Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

sábado 16 novembro
São Edmundo Rich

Arcebispo da Cantuária (†1240)

GIRL
Compartilhar

Seu pai, Reynold Rich, se tornou monge após algum tempo vivido no matrimônio. Sua mãe, Mabília, era uma mulher piedosa e austera: criou seus quatro filhos numa vida de penitência e oração. Edmundo ao crescer, fez seus estudos em Oxford e depois em Paris, tornando-se professor de matemática e, em seguida, de Sagrada Escritura. Quando voltou para Oxford em 1219, tornou-se o primeiro professor universitário da Inglaterra. Além das aulas era muito apreciado como diretor espiritual. Tornando-se Cônego de Salisbury foi encarregado pelo Papa Gregório IX de pregar sobre a Cruzada par a libertação de Jerusalém em algumas cidades inglesas. Em 1233 foi eleito arcebispo de Caterbury (Cantuária) mantendo-se fiel ao Papa, chegando a enfrentar o rei Henrique III, que estava mais preocupado com os bens materiais que com a salvação de seus súditos. Alguns anos depois Edmundo retirou-se para a vida monástica em Pontigny, na França: aí morreria no dia 16 de novembro de 1240. Por séculos seu corpo permaneceu intacto. É padroeiro da diocese de Portsmouth.

Descubra outros santos clicando aqui

Adoremos o Senhor, admirável nos seus santos.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Raiando o novo dia,
as vozes elevamos,
de Deus a graça e glória
em Cristo proclamamos.

Por ele o Criador
compôs a noite e o dia,
criando a lei eterna
que os dois alternaria.

A vós, Luz dos fiéis,
nenhuma lei domina.
Fulgis de dia e noite,
clarão da luz divina.

Ó Pai, por vossa graça,
vivamos hoje bem,
servindo a Cristo e cheios
do vosso Espírito. Amém.

Salmo 8

Ele pôs tudo sob os seus pés, e fez dele, que está acima de tudo, a Cabeça da Igreja (Ef 1,22).

Ó Senhor nosso Deus, como é grande
vosso nome por todo o universo!

Desdobrastes nos céus vossa glória
com grandeza, esplendor, majestade.
O perfeito louvor vos é dado
pelos lábios dos mais pequeninos,
de crianças que a mãe amamenta.

Eis a força que opondes aos maus,
reduzindo o inimigo ao silêncio.
Contemplando estes céus que plasmastes
e formastes com dedos de artista;

vendo a lua e estrelas brilhantes,
perguntamos: 'Senhor, que é o homem,
para dele assim vos lembrardes
e o tratardes com tanto carinho?'

Pouco abaixo de Deus o fizestes,
coroando-o de glória e esplendor;
vós lhe destes poder sobre tudo,
vossas obras aos pés lhe pusestes:

as ovelhas, os bois, os rebanhos,
todo o gado e as feras da mata;
passarinhos e peixes dos mares,
todo ser que se move nas águas.

Ó Senhor nosso Deus, como é grande
vosso nome por todo o universo!

Glória ao Pai...

Leitura breve 2Pd 3,13-15a
O que nós esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, onde habitará a justiça. Caríssimos, vivendo nesta esperança, esforçai-vos para que ele vos encontre numa vida pura e sem mancha e em paz. Considerai também como salvação a longanimidade de nosso Senhor.

A alegria cantará sobre meus lábios, e a minh'alma libertada exultará.
Também celebrarei vossa justiça.

BENEDICTUS
O Reino dos céus é semelhante ao comprador de raras pérolas preciosas;
quando encontra a mais bela entre todas, vende tudo o que possui para comprá-la.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos a Deus, que por meio de seu Filho trouxe ao mundo vida e esperança; e peçamos humildemente:

R. Senhor, ouvi-nos!

Senhor, Pai de todos os seres humanos, que nos fizestes chegar ao princípio deste dia,
– dai-nos viver unidos a Cristo para louvor da vossa glória. R.

Conservai e aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade,
– que derramastes em nossos corações. R.

Fazei que os nossos olhos estejam sempre voltados para vós,
– para correspondermos com generosidade e alegria ao vosso chamado. R.

Defendei-nos das ciladas e seduções do mal,
– e protegei os nossos passos de todo tropeço. R.

(Intenções livres)
Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, que tornastes Santa Margarida da Escócia admirável por sua imensa caridade para com os pobres, dai-nos ser, por sua intercessão e exemplo, um reflexo da vossa bondade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Orar sempre, sem desanimar....

Para encontrar a reta “via” da oração, o cristão deverá ter presente [...]os traços salientes da via de Cristo, cujo “alimento é fazer a vontade daquele que o enviou e consumar a sua obra”. Jesus não vive uma união mais íntima e mais estreita com o Pai, do que esta, que, para ele, se traduz continuamente numa oração profunda. A vontade do Pai envia-o aos homens, aos pecadores; mais: aos seus assassinos; e ele não pode estar mais intimamente unido ao Pai do que obedecendo à sua vontade. O que não impede de nenhuma maneira que, no caminho terreno, ele se retire também na solidão para rezar, para se unir ao Pai e receber dele novo vigor para cumprir a sua missão no mundo. No Tabor, onde certamente ele se une ao Pai de modo manifesto, é evocada a sua Paixão e nem por um instante é tomada em consideração a possibilidade de permanecer em “três tendas” sobre o monte da Transfiguração. Qualquer oração contemplativa cristã reenvia continuamente ao amor do próximo, à ação e à paixão, e exatamente desta maneira aproxima de Deus em medida maior.

Congregação para a Doutrina da Fé
n. 13
Carta aos bispos acerca de alguns
aspectos da meditação cristã (1989).

Vós sois nosso refúgio, ó Senhor!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Ó Deus, autor de tudo,
que a terra e o céu guiais,
de luz vestis o dia,
à noite o sono dais.

O corpo, no repouso,
prepara-se a lutar.
As mentes já se acalmam,
se faz sereno o olhar.

Senhor, vos damos graças
no ocaso deste dia.
A noite vem caindo,
mas vosso amor nos guia.

Sonora, a voz vos louve,
vos cante o coração.
O amor vos renda amor,
e a mente, adoração.

E assim, chegando a noite,
com grande escuridão,
a fé, em meio às trevas,
espalhe o seu clarão.

Ouvi-nos, Pai piedoso,
e Filho, Sumo Bem,
com vosso Santo Espírito
reinando sempre. Amém.

Cântico Fl 2,6-11

Embora fosse de divina condição,
Cristo Jesus não se apegou ciosamente
a ser igual em natureza a Deus Pai.

Porém esvaziou-se de sua glória
e assumiu a condição de um escravo,
fazendo-se aos homens semelhante.

Reconhecido exteriormente como homem,
humilhou-se, obedecendo até à morte,
até à morte humilhante numa cruz.

Por isso Deus o exaltou sobremaneira
e deu-lhe o nome mais excelso, mais sublime,
e elevado muito acima de outro nome.

Para que perante o nome de Jesus
se dobre reverente todo joelho,
seja nos céus, seja na terra ou nos abismos.

E toda língua reconheça, confessando,
para a glória de Deus Pai e seu louvor:
'Na verdade Jesus Cristo é o Senhor!'

Glória ao Pai...

Leitura Rm 11,33-36
Ó profundidade da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus! Como são inescrutáveis os seus juízos e impenetráveis os seus caminhos! De fato, quem conheceu o pensamento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem se antecipou em dar-lhe alguma coisa, de maneira a ter direito a uma retribuição? Na verdade, tudo é dele, por ele, e para ele. A ele, a glória para sempre. Amém!

Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras e que sabedoria em todas elas!
Encheu-se a terra com as vossas criaturas.

MAGNIFICAT
Quando ouvirdes falar de revoltas e guerras,
não fiqueis assustados; pois será necessário
que isto aconteça bem antes do fim.

Ó Senhor, sede fiel ao vosso amor,
como havíeis prometido a nossos pais.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Ao Deus único, Pai e Filho e Espírito Santo, demos glória; e peçamos humildemente:

R. Ouvi, Senhor, a oração de vosso povo!

Pai santo, Senhor todo-poderoso, fazei brotar a justiça na terra,
– para que o vosso povo se alegre na prosperidade e na paz. R.

Dai a todos os povos fazerem parte do vosso Reino,
– para que sejam salvos. R.

Concedei aos esposos a perseverança na harmonia e no cumprimento de vossa vontade,
– para que vivam sempre no amor mútuo. R.

Dignai-vos recompensar todos aqueles que nos fazem o bem,
– e dai-lhes a vida eterna. R.

(Intenções livres)

Olhai com bondade os que morreram vítimas do ódio, da violência ou da guerra,
– e acolhei-os no repouso celeste.R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, Mater misericordiae, vita, dulcédo et spes nostra, salve. Ad te clamamus, éxsules filii Evae. Ad te suspirámus geméntes et flentes in hac lacrimárum valle. Eia ergo, advocáta nostra, illos tuos misericórdes óculos ad nos convérte. Et Jesum benedíctum fructum Ventris tui, nobis, post hoc exsílium, osténde. O clemens, o pia, o dulcis Virgo María!
Ora pro nobis, sancta Dei Génitrix. Ut digni efficiámur promissiónibus Christi.

Tradução:
Salve, Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A vós bradamos, os degredados filhos de Eva; a vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei; e depois deste desterro nos mostrai Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria.
Rogai por nós, santa Mãe de Deus. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém.

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Lucas 17,26-37.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Como sucedeu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem:
Comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca. Então veio o dilúvio, que os fez perecer a todos.
Do mesmo modo sucedeu nos dias de Lot: Comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam.
Mas no dia em que Lot saiu de Sodoma, Deus mandou do céu uma chuva de fogo e enxofre, que os fez perecer a todos.
Assim será no dia em que Se manifestar o Filho do homem.
Nesse dia, quem estiver no terraço e tiver coisas em casa não desça para as tirar; e quem estiver no campo não volte atrás.
Lembrai-vos da mulher de Lot.
Quem procurar salvar a vida há de perdê-la e quem a perder há de salvá-la.
Eu vos digo que, nessa noite, estarão dois num leito: um será tomado e o outro deixado;
estarão duas mulheres a moer juntamente: uma será tomada e a outra deixada.
Dois homens estarão no campo: um será tomado e outro será deixado».
Então os discípulos perguntaram a Jesus: «Senhor, onde será isto?». Ele respondeu-lhes: «Onde estiver o corpo, aí se juntarão os abutres».

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.