Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 09 Dezembro |
São Cipriano de Genouillac
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Santa Ana Line

Mártir inglesa († 1601)

FLOWER

Y Photo Studio|Shutterstock

Ana nasceu, em 1567, em Dunmow, condado de Essex, e era a segunda filha do calvinista radical William (ou John) Heigham e de Anna Alien,
Converteu-se ao catolicismo, juntamente com seu irmão Guilherme. Seu pai, que era um calvinista orgulhoso, após várias tentativas de persuadir os filhos a apostatar, deserdou-os e expulsou-os de casa.
Pouco tempo depois, Anna casou-se com Roger Line, também ele católico convertido, que pela fé havia sofrido o mesmo destino que sua esposa. No entanto, logo ela ficou sozinha e sem recursos, pois o marido e o irmão foram presos, em 1586, enquanto participavam de uma Santa Missa. Foram condenados à prisão perpétua. Posteriormente, foram enviados para o exílio perpétuo, estabelecido em Flandres, onde Roger ainda viveu oito anos em péssimas condições de saúde, recebendo uma pequena pensão concedida pelo rei da Espanha, Felipe II, e da qual enviava parte para sua esposa, em Londres.
Viúva em 1594 e muito debilitada, Anna mais do que nunca se viu afligida pela necessidade, tendo que confiar apenas na Providência divina para seu sustento. Quando, em 1595, o jesuíta John Gerard estabeleceu em Londres um abrigo para padres novatos que chegavam à cidade, ou que já exerciam o ministério lá, Anna foi chamada para ser governanta e administradora, tarefas que realizava no dia-a-dia com o carinho de uma mãe e devoção a uma serva. Certo dia, ela foi apontada como suspeita por perseguidores de católicos, especialmente após a fuga de John Gerard da prisão da Torre de Londres, em 1597. Por esse motivo, foi forçada a mudar de residência e foi morar numa casa bem isolada, onde, no entanto, devido à delação de uma vizinha, foi capturada em 2 de fevereiro de 1601 por um bando de homens armados. Foi aprisionada na prisão de Newgate. Pouco tempo depois foi levada a julgamento em Old Bailey, onde foi necessário levá-la sentada em uma cadeira, dada à sua grave condição de saúde. Foi julgada pelo juiz Popham, sob a acusação de ter dado refúgio e assistência aos padres missionários. Declarada culpada, foi condenada à pena de morte.
Sua execução ocorreu em Tyburn, no dia 27 de fevereiro de 1601 juntamente com o padre jesuíta Roger Filcock, seu confessor e amigo, e com o beneditino Marcos Barkworth.
Antes de colocar a cabeça no laço da forca, ela disse em voz alta à multidão ao redor: “Fui condenada por ter hospedado um padre católico. No entanto, estou longe de me arrepender pois, de todo o coração, eu teria hospedado mil em vez de apenas um”.
Ana foi beatificada por Pio XI, em 15 de dezembro de1929 e canonizada pelo Papa São Paulo VI no dia 25 de outubro de 1970, como uma dos quarenta mártires da Inglaterra e do país de Gales .

Descubra outros santos clicando aqui
PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais