Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

quinta-feira 15 agosto
Santo Estanislau Kostka

Noviço Jesuita (†1568)

PIANO
Compartilhar

É um dos santos poloneses mais conhecido pelo mundo afora. Nasceu em outubro de 1550 em Rostkow, uma localidade situada à poucos quilômetros de distância de Varsóvia. O pequeno Estanislau provinha de uma importante família polonesa que havia contribuído com diversos governadores, senadores e bispos. Sua educação primeira foi feita, conforme o costume da época, por meio de aulas com professores privados. Aos 14 anos de idade foi enviado para Viena, junto com o seu irmão, para estudar num colégio dos jesuítas. Em 1564, a Companhia de Jesus ainda estava em seus inícios; não havia ainda passado dez anos da morte do fundador, Santo Inácio de Loyola. Apesar disso, os jesuítas já eram muito conhecidos, com fama de teólogos que haviam ajudado no Concílio de Trento. Seus colégios estavam também no início, mas já tinham fama de serem lugares de grande ciência e de formação excepcional para os jovens. Estanislau, além de se dedicar aos seus estudos, levava uma vida de grande intensidade espiritual. Logo sentiu que Deus o chamava a servir na Companhia de Jesus, pois desejava viver intensamente o Evangelho e testemunhar o Senhor em todo lugar. Rezava muito, participando na Missa e nas orações comuns. Alguns de seus companheiros testemunharam alguns êxtases que o santo viveu: sua oração era tão profunda que por vezes levitava do chão. Logo começou a fazer os exercícios espirituais de Santo Inácio e a viver fortes experiências pessoais. Nem tudo, no entanto, foi tranquilidade. A convivência com seu irmão Paulo era difícil. Seu irmão tinha outras pretensões, mais mundanas e, por vezes, Estanislau devia acompanhá-lo nos eventos sociais. Nem sempre, porém, o que se ouvia nesses eventos era de índole cristã. A fuga de Estanislau de participar desses momentos irritava seu irmão Paulo, mas, como depois pôde testemunhar mais tarde, ele nunca cedeu às tentações. Alguns eventos extraordinários marcara a vida do jovem Estanislau, como uma visão de Maria Santíssima com o Menino Jesus ao colo. Segundo o próprio Estanislau, Nossa Senhora teria revelado ao jovem que ele devia entrar na Companhia de Jesus. Terminados os estudos em 1567, Estanislau decidiu seguir o conselho da Virgem Maria e pediu para entrar na Companhia. Naturalmente, o padre Provincial disse-lhe que para isso, em virtude de sua jovem idade, era necessária a permissão de seu pai. No entanto, Estanislau sabia que seu pai tinha outros planos em mente e que jamais aceitaria a entrada de seu filho numa Congregação. Foi assim que o jovem decidiu fugir para Viena, em busca do padre jesuíta Pedro Canísio, na esperança de conseguir realizar seu sonho. Percorreu uma longa viagem a pé e conseguiu chegar ao seu destino. Nesse encontro com Pedro Canísio, houve como que a confirmação de sua vocação, já que padre escreveu uma carta de recomendação acreditando piamente que era vontade de Deus e que as intenções do jovem Estanislau eram retas e puras. Após vencer as resistências de seu pai, ele conseguiu entrar como noviço na Companhia de Jesus no dia 28 de outubro de 1567, juntamente com outros setenta noviços. Um ano depois, se apresentou no noviciado de Roma Pedro Canísio, para fazer uma conferência espiritual. Nessa ocasião, Estanislau conversou com o padre e lhe revelou que sentia que aquele tempo era o último tempo de sua vida. De fato, pouco tempo depois, começaram a se manifestar em Estanislau sintomas de uma grande febre – provavelmente malária – que vinha com intermitência. Aceitou com muita serenidade os sofrimentos, chegando mesmo a dizer que “Se assim apraz a Deus, que eu não me levante mais desta cama, assim seja!’. No dia 15 de agosto de 1568, Festa da Assunção de Maria, o jovem Estanislau entregava sua alma a Deus. Foi canonizado em 1726, sob o pontificado de Bento XIII.

Descubra outros santos clicando aqui

Adoremos o Senhor, porque ele é nosso Deus.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Amém
Hino
Já surge a luz dourada,
a treva dissipando,
que as almas do abismo
aos poucos vai levando.

Dissipa-se a cegueira
que a todos envolvia;
alegres caminhemos
na luz de um novo dia.

Que a luz nos traga paz,
pureza ao coração:
longe a palavra falsa,
o pensamento vão.

Decorra calmo o dia:
a mão, a língua, o olhar.
Não deixe nosso corpo
na culpa se manchar.

Do alto, nossos atos
Deus vê, constantemente;
solícito nos segue
da aurora ao sol poente.

A glória seja ao Pai,
ao Filho seu também;
ao Espírito igualmente,
agora e sempre. Amém.

Cântico Is 40,10-17

Eis que venho em breve, para retribuir a cada um segundo as suas obras (Ap 22,12).

Olhai e vede: o nosso Deus vem com poder,
dominará todas as coisas com seu braço.
Eis que o preço da vitória vem com ele,
e o precedem os troféus que conquistou.

Como o pastor, ele apascenta o seu rebanho.
Ele toma os cordeirinhos em seus braços,
leva ao colo as ovelhas que amamentam,
e reúne as dispersas com sua mão.

Quem, no côncavo da mão, mediu o mar?
Quem mediu o firmamento com seu palmo?
Quem mediu com o alqueire o pó da terra?
Quem pesou, pondo ao gancho, as montanhas,
e as colinas, colocando-as na balança?

Quem instruíra o espírito do Senhor?
Que conselheiro o teria orientado?
Com quem aprendeu ele a bem julgar,
e os caminhos da justiça a discernir?
Quem as veredas da prudência lhe ensinou
ou os caminhos da ciência lhe mostrou?

Eis as nações: qual gota d'água na vasilha,
um grão de areia na balança diante dele;
e as ilhas pesam menos do que o pó
perante ele, o Senhor onipotente.

Não bastaria toda a lenha que há no Líbano
para queimar seus animais em holocausto.
As nações todas são um nada diante dele,
a seus olhos elas são quais se não fossem.

Glória ao Pai...

Leitura breve 1Pd 4,10-11
Como bons administradores da multiforme graça de Deus, cada um coloque à disposição dos outros o dom que recebeu. Se alguém tem o dom de falar, proceda como com palavras de Deus. Se alguém tem o dom do serviço, exerça-o como capacidade proporcionada por Deus, a fim de que, em todas as coisas, Deus seja glorificado, em virtude de Jesus Cristo.

Clamo de todo o coração: Atendei-me, ó Senhor!
Quero cumprir vossa vontade.

BENEDICTUS
Sirvamos ao Senhor na justiça e santidade,
e de nossos inimigos haverá de nos salvar.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Demos graças a Deus Pai, que no seu amor conduz e alimenta o seu povo; e digamos com alegria:

R. Glória a vós, Senhor, para sempre!

Pai clementíssimo, nós vos louvamos por vosso amor para conosco,
– porque nos criastes de modo admirável, e de modo ainda mais admirável nos renovastes. R.

No começo deste dia, infundi em nossos corações o desejo de vos servir,
– para que sempre vos glorifiquemos em todos os nossos pensamentos e ações. R.

Purificai os nossos corações de todo mau desejo,
– e fazei que estejamos sempre atentos à vossa vontade. R.

Dai-nos um coração aberto às dificuldades de nossos irmãos e irmãs,
– para que jamais lhes falte o nosso amor fraterno. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Deus eterno e todo-poderoso, sobre os povos que vivem na sombra da morte fazei brilhar o Sol da justiça, que nos visitou nascendo das alturas, Jesus Cristo nosso Senhor. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo.

Perdoar...

A primeira palavra que nosso Senhor pronunciou na cruz foi uma oração por aqueles que o crucificavam; fez o que escreve São Paulo: “Cristo durante os dias de sua vida mortal [...], apresentou orações e súplicas” (Hb 5,7). Certamente aqueles que crucificavam a nosso divino Salvador não o conheciam [...], pois e o tivessem conhecido não o teriam crucificado (1Cor 2,8). Nosso Senhor, pois, vendo a ignorância e a debilidade dos que o atormentavam, começou a desculpá-los e a oferecer por eles esse sacrifício a seu Pai celeste, pois a oração é um sacrifício [...]: “Pai, perdoa-lhes pois não sabem o que fazem” (Lc 23,34). Como era grande a chama de amor que ardia no coração de nosso doce Salvador, que no auge de suas dores, enquanto a veemência de seus tormentos parecia tirar-lhe o poder de rezar por si mesmo, pôde, pela força de sua caridade, esquecer-se de si próprio, mas não de suas criaturas [...]. Queria desse modo nos dar a entender o amor que tinha por nós, que este não podia diminuir diante de nenhum tipo de sofrimento, e nos ensinar como deve ser nosso coração em relação ao nosso próximo [...]. Então, este divino Senhor que se entregou para pedir perdão pelos homens, está seguro que seu pedido foi concedido, porque seu divino Pai o amava demasiadamente para lhe negar qualquer coisa que lhe pedisse.

São Francisco de Sales
Sermão para a Sexta-feira Santa, 25.3.1622
Bispo de Genebra e doutor da Igreja (1567-1622).

Vinde logo em nosso auxílio, ó Senhor!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Deus de supremo poder,
da água os seres gerastes.
Com uns enchestes os mares,
de outros o ar povoastes.

Uns mergulhastes nas águas,
outros soltastes no ar,
com o impulso que os leva
a toda a terra ocupar.

Dai graça a todos os servos,
no vosso sangue lavados,
para vencermos o tédio,
a morte e todo pecado.

Não nos deprimam as culpas,
nem nos inflame a vaidade;
não caia a mente abatida,
nem caia a mente elevada.

Ouvi-nos, Pai piedoso,
e vós, Imagem do Pai,
que com o Espírito Santo
eternamente reinais.

Salmo 131(132)

II

O Senhor fez a Davi um juramento,
uma promessa que jamais renegará:
'Um herdeiro que é fruto do teu ventre
colocarei sobre o trono em teu lugar!

Se teus filhos conservarem minha Aliança
e os preceitos que lhes dei a conhecer,
os filhos deles igualmente hão de sentar-se
eternamente sobre o trono que te dei!'

Pois o Senhor quis para si Jerusalém
e a desejou para que fosse sua morada:
'Eis o lugar do meu repouso para sempre,
eu fico aqui: este é o lugar que preferi!'

'Abençoarei suas colheitas largamente,
e os seus pobres com o pão saciarei!
Vestirei de salvação seus sacerdotes,
de alegria exultarão os seus fiéis!'

'De Davi farei brotar um forte Herdeiro,
acenderei ao meu Ungido uma lâmpada.
Cobrirei de confusão seus inimigos,
mas sobre ele brilhará minha coroa!'

Glória ao Pai...

Leitura 1Pd 3,8-9
Sede todos unânimes, compassivos, fraternos, misericordiosos e humildes. Não pagueis o mal com o mal, nem ofensa com ofensa. Ao contrário, abençoai, porque para isto fostes chamados: para serdes herdeiros da bênção.

O Senhor nos saciou com a fina flor do trigo.
Com o mel que sai da rocha nos fartou, nos satisfez.

MAGNIFICAT
O Senhor derrubou os poderosos de seus tronos e elevou os humildes.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos a Cristo, pastor, protetor e consolador de seu povo; e digamos com toda a confiança:

R. Senhor, nosso refúgio, escutai-nos!

Bendito sejais, Senhor, que nos chamastes para fazer parte da vossa santa Igreja;
– conservai-nos sempre nela. R.

Vós, que confiastes ao nosso Papa N. a solicitude por todas as Igrejas,
– concedei-lhe uma fé inquebrantável, uma esperança viva e uma caridade generosa. R.

Dai aos pecadores a graça da conversão e aos que caíram o dom da fortaleza,
– e a todos concedei penitência e salvação. R.

Vós, que quisestes habitar num país estrangeiro,
– lembrai-vos daqueles que se encontram longe da família e da pátria. R.

(Intenções livres)

A todos os mortos que depositaram sua esperança em vós,
– concedei-lhes a paz eterna. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Lucas 1,39-56.

Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se apressadamente para a montanha, em direção a uma cidade de Judá.
Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel.
Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino exultou-lhe no seio. Isabel ficou cheia do Espírito Santo
e exclamou em alta voz: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.
Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?
Na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos a voz da tua saudação, o menino exultou de alegria no meu seio.
Bem-aventurada aquela que acreditou no cumprimento de tudo quanto lhe foi dito da parte do Senhor».
Maria disse então:
«A minha alma glorifica o Senhor
e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,
porque pôs os olhos na humildade da sua serva:
de hoje em diante me chamarão bem-aventurada
todas as gerações.
O Todo-poderoso fez em mim maravilhas:
Santo é o seu nome.
A sua misericórdia se estende de geração em geração
sobre aqueles que O temem.
Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos.
Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes.
Aos famintos encheu de bens
e aos ricos despediu de mãos vazias.
Acolheu a Israel, seu servo,
lembrado da sua misericórdia.
como tinha prometido a nossos pais,
a Abraão e à sua descendência para sempre».
Maria ficou junto de Isabel cerca de três meses e depois regressou a sua casa.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.