Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

quinta-feira 21 março
Santa Benedita Cambiagio Frassinelo

Religiosa (†1858)

SKY
Compartilhar
Santo do dia

Benedita Cambiagio nasceu no dia dois de outubro de 1791 numa localidade próxima à cidade italiana de Gênova. Sua família trabalhava no campo e ela era a filha mais nova de sete filhos. Ainda criança, seus pais se transferiram para a cidade de Pavia, em busca de melhores condições. Nessa nova realidade Benedita cresceu e, embora sentisse uma vocação para a vida religiosa, atendeu os desejos da família que a queria casada. Aos vinte e cinco anos de idade casou-se com João Batista Frassinello, um operário da região e católico fervoroso. Infelizmente não tiveram filhos. Benedita então sentiu-se encorajada e pediu permissão para seu marido para fazer uma experiência com a vida religiosa. Para sua maravilha, seu marido lhe concedeu a permissão. Após uma primeira tentativa não muito bem sucedida com as Capuchinhas de Gênova, Benedita foi acolhida pelas Irmãs Ursulinas, na cidade de Brescia. Também aqui, infelizmente, não permaneceu muito tempo, pois sua saúde frágil não lhe permitiu ficar na casa. Voltando para casa, ainda doente, se refugiou na oração. Teria tido então uma visão de São Jerônimo Emiliani, que a teria milagrosamente curado. Seu marido, entanto, também sentiu a chamada para a vida religiosa: entrou como simples irmão leigo nos padres somascos e se dedicou à mendicância, angariando fundos para assistir moças pobres e abandonadas. Benedita, por sua vez, fundava na cidade de Pavia, em 1827, a primeira escola popular para moças. Muitas pessoas começaram a ajudá-la nessa empresa e um grupo de mulheres foi se juntando a Benedita: era o primeiro núcleo da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Providência, grupo que seria fundado por Benedita. Apesar dos grandes trabalhos no âmbito da caridade, muitas perseguições foram feitas contra Irmã Benedita por parte dos poderosos da região, que eram, em geral, anticlericais. Santa Benedita morreu no dia 21 de março de 1858 com fama de santidade. Em 1987 foi beatificada pelo Papa São João Paulo II e em 2002 foi declarada santa pelo mesmo Pontífice. Por ocasião de sua morte, Santa Benedita foi enterrada no cemitério da cidadezinha de Ronco. Infelizmente, durante a Segunda Guerra Mundial, um bombardeamento atingiu o cemitério e suas relíquias foram perdidas.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.

Salmo 79(80)

Vinde, Senhor Jesus! (Ap 22,20).

Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos.
Vós, que a José apascentais qual um rebanho!
Vós, que sobre os querubins vos assentais,
aparecei cheio de glória e esplendor
ante Efraim e Benjamim e Manassés!
Despertai vosso poder, ó nosso Deus,
e vinde logo nos trazer a salvação!

Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo,
e sobre nós iluminai a vossa face!
Se voltardes para nós, seremos salvos!

Até quando, ó Senhor, vos irritais,
apesar da oração do vosso povo?
Vós nos destes a comer o pão das lágrimas,
e a beber destes um pranto copioso.
Para os vizinhos somos causa de contenda,
de zombaria para os nossos inimigos.

Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo,
e sobre nós iluminai a vossa face!
Se voltardes para nós, seremos salvos!

Arrancastes do Egito esta videira,
e expulsastes as nações para plantá-la;
diante dela preparastes o terreno,
lançou raízes e encheu a terra inteira.

Os montes recobriu com sua sombra,
e os cedros do Senhor com os seus ramos;
até o mar se estenderam seus sarmentos,
até o rio os seus rebentos se espalharam.

Por que razão vós destruístes sua cerca,
para que todos os passantes a vindimem,
o javali da mata virgem a devaste,
e os animais do descampado nela pastem?

Voltai-vos para nós, Deus do universo!
Olhai dos altos céus e observai.
Visitai a vossa vinha e protegei-a!

Foi a vossa mão direita que a plantou;
protegei-a, e ao rebento que firmastes!
E aqueles que a cortaram e a queimaram,
vão perecer ante o furor de vossa face.

Pousai a mão por sobre o vosso Protegido,
o filho do homem que escolhestes para vós!
E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus!
Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome!

Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo,
e sobre nós iluminai a vossa face!
Se voltardes para nós, seremos salvos!

A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Leitura breve Cf. 1Rs 8,51-53a
Nós somos, Senhor, teu povo e tua herança. Teus olhos estejam abertos à súplica do teu servo e do teu povo, Israel, escutando-nos toda vez que te invocarmos. Pois tu nos separaste para ti como herança dentre todos os povos da terra.

Nós somos vosso povo, ó Senhor. Misericórdia, Senhor, a vós clamamos!
Curvados sob o peso dos pecados, choramos de tristeza.

BENEDICTUS
Recorda-te,meu filho:
na vida tinhas tudo, mas Lázaro sofria.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;
e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,
para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança
e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,
anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados
e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Celebremos a bondade de Deus, que se revelou em Cristo Jesus. E de todo o coração lhe supliquemos:

R. Lembrai-vos, Senhor, de vossos filhos e filhas!

Concedei-nos viver mais profundamente o mistério da Igreja;
– que ela seja para toda a humanidade o sacramento eficaz da salvação. R.

Deus, amigo do ser humano, ensinai-nos a trabalhar generosamente para o progresso da civilização,
– e a buscar em todas as coisas o vosso Reino. R.

Levai-nos a saciar nossa sede de justiça,
– na fonte de água viva que nos destes em Cristo. R.

Perdoai, Senhor, todos os nossos pecados,
– e dirigi nossos passos no caminho da justiça e da verdade. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, que amais e restaurais a inocência, orientai para vós os corações dos vossos filhos e filhas para que, renovados pelo vosso Espírito, sejamos firmes na fé e eficientes nas obras. Por nosso Senhor, Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

Pai, este é meu desejo: que aqueles que me confiaste estejam comigo

“Se alguém, gozando dos bens deste mundo, vir o seu irmão em necessidade e lhe fechar as entranhas, como permanece nele a caridade de Deus?”. Sabe-se com que insistência os Padres da Igreja determinaram qual deve ser a atitude daqueles que possuem em relação aos que estão em necessidade: “não dás da tua fortuna - assim afirma santo Ambrósio - ao seres generoso para com o pobre, tu dás daquilo que lhe pertence. Porque aquilo que te atribuis a ti, foi dado em comum para uso de todos. A terra foi dada a todos e não apenas aos ricos”. Quer dizer que a propriedade privada não constitui para ninguém um direito incondicional e absoluto. Ninguém tem direito de reservar para seu uso exclusivo aquilo que é supérfluo, quando a outros falta o necessário. Numa palavra, “o direito de propriedade nunca deve exercer-se em detrimento do bem comum, segundo a doutrina tradicional dos Padres da Igreja e dos grandes teólogos”. Surgindo algum conflito “entre os direitos privados e adquiridos e as exigências comunitárias primordiais”, é ao poder público que pertence “resolvê-lo, com a participação ativa das pessoas e dos grupos sociais”.
São Paulo VI
Papa que conduziu o Concílio Vaticano II ao seu término (1897-1978).

Oração para esta tarde

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
A abstinência quaresmal
vós consagrastes, ó Jesus;
pelo jejum e pela prece,
nos conduzis da treva à luz.

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém.

Salmo 71(72)

Abriram seus cofres e ofereceram-lhe presentes: ouro, incenso e mira (Mt 2,11).

I
Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus,
vossa justiça ao descendente da realeza!
Com justiça ele governe o vosso povo,
com equidade ele julgue os vossos pobres.

Das montanhas venha a paz a todo o povo,
e desça das colinas a justiça!
Este Rei defenderá os que são pobres,
os filhos dos humildes salvará,
e por terra abaterá os opressores!

Tanto tempo quanto o sol há de viver,
quanto a lua através das gerações!
Virá do alto, como o orvalho sobre a relva,
como a chuva que irriga toda a terra.

Nos seus dias a justiça florirá
e grande paz, até que a lua perca o brilho!
De mar a mar estenderá o seu domínio,
e desde o rio até os confins de toda a terra!

Seus inimigos vão curvar-se diante dele,
vão lamber o pó da terra os seus rivais.
Os reis de Társis e das ilhas hão de vir
e oferecer-lhes seus presentes e seus dons;

e também os reis de Seba e de Sabá
hão de trazer-lhe oferendas e tributos.
Os reis de toda a terra hão de adorá-lo,
e todas as nações hão de servi-lo.

Glória ao Pai...

Leitura Tg 4,7-8.10
Obedecei a Deus, mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Aproximai-vos de Deus, e ele se aproximará de vós. Purificai as mãos, ó pecadores, e santificai os corações, homens dúbios. Humilhai-vos diante do Senhor, e ele vos exaltará.

Senhor, atendei minha prece, meu clamor chegue a vós!
Escutai-me, no dia em que chamo.

MAGNIFICAT
O rico em seus tormentos implorou uma gota d'água,
ele que a Lázaro negara as migalhas do seu pão.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Proclamemos a misericórdia de Deus, que nos ilumina com a graça do Espírito Santo, para que resplandeçam em nossas obras a justiça e a santidade; e supliquemos:

R. Dai a vida, Senhor, ao povo que Cristo redimiu!

Senhor, fonte e autor de toda santidade, fortalecei os bispos, os sacerdotes e os diáconos em sua união com Cristo por meio do mistério eucarístico,
– para que se renove sempre mais a graça que receberam pela imposição das mãos. R.

Ensinai os vossos fiéis a participarem de modo mais digno e ativo na mesa da Palavra e do Corpo de Cristo,
– para que mantenham na vida e nos costumes o que receberam pela fé e pelos sacramentos. R.

Ensinai-nos a reconhecer a dignidade de cada pessoa humana, redimida pelo Sangue de vosso Filho,
– e a respeitarmos a liberdade e a consciência de nossos irmãos e irmãs. R.

Fazei que todos os seres humanos saibam moderar seus desejos de bens temporais,
– e atendam às necessidades do próximo. R.

(Intenções livres)

Tende piedade dos fiéis que hoje chamastes desta vida para vós,
– e concedei-lhes o dom da eterna bem-aventurança. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho do dia

Evangelho segundo São Lucas 16,19-31.

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: «Havia um homem rico, que se vestia de púrpura e linho fino e se banqueteava esplendidamente todos os dias.
Um pobre, chamado Lázaro, jazia junto do seu portão, coberto de chagas.
Bem desejava saciar-se do que caía da mesa do rico, mas até os cães vinham lamber-lhe as chagas.
Ora sucedeu que o pobre morreu e foi colocado pelos Anjos ao lado de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado.
Na mansão dos mortos, estando em tormentos, levantou os olhos e viu Abraão com Lázaro a seu lado.
Então ergueu a voz e disse: ‘Pai Abraão, tem compaixão de mim. Envia Lázaro, para que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nestas chamas’.
Abraão respondeu-lhe: ‘Filho, lembra-te que recebeste os teus bens em vida, e Lázaro apenas os males. Por isso, agora ele encontra-se aqui consolado, enquanto tu és atormentado.
Além disso, há entre nós e vós um grande abismo, de modo que se alguém quisesse passar daqui para junto de vós, ou daí para junto de nós, não poderia fazê-lo’.
O rico insistiu: ‘Então peço-te, ó pai, que mandes Lázaro à minha casa paterna
– pois tenho cinco irmãos – para que os previna, a fim de que não venham também para este lugar de tormento’.
Disse-lhe Abraão: ‘Eles têm Moisés e os Profetas: que os oiçam’.
Mas ele insistiu: ‘Não, pai Abraão. Se algum dos mortos for ter com eles, arrepender-se-ão’.
Abraão respondeu-lhe: ‘Se não dão ouvidos a Moisés nem aos Profetas, também não se deixarão convencer, se alguém ressuscitar dos mortos’».