Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 29 Novembro |
Santa Iluminada  Virgem († séc. IV)  
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Santa Felicidade 

Mártir († data inc.)          

Estátua de Nossa Senhora das Graças no Brasil

Sidney de Almeida | Shutterstock

Segundo as narrativas, Santa Felicidade era uma viúva cristã piedosa e rica que tinha sete filhos, também cristãos. Dedicava-se à caridade e por meio de seu exemplo converteu muitos ao cristianismo. Tais conversões provocaram, a fúria dos sacerdotes pagãos de Roma, que foram reclamar dela ao imperador romano Marco Aurélio. Afirmaram que os deuses estavam irados e exigiam o sacrifício de Felicidade e de seus filhos. Marco Aurélio concordou com o pedido e Felicidade foi levada perante Públio, o prefeito de Roma. Em particular, o prefeito fez vários apelos e ameaças, numa fracassada tentativa de convencê-la a adorar os deuses romanos. Ele também não nada conseguiu dos sete filhos, que seguiram o exemplo da mãe. Perante o prefeito, todos se mantiveram firmes em sua fé e foram entregues a quatro juízes, que os condenaram à morte de diferentes formas. A divisão dos mártires entre os quatro juízes corresponde aos quatro locais onde os santos estão sepultados. Felicidade implorou a Deus para que não fosse morta antes dos filhos para que pudesse dar-lhes coragem e conforto durante as torturas pelas quais passariam antes da morte. E assim aconteceu: ela acompanhou a execução de todos os sete. Não se sabe como eles foram mortos, mas a tradição conta que Januário, o mais velho, foi flagelado até a morte; Félix e Filipe foram espancados com porretes; Silvano foi atirado de cabeça de um precipício; e os três mais novos, Alexandre, Vital e Marcial, foram decapitados. Depois de cada execução, Felicidade tinha novamente a chance de renunciar à sua fé, mas ao recusar-se acabou também sendo martirizada.

Sua passio chegou até os nossos dias por meio de dois textos. Segundo o relato mais antigo, composto entre o final do séc. IV e início do séc. V, Felicidade foi acusada por sacerdotes pagãos ao imperador Antonino. 

Essa história é uma imitação do episódio bíblico dos sete irmãos Macabeus e não tem base histórica. Além disso, as Acta di Felicita lembram as atas análogas de Santa Sinfrônia e seus sete filhos. Os sete nomes, dados aos supostos filhos de Felicidade, encontram-se na Depositio Martyrum de 10 de julho, sem qualquer relação entre eles e Felicidade. Deve-se acrescentar que o autor não diz onde estava o sepulcro dos mártires, muito menos o dia do aniversário deles. 

Sobre o alegado túmulo de Felicidade, o Papa Bonifácio I (418-22) construiu uma basílica na qual ele próprio foi sepultado, como indica o Martirológio Jeronimiano (século VI) e o Liber Pontificalis. Nessa mesma basílica, São Gregório Magno recitou uma homilia no dies Natalis da mártir, referindo-se à sua passio. Os restos de uma pintura do séc. VIII, na mesma catacumba, mostram o Redentor entregando a coroa a Felicidade e a sete mártires.

Perto das Termas de Trajano, em Roma, do lado voltado para o Coliseu, em 1812 foi descoberto um oratório em homenagem à santa com sua imagem; as matronas iam rezar ali. Felicidade, como atesta a inscrição ali descoberta, era venerada como a protetora das mulheres romanas: Felicitas cultrix romanarum. O oratório, de dimensões modestas, foi decorado por uma pintura do séc. V-VI, que representava a mártir, de pé, na figura de uma orante, com sete pretensos filhos ao redor, e acima, a figura do Redentor que segura uma coroa de joias na mão direita para cingir a cabeça da mártir. Quando a pintura veio à tona, mostrava à direita, na parte inferior, a figura de um carcereiro com uma chave: talvez porque se acreditasse que Felicidade tivesse ficado presa nesse local, antes de sofrer o martírio. Arqueólogos acreditam que esse local talvez tenha sido a casa de Felicidade e se isso corresponder à realidade, explicaria a devoção das matronas romanas a ela.

O Martirológio Romano comemora Santa Felicidade na data de 23 de novembro, com um elogio retirado da passio. Ela é invocada, por causa dos supostos sete filhos, por mulheres que desejam ter filhos.

Descubra outros santos clicando aqui
PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais