Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

quinta-feira 26 março
Beata Madalena Catarina Morano

Religiosa Salesiana (†1908)

VENEZUELA
Diocese of San Cristobal | Aid to the Church in Need
Compartilhar

Sexta dentre oito filhos, Madalena nasceu no dia 15 de novembro de 1847, em Chieri, nas cercanias de Turim, Itália. Seus primeiros anos de infância foram conturbados por uma série de lutas familiares, em que morreram seus cinco irmãos mais velhos e seu pai, Francisco.
Ao ficar órfã de pai, sua mãe, Caterina Pangella, a ensinou a trabalhar em casa como tecelã, uma das poucas profissões permitidas a crianças. Um sacerdote, parente da família a incentivou para iniciar seus estudos, dando suas primeiras lições de gramática italiana. Quando completou 14 anos, o pároco local deu-lhe a incumbência de cuidar do jardim de infância, apesar de ser bem jovem. Ela continuou a estudar e se formou para ensinar nas escolas primárias locais.
Madalena sentiu, então, o desejo de tornar-se religiosa e aos trinta anos, ela foi inicialmente rejeitada pelos conventos das Filhas da Caridade e das Dominicanas. Foi pedir então conselhos ao dinâmico Dom Bosco que havia recentemente criado a instituição Salesiana naquela região. Dom Bosco a dissuadiu da vida claustral e a orientou para ir falar com seu colaborador Dom Giovanni Cagliero, que a convidou a ingressar nas Filhas de Maria Auxiliadora.
Após dois anos de noviciado, emitiu seus votos religiosos no dia 04 de novembro de 1879.
Em 1881, Madalena recebeu o pedido do bispo de Catânia, D. Giuseppe Benedetto Dusmet, para dirigir a escola de Trecastagni. Após quatro anos de liderança na Catânia, foi chamada para administrar a casa das Filhas de Maria Auxiliadora em Valdocco, em Turim, por um ano, após esse período se mudou permanentemente para a Sicília, que sempre seria sua “pátria do coração”.
Sua atividade tornou-se prodigiosa e surpreendente: em 26 anos, fundou 19 casas, 12 oratórios, 6 escolas, 5 jardins de infância, 11 oficinas, 4 internatos, 3 escolas religiosas, despertando a admiração de todos, inclusive autoridades eclesiásticas e hierarquias. Era tida como uma grande e extraordinária mulher, pois Madalena tinha ininterrupta união com Deus, desejo de santidade e uma imensa vontade salesiana de ação.
Faleceu em Ali Marina em 26 de março de 1908 aos 61 anos de idade.
Foi beatificada na Catânia em 5 de novembro de 1994, quando da visita do Papa João Paulo II à região.

Descubra outros santos clicando aqui

Hoje não fecheis o vosso coração, mas ouvi a voz do Senhor!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.

A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Cântico Is 66,10-14a
A Jerusalém celeste é livre, e é a nossa mãe (Gl 4,26).

Alegrai-vos com Sião
e exultai por sua causa,
todos vós que a amais;
tomai parte no seu júbilo,
todos vós que a lamentais!

Podereis alimentar-vos,
saciar-vos com fartura
com seu leite que consola;
podereis deliciar-vos
nas riquezas de sua glória.

Pois assim fala o Senhor:
‘Vou fazer correr a paz
para ela como um rio,
e as riquezas das nações
qual torrente a transbordar.

Vós sereis amamentados
e ao colo carregados
e afagados com carícias;
como a mãe consola o filho.
em Sião vou consolar-vos.

Tudo isso vós vereis,
e os vossos corações
de alegria pulsarão;
vossos membros, como plantas,
tomarão novo vigor’.

Glória ao Pai...

Leitura breve 1Rs 8,51-53a
Nós somos, Senhor, teu povo e tua herança. Teus olhos estejam abertos à súplica do teu servo e do teu povo, Israel, escutando-nos toda vez que te invocarmos. Pois tu nos separaste para ti como herança dentre todos os povos da terra.

Nós somos vosso povo, ó Senhor, misericórdia, Senhor, a vós clamamos!
Curvados sob o peso dos pecados, choramos de tristeza.

BENEDICTUS
O meu testemunho não é de um homem; mas, isto vos digo para que vos salveis.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Celebremos a bondade de Deus, que se revelou em Cristo Jesus. E de todo o coração lhe supliquemos:

R. Lembrai-vos, Senhor, de vossos filhos e filhas!

Concedei-nos viver mais profundamente o mistério da Igreja;
– que ela seja para toda a humanidade o sacramento eficaz da salvação. R.

Deus, amigo do ser humano, ensinai-nos a trabalhar generosamente para o progresso da civilização,
– e a buscar em todas as coisas o vosso Reino. R.

Levai-nos a saciar nossa sede de justiça,
– na fonte de água viva que nos destes em Cristo. R.

Perdoai, Senhor, todos os nossos pecados,
– e dirigi nossos passos no caminho da justiça e da verdade. R.

(intenções livres)

Pai nosso...

Oração
Nós vos pedimos, ó Deus de bondade, que, corrigidos pela penitência e renovados pelas boas obras, possamos perseverar nos vossos mandamentos e chegar purificados às festas pascais. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

As Escritura falam de mim

A palavra de Deus é uma árvore de vida que oferece seus frutos de vida por toda parte. É como uma fonte que brota de um rochedo no deserto, que surge como uma bebida espiritual para todo homem. Todos comeram do mesmo alimento espiritual e todos beberam da mesma bebida espiritual. A quem foi dado participar destas riquezas, não creia que a palavra de Deus só contém o que ele encontrou nela. Portanto, que se dê conta de que foi capaz de encontrar nela somente uma coisa entre muitas outras. Enriquecido pela Palavra, não creia que está entendido o seu significado. Incapaz de esgotar sua riqueza, que faça uma Ação de Graças por sua grandeza. Alegra-te, pois, se fostes saciado, mas não te entristeças se a riqueza da Palavra for muito além da tua compreensão!
O que tem sede se alegra por poder beber, mas não se entristece pela sua incapacidade de beber tudo o que há na fonte. É melhor que a fonte acabe com tua sede do que tua sede acabe com a fonte. Se tua sede é saciada pela fonte, sem que a fonte seja esgotada, poderás beber de novo cada vez que tenhas sede. Se, pelo contrário, saciasses a tua sede e esgotasses a fonte, tua vitória se converteria em tua desgraça. Dá Graças a Deus pelo que recebestes e não murmures pelo que deixou de ser aproveitado! Tens a parte do que te foi proveitoso e levas contigo, mas o que resta, mesmo assim, é herança tua.

Santo Efrem
Diatessaron I 18-19; SC 121, pag. 52-53
Diácono da Síria e Doutor da Igreja (†373).

Vinde, adoremos o Senhor que se entregou por nós!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
A abstinência quaresmal
vós consagrastes, ó Jesus;
pelo jejum e pela prece,
nos conduzis da treva à luz.

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém.

Salmo 143 (II)
As suas mãos foram treinadas para a luta, quando venceu o mundo conforme disse: eu venci o mundo ( Santo Hilário).

Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos,
nas dez cordas da harpa louvar-vos,
a vós que dais a vitória aos reis
e salvais vosso servo Davi.

Da espada maligna livrai-me
e salvai-me da mão dos estranhos;
sua boca só tem falsidade,
sua mão jura falso e engana.

Que nossos filhos, quais plantas viçosas,
cresçam sadios, e fortes floresçam!
As nossas filhas, colunas robustas,
que um artista esculpiu para o templo.

Nossos celeiros transbordem de cheios,
abastecidos de todos os frutos!
Nossas ovelhas em muitos milhares
se multipliquem nas nossas campinas!

O nosso gado também seja gordo!
Não haja brechas em nossas muralhas,
nem desterro ou gemido nas praças!

Feliz o povo a quem isto acontece,
e que tem o Senhor por seu Deus!
.

Glória ao Pai...

Leitura breve Tg 4,7-8.10
Obedecei a Deus, mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Aproximai-vos de Deus, e ele se aproximará de vós. Purificai as mãos, ó pecadores, e santificai os corações, homens dúbios. Humilhai-vos diante do Senhor, e ele vos exaltará.

Senhor, atendei minha prece, meu clamor chegue a vós!
Escutai-me, no dia em que chamo.

MAGNIFICAT
As obras que eu faço é que dão testemunho que o Pai me enviou.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Proclamemos a misericórdia de Deus, que nos ilumina com a graça do Espírito Santo, para que resplandeçam em nossas obras a justiça e a santidade; e supliquemos:

R. Dai a vida, Senhor, ao povo que Cristo redimiu!

Senhor, fonte e autor de toda santidade, fortalecei os bispos, os sacerdotes e os diáconos em sua união com Cristo por meio do mistério eucarístico,
– para que se renove sempre mais a graça que receberam pela imposição das mãos. R.

Ensinai os vossos fiéis a participarem de modo mais digno e ativo na mesa da Palavra e do Corpo de Cristo,
– para que mantenham na vida e nos costumes o que receberam pela fé e pelos sacramentos. R.

Ensinai-nos a reconhecer a dignidade de cada pessoa humana, redimida pelo Sangue de vosso Filho,
– e a respeitarmos a liberdade e a consciência de nossos irmãos e irmãs. R.

Fazei que todos os seres humanos saibam moderar seus desejos de bens temporais,
– e atendam às necessidades do próximo. R.

(Intenções livres)

Tende piedade dos fiéis que hoje chamastes desta vida para vós,
– e concedei-lhes o dom da eterna bem-aventurança. R.
Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Ave Maria, gratia plena; Dominus tecum: benedicta tu in mulieribus, et benedictus fructus ventris tui Iesus. Sancta Maria, Mater Dei ora pro nobis peccatoribus, nunc et in hora mortis nostrae. Amen.
(Tradução)
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, Bendita sois Vós entre as mulheres, e Bendito é o fruto de vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São João 5,31-47.
Naquele tempo, Jesus disse aos judeus: «Se Eu der testemunho de Mim mesmo, o meu testemunho não será considerado verdadeiro.
É outro que dá testemunho de Mim e Eu sei que o testemunho que Ele dá de Mim é verdadeiro.
Vós mandastes emissários a João Batista e ele deu testemunho da verdade.
Não é de um homem que Eu recebo testemunho, mas digo-vos isto para que sejais salvos.
João era uma lâmpada que ardia e brilhava e vós, por um momento, quisestes alegrar-vos com a sua luz.
Mas Eu tenho um testemunho maior que o de João, pois as obras que o Pai Me deu para consumar — as obras que Eu realizo— dão testemunho de que o Pai Me enviou».
E o Pai, que Me enviou, também Ele deu testemunho de Mim. Nunca ouvistes a sua voz, nem vistes a sua figura
e a sua palavra não habita em vós, porque não acreditais naquele que Ele enviou.
Examinais as Escrituras, pensando encontrar nelas a vida eterna; são elas que dão testemunho de Mim
e não quereis vir a Mim para encontrar essa vida.
Não é dos homens que Eu recebo glória;
mas Eu conheço-vos e sei que não tendes em vós o amor de Deus.
Vim em nome de meu Pai e não Me recebeis; mas se vier outro em seu próprio nome, recebê-lo-eis.
Como podeis acreditar, vós que recebeis glória uns dos outros e não procurais a glória que vem só de Deus?
Não penseis que Eu vou acusar-vos ao Pai: o vosso acusador será Moisés, em quem pusestes a vossa esperança.
Se acreditásseis em Moisés, acreditaríeis em Mim, pois ele escreveu a meu respeito.
Mas se não acreditais nos seus escritos, como haveis de acreditar nas minhas palavras?».

Boletim
Receba Aleteia todo dia