Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

quarta-feira 20 março
São Martinho de Braga

Bispo (†579)

STREET
Compartilhar
Santo do dia

São Gregório de Tours em sua história dos Francos chega a dizer que Martinho “havia se instruído de tal modo nas letras, que não era considerado em inferior a ninguém de seu próprio tempo”. Martinho nasceu no que é hoje a Hungria e em certo momento de sua vida ser dirigiu como peregrino para a Palestina onde, ao que aprece, realizou seus estudos. Aí permanecerá alguns anos estudando os filósofos gregos e romanos nas línguas originais. Também se dedica aos estudos dos textos dos padres do deserto, absorvendo sua espiritualidade a ponto de torna-lo um asceta e um evangelizador apaixonado. Por volta do ano 550 ele deixa o Oriente e vai para um mundo que, naquela época, era totalmente desconhecido: a Galícia. Aí atuará como pregador evangelizando as populações locais e obterá um grande sucesso. Diz-se que ele, além da grande sapiência, possuía o dom de se tornar próximo às pessoas, absorvendo a cultura local com interesse. Será ordenado Bispo e, mais tarde, Arcebispo de Braga: nessa cidade portuguesa organizará toda a estrutura eclesiástica do território, convocando até mesmo um concílio local. Seus escritos, sua pregação e seu exemplo de vida contribuíram notavelmente para a melhora da formação do clero local. Em vida teve fama de santidade, a ponto de lhe atribuírem alguns milagres. Atualmente seus restos mortais repousam na Catedral de Braga, no Norte de Portugal.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.
A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Salmo 76(77)

Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos (2Cor 4,8).

Quero clamar ao Senhor Deus em alta voz,
em alta voz eu clamo a Deus: que ele me ouça!
No meu dia de aflição busco o Senhor;
sem me cansar ergo, de noite, as minhas mãos,
e minh'alma não se deixa consolar.

Quando me lembro do Senhor, solto gemidos,
e, ao recordá-lo, minha alma desfalece.
Não me deixastes, ó meu Deus, fechar os olhos,
e, perturbado, já nem posso mais falar!

Eu reflito sobre os tempos de outrora,
e dos anos que passaram me recordo;
meu coração fica a pensar durante a noite,
e de tanto meditar, eu me pergunto: –

Será que Deus vai rejeitar-nos para sempre?
E nunca mais nos há de dar o seu favor?
Por acaso, seu amor foi esgotado?
Sua promessa, afinal, terá falhado?

Será que Deus se esqueceu de ter piedade?
Será que a ira lhe fechou o coração?
Eu confesso que é esta a minha dor:
"A mão de Deus não é a mesma: está mudada!

Mas, recordando os grandes feitos do passado,
vossos prodígios eu relembro, ó Senhor;
eu medito sobre as vossas maravilhas
e sobre as obras grandiosas que fizestes.

São santos, ó Senhor, vossos caminhos!
Haverá deus que se compare ao nosso Deus?
Sois o Deus que operastes maravilhas,
vosso poder manifestastes entre os povos.
Com vosso braço redimistes vosso povo,
os filhos de Jacó e de José.

Quando as águas, ó Senhor, vos avistaram,
elas tremeram e os abismos se agitaram
e as nuvens derramaram suas águas,
a tempestade fez ouvir a sua voz,
por todo lado se espalharam vossas flechas.

Ribombou a vossa voz entre trovões,
vossos raios toda a terra iluminaram,
a terra inteira estremeceu e se abalou.

Abriu-se em pleno mar vosso caminho
e a vossa estrada, pelas águas mais profundas;
mas ninguém viu os sinais dos vossos passos.
Como um rebanho conduzistes vosso povo
e o guiastes por Moisés e Aarão.

Leitura breve Dt 7,6b.8-9
O Senhor teu Deus te escolheu dentre todos os povos da terra, para seres o seu povo preferido, porque o Senhor vos amou e quis cumprir o juramento que fez a vossos pais. Foi por isso que o Senhor vos fez sair com mão poderosa, e vos resgatou da casa da escravidão, das mãos do Faraó, rei do Egito. Saberás, pois, que o Senhor teu Deus é o único Deus, um Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações, para aqueles que o amam e observam seus mandamentos.

Deus nos amou por primeiro, ele fez Aliança conosco.
Sem medida é a sua ternura.

BENEDICTUS
Veio o Filho do Homem servir e não ser servido, diz Cristo;
veio dar sua vida por todos.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Graças a Deus Pai, e supliquemos que ele purifique e confirme os nossos corações na caridade, pela vinda e ação do Espírito Santo.Digamos, pois, cheios de confiança:

R. Dai-nos, Senhor, o vosso Espírito Santo!

Ensinai-nos a receber com um coração agradecido os bens que vós nos dais,
– e a aceitar com paciência os sofrimentos que pesam sobre nós. R.

Fazei que pratiquemos a caridade, não apenas nas grandes ocasiões,
– mas principalmente no cotidiano de nossas vidas. R.

Concedei que saibamos renunciar ao supérfluo,
– para podermos socorrer nossos irmãos e irmãs necessitados. R.

Dai-nos trazer sempre em nosso corpo a imagem da Paixão de vosso Filho,
– vós, que nos destes a vida em seu corpo. R.

(Intenções livres)
Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, conservai constantemente vossa família na prática das boas obras e, assim como nos confortais agora com vossos auxílios, conduzi-nos aos bens eternos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

Pai, este é meu desejo: que aqueles que me confiaste estejam comigo

“Em vão madrugais” (Sl 126,2)... Assim eram os filhos de Zebedeu, eles que antes de ter sofrido a humilhação em conformidade com a Paixão do Senhor, já tinham escolhido seu posto, um à direita e o outro à esquerda. Queriam “se levantar antes da aurora”... Também Pedro tinha se levantado antes da Aurora, quando deu para o Senhor o conselho de que não sofresse por nós. Efetivamente, o Senhor tinha falado de sua Paixão que devia nos salvar, e também de suas humilhações; Pedro, que pouco antes tinha confessado que Jesus era o Filho de Deus, se estremeceu diante da ideia de sua morte e disse-lhe: “Que Deus não permita! [...]. Queria se mais que a luz, queria dar um conselho ao que é luz. O que fez o Senhor? Fez com que ele se colocasse atrás da luz ao dizer: “Afasta-te de mim”... “Coloca-te atrás de mim para que eu caminhe diante de ti e para que tu me sigas. Passa pelo mesmo caminho meu, em vez de querer ensinar o caminho pelo qual tu queres andar...”

Santo Agostinho
Bispo de Hipona e doutor da Igreja (354-430).

Oração para esta tarde

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
A abstinência quaresmal
vós consagrastes, ó Jesus;
pelo jejum e pela prece,
nos conduzis da treva à luz.

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém.

Salmo 61(62)

Que o Deus da esperança vos encha da alegria e da paz em vossa vida da fé (Rm 15,13).

Só em Deus a minha alma tem repouso,
porque dele é que me vem a salvação!
Só ele é meu rochedo e salvação,
a fortaleza, onde encontro segurança!

Até quando atacareis um pobre homem,
todos juntos, procurando derrubá-lo,
como a parede que começa a inclinar-se,
ou um muro que está prestes a cair?

Combinaram empurrar-me lá do alto,
e se comprazem em mentir e enganar;
enquanto eles bendizem com os lábios;
no coração, bem lá do fundo, amaldiçoam.

Só em Deus a minha alma tem repouso,
porque dele é que me vem a salvação!
Só ele é meu rochedo e salvação,
a fortaleza, onde encontro segurança!

A minha glória e salvação estão em Deus;
o meu refúgio e rocha firme é o Senhor!
Povo todo, esperai sempre no Senhor,
e abri diante dele o coração:
nosso Deus é um refúgio para nós!

Todo homem a um sopro se assemelha,
o filho do homem é mentira e ilusão;
se subissem todos eles na balança,
pesariam até menos do que o vento:

Não confieis na opressão, na violência
nem vos gabeis de vossos roubos e enganos!
E se crescerem vossas posses e riquezas,
a elas não prendais o coração!

Uma palavra Deus falou, duas ouvi:
'O poder e a bondade a Deus pertencem,
pois pagais a cada um conforme as obras'.

Glória ao Pai...

Leitura Fl 2,12b-15a
Trabalhai para a vossa salvação, com temor e tremor. Pois é Deus que realiza em vós tanto o querer como o fazer, conforme o seu desígnio benevolente. Fazei tudo sem reclamar ou murmurar, para que sejais livres de repreensão e ambiguidade, filhos de Deus sem defeito.

Em Deus, cuja Palavra me entusiasma, em Deus eu me apóio.
Nada mais me causa medo.

MAGNIFICAT
O Filho do Homem será desprezado, será flagelado e, na cruz, morrerá;
e depois de três dias ressuscitará.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Demos glória a Deus Pai, que no sangue de Cristo firmou uma nova Aliança com seu povo, e a
renova pelo sacramento do altar. Peçamos com fé:

R. Abençoai, Senhor, o vosso povo!

Dirigi, Senhor, conforme a vossa vontade, as intenções dos povos e dos governantes,
– para que eles se empenhem sinceramente em promover o bem de todos. R.

Fortalecei a fidelidade daqueles que tudo abandonaram para seguir a Cristo;
– que eles dêem a todos testemunho e exemplo da santidade da Igreja. R.

Vós, que criastes os homens e as mulheres à vossa imagem e semelhança,
– fazei que todos rejeitem qualquer desigualdade injusta. R.

Reconduzi à vossa amizade e verdade todos os que vivem afastados da fé,
– e ensinai-nos como ajudá-los eficazmente. R.

(Intenções livres)

Concedei aos que morreram entrar na vossa glória
– para que vos louvem eternamente. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho do dia

Evangelho segundo São Mateus 1,16.18-21.24a.

Jacob gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, chamado Cristo.
O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo.
Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo.
Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo.
Ela dará à luz um Filho, e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados».
Quando despertou do sono, José fez como lhe ordenara o Anjo do Senhor.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.