileu no próprio país. Nos negócios políticos do Estado, também se revelou uma política de grande estatura, com ações prudentes e sábias. Nunca deixou de cuidar dos mais pobres. Narra-se, nesse sentido, que em 1386, depois que os cavaleiros reais haviam tomado os bens de pobres aldeões para alimentar os homens da cavalaria, a rainha, ao saber do fato, ordenou que fossem restituídos todos os bens aos pobres aldeões, chegando a afirmar: “Ainda que tenhamos restabelecido as reses aos aldeões, quem poderá restituir as suas lágrimas?”. Com frequência era vista contemplando a imagem do Crucifixo Negro de Wawel – mais tarde conhecido como “crucifixo de Santa Edviges” – como que tirando daí sua força para reinar servindo ao próximo. As fontes históricas narram que ela participava da missa praticamente todos os dias. Apesar de tudo isso, a rainha não tinha filhos, o que, segundo a mentalidade ainda medieval, era visto como um castigo divino. Mas as orações de Santa Edviges foram atendidas e depois de uma longa espera encontrou-se grávida de seu marido Ladislau. Infelizmente a pequena infante Isabel Bonifácia viveu por poucos dias. Cheia de tristeza pela morte da pequenina, e em virtude do parto, Santa Ediviges após 4 dias da morte da filha, entregou sua alma ao criador: tinha apenas 25 anos de idade. Imediatamente o povo polonês começou a tributar-lhe um culto de veneração. Mas o reconhecimento oficial veio apenas muito mais tarde.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

Adoremos o Senhor, pois foi ele quem nos fez.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó noite, ó treva, ó nuvem,
não mais fiqueis aqui!
Já surge a doce aurora,
o Cristo vem: parti!

Rompeu-se o véu da terra,
cortado por um raio:
as coisas tomam cores,
já voltam do desmaio.

Assim também se apague
a noite do pecado,
e o Cristo em nossas almas
comece o seu reinado.

Humildes, vos pedimos
em nosso canto ou choro:
ouvi, ó Cristo, a prece,
que sobe a vós, em coro.

Os fogos da vaidade
a vossa luz desfaz.
Estrela da manhã,
quão doce vossa paz.

Louvor ao Pai, ó Cristo,
louvor a vós também;
reinais, no mesmo Espírito,
agora e sempre. Amém.
Salmo 97(98)

Este salmo significa a primeira vinda do Senhor e a fé de todos os povos (Sto. Atanásio)

Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
porque ele fez prodígios!
Sua mão e o seu braço forte e santo
alcançaram-lhe a vitória.

O Senhor fez conhecer a salvação,
e às nações, sua justiça;
recordou o seu amor sempre fiel
pela casa de Israel.

Os confins do universo contemplaram
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,
alegrai-vos e exultai!

Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa
e da cítara suave!
Aclamai, com os clarins e as trombetas,
ao Senhor, o nosso Rei!

Aplauda o mar com todo ser que nele vive,
o mundo inteiro e toda gente!
As montanhas e os rios batam palmas
e exultem de alegria,

na presença do Senhor, pois ele vem,
vem julgar a terra inteira.
Julgará o universo com justiça
e as nações com equidade.

Glória ao Pai...

Leitura breve Jó 1,21; 2,10b
Nu eu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei para lá. O Senhor deu, o Senhor tirou; como foi do agrado do Senhor, assim foi feito. Bendito seja o nome do Senhor! Se recebemos de Deus os bens, não deveríamos receber também os males?

Para os vossos mandamentos, inclinai meu coração!
Dai-me a vida em vossa Lei!

BENEDICTUS
Mostrai-nos, ó Senhor, misericórdia,
recordando vossa santa Aliança.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos a Cristo que nos alimenta e protege a Igreja, pela qual deu sua vida; e digamos com fé:

R. Lembrai-vos, Senhor, da vossa Igreja!

Bendito sejais, Senhor Jesus Cristo, Pastor da Igreja, que nos dais hoje luz e vida;
– ensinai-nos a vos agradecer tão precioso dom. R.

Velai com bondade sobre o rebanho reunido em vosso nome,
– para que não se perca nenhum daqueles que o Pai vos confiou. R.

Conduzi a Igreja pelo caminho dos vossos mandamentos,
– e que o Espírito Santo a mantenha sempre fiel. R.

Alimentai a Igreja com a vossa Palavra e o vosso Pão,
– para que, fortalecida por este alimento, ela vos siga com alegria. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Senhor, que nos criastes em vossa sabedoria e nos governais em vossa providência, iluminai nossos corações com a luz do vosso Espírito, para que por toda a vida vos sejamos dedicados. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

Ninguém conhece o Pai, senão o Filho...

O Pai é aquele de quem tudo procede, em quem tudo existe. Ele mesmo, por Cristo e em Cristo, é a origem de tudo. Ademais, tem seu ser em si mesmo, não o recebe de outro. É infinito porque não está em nenhum lugar, mas em todas as partes e tudo está nele. Que teu pensamento possa se dirigir a ele. Enquanto avanças sem cessar para ele, a meta para a qual te diriges se afasta cada vez mais. Essa é a verdade do mistério de Deus, esta é a expressão da natureza impenetrável do Pai. Para expressá-lo, a palavra tem que cessar; o pensamento ficar quieto; e para apreendê-lo, a inteligência encontra-se limitada. E apesar de tudo isso, o nome do Pai designa sua natureza. Deus não é, senão Pai. Mas não recebe o ser de Pai a partir de fora, à maneira dos homens. É conhecido somente pelo Filho pois “ninguém conhece o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar. E ninguém conhece ao Filho senão o Pai”. Os dois se conhecem um ao outro e esse conhecimento mútuo é perfeito. Também porque “ninguém conhece o Pai, senão o Filho”. Não pensemos do Pai mais do que o Filho nos revelou, já que ele é a testemunha fiel.

Santo Hilário
Bispo e doutor da Igreja (†367)

Oração para esta tarde

Com a boca dos pequeninos afirmais vossa glória, ó Senhor!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Santíssimo Deus do céu,
que o céu encheis de cor
e dais à luz beleza
de ígneo resplendor;

criais no quarto dia
a rota chamejante
do sol e das estrelas,
da lua fulgurante.

Assim, à luz e às trevas
limites vós fixais.
Dos meses o começo
marcastes com sinais.

Fazei a luz brilhar
em nosso coração.
Tirai da mente as trevas,
da culpa a servidão.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, único Filho,
reinando com o Espírito
na luz de eterno brilho.
Cântico Cf. Cl 1,12-20

Cristo, o Primogênito de toda a criatura e o Primogênito dentre os mortos

Demos graças a Deus Pai onipotente,
que nos chama a partilhar, na sua luz,
da herança a seus santos reservada!

Do império das trevas arrancou-nos
e transportou-nos para o reino de seu Filho,
para o reino de seu Filho bem-amado,
no qual nós encontramos redenção,
dos pecados remissão pelo seu sangue.

Do Deus, o Invisível, é a imagem,
o Primogênito de toda criatura;
porque nele é que tudo foi criado,
o que há nos céus e o que existe sobre a terra,
o visível e também o invisível.

Sejam Tronos e Poderes que há nos céus,
sejam eles Principados, Potestades:
por ele e para ele foram feitos.
Antes de toda criatura ele existe,
e é por ele que subsiste o universo.

Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo,
é o princípio, o Primogênito entre os mortos,
a fim de ter em tudo a primazia.
Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude
habitasse no seu Cristo inteiramente.

Aprouve-lhe também, por meio dele,
reconciliar consigo mesmo as criaturas,
pacificando pelo sangue de sua cruz
tudo aquilo que por ele foi criado, *
o que há nos céus e o que existe sobre a terra.

Glória ao Pai...

Leitura Ef 3,20-21 A Deus, que tudo pode realizar superabundantemente, e muito mais do que nós pedimos ou concebemos, e cujo poder atua em nós, a ele a glória, na Igreja e em Jesus Cristo, por todas as gerações, para sempre. Amém.

Libertai-me, ó Senhor, ó meu Deus, tende piedade!
Não junteis a minha vida à dos maus e sanguinários.

MAGNIFICAT
O Poderoso fez em mim maravilhas, e Santo é seu nome.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Deus, que enviou seu Filho ao mundo como Salvador e Mestre do seu povo; e peçamos humildemente:

R. Que vosso povo vos louve, Senhor!

Nós vos damos graças, Senhor, porque nos escolhestes como primícias da salvação,
– e nos chamastes para tomar parte na glória de nosso Senhor Jesus Cristo. R.

A todos os que invocam o vosso santo nome, concedei que vivam unidos na verdade de vossa palavra,
– e sejam sempre fervorosos no vosso amor. R.

Criador de todas as coisas, vosso Filho quis trabalhar no meio de nós com suas próprias mãos;
– lembrai-vos de todos aqueles que trabalham para comer o pão com o suor do seu rosto. R.

Lembrai-vos também dos que se dedicam ao serviço do próximo,
– para que nem o fracasso nem a incompreensão dos outros os façam desistir de seus propósitos. R.

(Intenções livres)

Concedei a vossa misericórdia aos nossos irmãos e irmãs falecidos,
– e não os deixeis cair em poder do espírito do mal. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho do dia

Evangelho - Mt 11,25-27
Escondeste estas coisas aos sábios e entendidos
e as revelaste aos pequeninos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 11,25-27
25Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer:
'Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra,
porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos
e as revelaste aos pequeninos.
26Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.
27Tudo me foi entregue por meu Pai,
e ninguém conhece o Filho, senão o Pai,
e ninguém conhece o Pai, senão o Filho
e aquele a quem o Filho o quiser revelar.