Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São Gabriel de Nossa Senhora das Dores

Acólito (†1862)

ADVENT

Public Domain

Santo do dia



Francesco Possenti nasceu em Assis, Itália, no dia 1 de março de 1838. Foi o décimo filho dos treze filhos que tiveram o casal Sante Possenti e Angese Frisciotti. Seu pai era um advogado, funcionário do Estado Pontifício que depois de vários cargos fora nomeado assessor em Espoleto e para lá transferiu-se com toda a sua família. Sua mãe era conhecida por ser de nobre descendência e morreu jovem, com 38 anos, quando Francesco contava apenas com quatro anos.

Francesco quando criança, recitava o rosário ao lado de seu pai, e achava que tinha duas mães no céu. Assim, entendemos sua grande e terna devoção pela Virgem Maria. Em seu quarto ele tinha uma estátua de Nossa Senhora das Dores no ato de segurar seu Filho Jesus morto em seus joelhos. Francisco a contemplava por muito tempo chorando pelas dores da Mãe diante do Filho. Essa “devoção” aos sofrimentos da Mãe de Jesus, diante de Jesus, deposto da Cruz, é a explicação do nome religioso que adotaria, aos dezoito, em 1856: Gabriele dell’Addolorata.

Foi um menino esperto e feliz, com certa tendência à desobediência. O comandante da guarnição militar de Espoleto o ensinou a manejar a pistola e o fuzil. Gabriel era considerado exímio cavaleiro e atirador, sendo a caça seu lazer favorito.

Aos 13 anos começou os estudos no colégio dos jesuítas, em Espoleto. Durante seus anos na escola, mostrou ser um aluno inteligente e genial, agradando tanto aos professores quanto os colegas. Durante esse tempo era apegado às coisas do mundo.

Com suas estripulias e vida de playboy desregrada, ninguém acreditou quando ele disse que após completar seus estudos iria tornar-se padre. Na origem desta conversão, relativamente repentina, existem dois episódios intrigantes e significativos. Francisco já havia perdido dois irmãos, além de sua mãe, no entanto, foi justamente a morte, devido à cólera, da irmã mais velha Maria Luísa (em 1855) que o abalou profundamente, levando-o a pensar numa vida diferente daquela que ele levara até aquele momento. O luto da perda da irmã o conduz mais fortemente a se distanciar da vida da sociedade e pensar mais seriamente sobre a vida religiosa. Para Francisco, esse grave luto familiar já era uma mensagem que o faria refletir em seu próprio caminho. Mas também havia algo sobrenatural, direto, uma comunicação em primeira pessoa para Francisco. No dia 22 de agosto de 1856, realizou-se uma grande procissão em Espoleto para solenizar o último dia da Oitava da Assunção. Ajoelhado no meio da multidão, ele aguardava a passagem da estátua de Nossa Senhora. Quando ela chegou, parecia procurar alguém na multidão. Ela o encontrou, dirigiu a ele seu olhar e ele escutou uma voz chamando-o claramente pelo nome e dizendo: “Francisco, o que você está fazendo no mundo? Você não é feito para o mundo. Siga sua vocação”. Abalado após o sinal divino ele decidiu cumprir o prometido e, com vinte anos de idade, entrou para o seminário local onde recebeu o nome de irmão Gabriel.

Em 1860, após a batalha de Castelfidardo, cerca de vinte mercenários renegados, ligados ao exército de Garibaldi, apareceram na cidade para pilhá-la e aterrorizar os moradores. Irmão Gabriel, com a autorização do reitor do seminário, caminhou desarmado para o centro da cidade para enfrentar os terroristas. Um dos mercenários, que estava prestes a violentar uma jovem, ridicularizou-o por ter vindo enfrentá-los sozinho. Possenti, numa rápida manobra, tirou o revólver da cintura do mercenário e ordenou que ele soltasse a mulher. Enquanto o homem o obedecia, ele rendeu outro soldado que se aproximava e apropriou-se de outro revólver. Ao verem o que estava acontecendo, os demais mercenários acorreram em defesa dos companheiros para subjugar o impertinente monge. Nesse momento, uma pequena lagartixa atravessou a rua entre Possenti e a tropa que se aproximava. Quando por um breve momento o animal parou, Possenti fez pontaria e matou-a com um único tiro certeiro. Apontando agora os dois revólveres para os mercenários, Possenti ordenou que todos largassem suas armas imediatamente. Diante da exibição de pontaria, os soldados obedeceram. Possenti ordenou, também, que eles apagassem todos os focos de incêndio que haviam iniciado e que deixassem a cidade imediatamente. Após a retirada dos mercenários, o povo agradecido levou Possenti nos braços até o seminário chamando-o de “O salvador de Isola”.

Em 22 de setembro de 1857 professou os votos e em junho de 1858 foi transferido para Pieve Torina para aperfeiçoar os estudos de filosofia e iniciar os de teologia para o sacerdócio. Lá multiplicaria as práticas ascéticas, continuaria a cultivar a devoção por Nossa Senhora das Dores e se dedicaria aos pobres.

Em 10 de julho de 1858 foi enviado ao convento da Imaculada Conceição na Isola do Gran Sasso em preparação para a ordenação. Em maio de 1861, Gabriel recebe as ordens menores. No entanto, a sua saúde era instável: emagrecido, tomado pela febre e por dificuldades de respiração, além da tosse e dores no peito, foi diagnosticado com tuberculose. Morreu em 27 de fevereiro de 1862, aos 24 anos, comprimindo contra o coração a imagem do Crucifixo com Nossa Senhora das Dores.

Foi canonizado em 1920 pelo Papa Bento XV como São Gabriel Possenti da Madre Dolorosa e, junto com Santo Aloísio, é considerado um dos padroeiros da juventude.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
SAINT JOSEPH SLEEPS
Philip Kosloski
Durma em paz com esta breve oração a São José
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais