Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 07 Julho |
Bem-aventurada Maria Romero Menezes
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São João Batista da Conceição

Sacerdote Trinitário (†1613)

PAINTING

Public Domain

Santo do dia

Receber um santo em casa. Foi o que aconteceu com a família de Marcos Garcia um espanhol de Almodóvar do Campo. Era o ano de 1576 e a monja Teresa passava por aquela região. Marcos ofereceu sua casa para que ela pudesse se hospedar e descansar: era ninguém menos que Santa Tereza de Ávila, a grande reformadora do Carmelo. Nessa ocasião, Santa Tereza chega a predizer que João, o filho de quinze anos de Marcos, terá um futuro de santidade e de grande importância para a reforma de uma família religiosa. De fato, João gosta de estudar e tem um pendor para a vida religiosa. Desse modo, começa a frequentar os carmelitas, mas ele estava destinado a outra família religiosa. De fato, com a idade de 19 anos João entra num convento dos padres Trinitários. Logo se torna um pregador famoso, capaz de arrastar multidões. Sua vida transcorre na tranquilidade, talvez até demasiadamente: tem sucesso, todos o adulam e vive uma vida confortável. O divisor de águas chega através da própria natureza: enquanto ia para uma igreja para fazer mais uma pregação, Padre João se encontra em meio a um temporal. É obrigado a parar e o temporal se torna uma tempestade terrível. João é tomado pelo pânico e está convencido que irá morrer. Faz um voto de abraçar uma vida de penitência caso sobreviva. A tempestade cessa, e com ela seu desejo de conversão: procura logo alguém que possa libertá-lo do voto feito em meio ao desespero, mas Deus é o Senhor do tempo. De fato, pouco depois, no ano de 1596, João sente em seu coração a necessidade de um autêntico retornar para o Senhor. Renuncia aos seus privilégios e começa a viver uma vida de maior oração e humildade. Seu desejo de conversão o impele a se tornar um verdadeiro e próprio reformador de sua comunidade, procurando reafirmar e viver seriamente as Regras seguidas pela congregação. Seu rigor e sua vida abnegada começam a suscitar vocações em outros jovens, que querem conhecer de perto esse novo modo de viver a vida religiosa. Mas nem tudo são flores: muitos, dentro da própria Congregação, começam a duvidar da seriedade de João, até mesmo seus superiores. Ele sofrerá muito com isso, com as dúvidas que os outros colocam e que ele mesmo também muitas vezes se coloca. Apesar de tudo, confia em Deus e segue adiante. Mas uma vida de penitências e de desgostos acaba cobrando seu preço: com apenas 52 anos, uma dolorosíssima nefrite o conduz à morte. Em 1819 o Papa Pio VII o beatifica e em 1975, São Paulo VI canoniza João Batista da Conceição.

Descubra outros santos clicando aqui
PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais