Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

sábado 15 dezembro
Bem-aventurado Carlos Steeb

Sacerdote (†1856)

JAN KAROL STEEB
Compartilhar
Santo do dia

Nasceu em Tubinga (Alemanha) no dia 18 de dezembro de 1773 e era o primeiro filho de uma família de luteranos. Seu pai era administrador dos bens do Duque de Württenberg e de um grande albergue da cidade. É por esse motivo que Carlos será enviado para Paris e depois para a cidade italiana de Verona: o pai de Carlos tinha esperanças que o filho pudesse desenvolver as necessárias habilidades comerciais para continuar os negócios da família. O contato com a realidade de Verona com as obras de caridade e a leitura do escritor francês Bossuet colocaram no coração de Carlos as premissas para uma mudança radical de vida. Por meio das cartas que Carlos enviava, seus pais pressentiram a mudança espiritual que ocorria no ânimo de seu filho; partiram então para o ataque: ameaçaram de repudiá-lo e deserdá-lo. Nesse embate, Carlos encontrou consolo e direção espiritual em Francesco e Giovanni Batista Bertolini, dois irmãos e sacerdotes do Oratório de São Felipe Néri que o ajudaram a tomar sua decisão. É assim que em 14 de setembro de 1792 o bispo de Verona recebe a entrada de Steeb na fé católica. Sua decisão não foi aceita pelos pais, mas isso não impediu Carlos rezar todos os dias pelos seus genitores. Quatro anos depois, diante de seu empenho e seu fervor religioso, o bispo de Verona se convenceu em ordená-lo sacerdote no dia 8 de setembro de 1796. Seu primeiro trabalho pastoral foi o cuidado das famílias alemãs residentes em Verona. Durante a guerra entre Napoleão e os austríacos algumas batalhas ocorreram no território italiano do Vêneto. Padre Carlos Steeb logo se ofereceu para cuidar dos feridos nos hospitais e dos prisioneiros, já que conhecia bem também a língua francesa. A mesma atitude Padre Carlos teve quando uma epidemia de cólera assolou a cidade de Verona: toda vez que se fazia necessário, ele acorria até os leitos dos agonizantes para levar o conforto dos sacramentos. Pela sua sabedoria e bondade, ele se tornou confessor e diretor espiritual de bispos, juízes e nobres da cidade. Por causa da necessidade, viu-se como fundador junto com Madre Vincenza de uma congregação feminina, as Irmãs da Misericórdia. Padre Carlos Steeb, com oitenta e três anos, após uma vida voltada totalmente à caridade, morreu santamente no dia 15 de dezembro de 1856. Papa São Paulo VI o beatificou no dia 6 de julho de 1975.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

Ele anuncia a Jacó sua palavra. Seus preceitos e suas leis a Israel.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Em meio à treva escura,
ressoa clara voz.
Os sonhos maus se afastem,
refulja o Cristo em nós.

Despertem os que dormem
feridos de pecado.
Um novo sol já brilha,
o mal vai ser tirado.

Do céu desce o Cordeiro
Que traz a salvação.
Choremos e imploremos
Das culpas o perdão.

E ao vir julgar o mundo
No dia do terror,
Não puna tantas culpas,
Mas venha com amor.

Ao Pai e ao seu Filho
poder e majestade,
e glória ao Santo Espírito
por toda a eternidade.
Salmo 8
Ele pôs tudo sob os seus pés e fez dele, que está acima de tudo, a Cabeça da lgreja
(Ef 1,22):

Ó Senhor nosso Deus, como é grande
vosso nome por todo o universo!
Desdobrastes nos céus vossa glória
com grandeza, esplendor, majestade.

O perfeito louvor vos é dado
pelos lábios dos mais pequeninos,
de crianças que a mãe amamenta.

Eis a força que opondes aos maus,
reduzindo o inimigo ao silêncio.
Contemplando estes céus que plasmastes
e formastes com dedos de artista;

vendo a lua e estrelas brilhantes,
perguntamos: “Senhor, que é o homem,
para dele assim vos lembrardes
e o tratardes com tanto carinho?”

Pouco abaixo de Deus o fizestes,
coroando-o de glória e esplendor;
vós lhe destes poder sobre tudo,
vossas obras aos pés lhe pusestes:

as ovelhas, os bois, os rebanhos,
todo o gado e as feras da mata;
passarinhos e peixes dos mares,
todo ser que se move nas águas.

Ó Senhor nosso Deus, como é grande
vosso nome por todo o universo!

Glória ao Pai...

Leitura breve Is 11,1-3a
Nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; sobre ele repousará o espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e fortaleza, espírito de ciência e temor de Deus; no temor do Senhor encontra ele seu prazer.

O Senhor é contigo, ó Maria, alegra-te, cheia de graça!
Ele chega, o dia já nasce; a terra inteira exulta.

BENEDICTUS
O Senhor levantará um sinal entre as nações
e os dispersos de seu povo de Israel reunirá.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos, com espírito de fé, irmãos caríssimos, a Cristo Redentor, que virá ao mundo com grande poder e glória; e supliquemos:

R. Vinde, Senhor Jesus!

Senhor Jesus Cristo, que haveis de vir cheio de poder e majestade,
- olhai benigno para a nossa humildade e fazei-nos dignos de vossos dons. R.

Vós, que viestes proclamar a Boa-nova à humanidade,
- dai-nos anunciar sempre a vossa salvação. R.

Vós, que viveis eternamente na glória celeste, e tudo governais com poder e sabedoria,
- concedei-nos aguardar com alegria a bem-aventurada esperança, enquanto aguardamos a vossa vinda gloriosa. R.

E a nós, que desejamos a graça da vossa vinda,
- confortai-nos com a assistência do vosso poder divino. R.
(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Concedei-nos, ó Deus todo-poderoso, que desponte em nossos corações o esplendor da vossa glória, para que, vencidas as trevas do pecado, a vinda do vosso Unigênito revele que somos filhos da luz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

Os discípulos perguntavam a Jesus...

O anjo anunciou à Virgem Maria os mistérios. Desde o momento em que soube, Maria se dirige à montanha com o regozijo de seu desejo, como quem cumpre um dever piedoso, apressada pela alegria. A graça do Espírito Santo ignora aos lentos. Em seguida se manifestam os benefícios da chegada de Maria e da presença do Senhor: “a criatura saltou de alegria no seio de Isabel, e ela ficou cheia do Espírito Santo... Feliz és tu que acreditaste!” Felizes também sois vós, porque entendestes e crestes; pois toda alma que crê concebe e engendra a palavra de Deus e reconhece suas obras. Que em cada um resida a alma de Maria para glorificar o Senhor; que em cada um esteja o espírito de Maria para se alegrar em Deus. Porque se corporalmente não há mais que uma mãe de Cristo, pelo contrário, pela fé, Cristo é o fruto de todos, pois toda alma recebe o Verbo de Deus, a condição de que, sem mancha e preservada dos vícios, guarde a castidade com uma pureza irrepreensível. Toda alma, pois, que chega a esse estado proclama a grandeza do Senhor, do mesmo modo como a alma de Maria, e seu espírito se alegra em Deus Salvador.

Santo Ambrósio
Bispo de Milão e doutor da Igreja (340-397).

Oração para esta tarde

Vinde, Senhor Jesus!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Eterna luz dos homens,
dos astros Criador,
ouvi as nossas preces,
de todos Redentor.

Ao ver compadecido
do mundo a perdição,
em vosso amor viestes
trazer-lhe a salvação.

Se sombra do pecado
a tudo escurecia,
Esposo, vós saístes
do seio de Maria.

Ao simples ecoar
do vosso nome eterno,
joelhos vão dobrando
o céu, a terra, o inferno.

Um dia voltareis,
Juiz e Rei de tudo.
Oh daí-nos hoje a graça,
na tentação escudo.

Ao Pai e ao Filho glória,
ao Espírito também,
louvor, honra e vitória,
Agora e sempre. Amém
Cântico Fl 2,6-11

Cristo, o Servo de Deus

Embora fosse de divina condição,
Cristo Jesus não se apegou ciosamente
a ser igual em natureza a Deus Pai.

Porém esvaziou-se de sua glória
e assumiu a condição de um escravo,
fazendo-se aos homens semelhante.

Reconhecido exteriormente como homem,
humilhou-se, obedecendo até à morte,
até à morte humilhante numa cruz.

Por isso Deus o exaltou sobremaneira
e deu-lhe o nome mais excelso, mais sublime,
e elevado muito acima de outro nome.

Para que perante o nome de Jesus
se dobre reverente todo joelho,
seja nos céus, seja na terra ou nos abismos.

E toda língua reconheça, confessando,
para a glória de Deus Pai e seu louvor:
'Na verdade Jesus Cristo é o Senhor!'

Glória ao Pai...

Leitura 1Ts 5,23-24
Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente, e que tudo aquilo que sois - espírito, alma, corpo - seja conservado sem mancha alguma para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo! Aquele que vos chamou é fiel; ele mesmo realizará isso.

Que o universo rejubile e dê gritos de alegria: Pois o Senhor há de chegar!
Eu vi um novo céu, eu vi uma nova terra; nunca mais haverá choro nem clamor nem aflição.

MAGNIFICAT
As multidões perguntavam a João, o Batista: Que devemos fazer? E João respondia:
Quem tiver duas túnicas, dê uma a quem não tem; quem tiver o que comer, que ele faça a mesma coisa.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Invoquemos a Cristo Jesus, felicidade e alegria de todos os que o esperam; e digamos:

R. Vinde, Senhor, e não tardeis!

Esperado das nações, cheios de alegria, aguardamos vossa vinda;
- vinde, Senhor Jesus. R.

Vós, que existis eternamente, antes da criação do mundo,
– vinde salvar todos os que vivem neste mundo. R.

Vós, que criastes o universo e tudo o que nele existe,
– vinde renovar a obra de vossas mãos. R.

Vós, que não recusastes assumir nossa natureza mortal,
– vinde libertar-nos do poder da morte. R.

Vós, que viestes à terra para nos dar uma vida nova,
– vinde e dai-nos a vida eterna. R.

(Intenções livres)

Vós, que quisestes reunir no vosso reino toda a humanidade,
- vinde congregar na unidade todos os que esperam a visão da vossa face. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Alma Redemptoris mater,
Quae pervia caeli porta manes
Et Stella Maris
Succurre cadenti
Surgere qui curat populo

Tu quae genuisti
Natura mirante
Tuum sanctum Genitorem
Virgo prius, ac posterius
Gabrielis ab ore
Sumens illud Ave
Peccatorum miserere

(Tradução)
Ó Doce mãe do Redentor
Que permanece, do céu, uma porta aberta
E estrela do mar
Ajuda teu povo que está caindo
E que deseja se levantar

Tu que destes à luz
Com toda natureza admirando
Teu Santo Criador
Virgem antes e depois
Recebendo aquela saudação
Da boca de Gabriel
Tende piedade de nós pecadores

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho do dia

Evangelho segundo São Mateus 17,10-13.

Ao descerem do monte, os discípulos perguntaram a Jesus: «Porque dizem os escribas que Elias tem de vir primeiro?»
Jesus respondeu-lhes: «Certamente Elias há-de vir para restaurar todas as coisas.
Eu vos digo, porém, que Elias já veio; mas, em vez de o reconhecerem, fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim também o Filho do homem será maltratado por eles».
Então os discípulos compreenderam que Jesus lhes falava de João Baptista.